CIA DA NOTÍCIA

Startups baianas ganham projeto de apoio do Sebrae

Rafael Câmara, um dos sócios da Maqhin, destacou a importância do projeto

Rafael Câmara, um dos sócios da Maqhin, destacou a importância do projeto

Reunindo mais de 130 pessoas, entre empreendedores, estudantes e representantes de entidades parceiras no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, o Sebrae lançou no dia 21, o projeto Startup Bahia. Voltado para atender de forma especializada os jovens empreendedores que estão investindo em ideias inovadoras, o projeto visa fortalecer o segmento na Bahia. O lançamento incluiu a assinatura de protocolo entre o Sebrae e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado da Bahia (Secti).

A iniciativa foi criada para estimular o desenvolvimento das startups, como são conhecidas as empresas em fase inicial de operação, que têm vivido, no mundo inteiro, um boom na área tecnológica. “Queremos apoiar o desenvolvimento dessas novas empresas, desde a ideia inicial até quem já precisa acelerar o processo de crescimen

to”, explicou Adhvan Furtado, superintendente do Sebrae Bahia. Ele também destacou a importância de trabalhar de forma integrada. “Quem fará um ambiente de tecnologia forte não será somente o Sebrae ou as universidades, mas também os próprios empreendedores”.

Uma das novidades é o site do projeto, que traz uma agenda completa, com todos os eventos que acontecerão na cidade para o segmento. Também é possível cadastrar startups, incubadoras ou outros atores desse universo no Mapa do Ecossistema, apontando quem são e onde estão localizados, facilitando a interação na comunidade de startups. Para acompanhar as informações do site, os interessados podem efetuar o cadastro para receber e-mails.

Desde o dia 25 de agosto os empreendedores também já podem se inscrever, pelo site, na seleção de startups para o projeto piloto do Startup Bahia. As empresas selecionadas participarão de 72 horas de capacitação a partir do dia 1º de outubro. O objetivo é viabilizar, até o final de 2015, pelo menos um investimento-anjo, ou seja, captar um investidor que apoie uma startup com capital financeiro e conhecimento, permitindo o desenvolvimento do negócio.

Principais interessados nas novidades oferecidas pelo Sebrae, os empreendedores de startups baianas compareceram em peso ao evento. “Fiquei bastante contente. É a primeira vez que eu vejo o nosso ecossistema se movimentar dessa forma na Bahia”, comemorou Rafael Câmara, um dos sócios da Maqhin, startup de soluções tecnológicas de Salvador, que acaba de abrir processo de financiamento coletivo (crowdfunding), para fortalecimento de seu aplicativo mobile, o Vigilante.

Parcerias e ações de desenvolvimento das startups

Entre os parceiros do projeto, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) reforçou o compromisso de concessão de bolsas para incentivar o empreendedorismo. “Muitas vezes uma pesquisa se inicia sem pretensões na área empresarial e acaba apontando uma oportunidade”, lembrou Marcos Americano, assessor-chefe da Fapesb, que representou o presidente da entidade, Eduardo Almeida.

Durante o lançamento, Manoel Mendonça, secretário da Secti Bahia, assinou com Adhvan Furtado um protocolo de intenções visando à união de esforços para o fortalecimento da cultura de inovação no estado. Entre as ações que constam no protocolo, estão a parceria para a realização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o apoio a ações de desenvolvimento das incubadoras de empresas baianas integradas à Rede Baiana de Empreendedorismo e Incubação e a cessão de espaço no Parque Tecnológico da Bahia para a implantação do Espaço Sebrae Inovação – um ponto de atendimento especializado para as micro e pequenas empresas inovadoras, permitindo acompanhamento contínuo e permanente.

“Sempre digo que o nosso principal trabalho é fomentar ecossistemas”, destacou o secretário, ao falar com os jovens empreendedores presentes. “Queremos que vocês façam demandas e se organizem, para ajudarmos da melhor forma possível”.

O projeto do Sebrae Bahia conta com a parceria da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão do Estado da Bahia (Fapesb), das instituições de ensino superior Área 1, Ruy Barbosa e Universidade Federal da Bahia (UFBA), além de lideranças jovens locais.

O superintendente Adhvan Furtado também apresentou aos empreendedores presentes a oportunidade oferecida pela chamada de projetos do Sebraetec. Pioneira na Bahia, a oportunidade tem inscrições abertas até o dia 20 de outubro e oferecerá apoio financeiro de até R$ 100 mil a micro e pequenas empresas para projetos de inovação de produtos, serviços e modelos de negócios.

Prefeito de Canavieiras tem contas aprovadas

O advogado Manuel Nunes faz a defesa em plenário

O advogado Manuel Nunes faz a defesa em plenário

As contas do prefeito de Canavieiras, Almir Melo, referentes ao exercício de 2013, foram aprovadas nesta terça-feira (11) pela Câmara. As contas mereceram o Parecer para Aprovação pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), contendo algumas ressalvas, que foram sanadas posteriormente.

Na Comissão de Finanças da Câmara Municipal foram elaborados dois pareceres, um pela rejeição e outro pela aprovação. Em plenário, as contas do prefeito Almir Melo foram aprovadas por cinco votos contra três, sendo verificada uma ausência. A apreciação das contas necessita de quorum qualificado.

Salvador sedia qualificatória de Kettlebell Sport

Qualificatória em São Paulo

Qualificatória em São Paulo

No próximo dia 15 de agosto será realizada no estúdio Movimento Funcional, no Shopping Costa Azul, em Salvador (Ba), a qualificatória etapa Bahia de kettlebell Sport da Federação Brasileira de Kettlebell Lifting (F.B.K.L). No evento, os atletas baianos receberão orientação de técnica e ajuste estratégico e terão a oportunidade de competir e testarem sua evolução no esporte antes do Campeonato Brasileiro da modalidade.

A competição será realizada coordenado pela professora de Educação Física Priscila Beck, e contará ainda com a presença do presidente da Federação Brasileira de Kettlebell, João Rosário, que será árbitro das provas. Rosário também é técnico de atletas já premiadas no esporte e campeãs latino-americanas e americanas na prova Long Cycle em 2014.

O esporte, que surgiu originalmente na Rússia, consiste em movimentar o kettlebell com uma técnica e tempo específico, vem conquistando adeptos no Brasil, que já conta com calendário de competições e ranking dos atletas. Um exemplo da eficiência do esporte é a atleta Priscila Beck. Após romper os ligamentos do joelho e ter uma recuperação muito rápida utilizando exercícios com o kettlebell, Priscila  que já inseria a ferramenta nos treinos de seus alunos  decidiu competir tornando-se atleta de kettlebell e é uma grande promotora desse esporte.

Priscila, com João Rosário, na sua estreia

Priscila, com João Rosário, na sua estreia

A qualificatória terá quatro provas divididas por peso corporal e do kettlebell, idade e sexo: Snatch (5 e 10 min), Long Cycle (5 e 10 min) e Biathlon (junção do jerk + snatch), 10 min. Em 25 de julho foi realizado a qualificatória etapa São Paulo no Espaço Funcional Mônica Pimenta em São Paulo, e Priscila Beck representou a Bahia competindo nas provas Snatch e Long Cycle, destacando-se no Snatch. Segundo João Rosário, foi a primeira vez em competições no Brasil que um atleta completou a prova snatch 10 minutos e ela executou 183 repetições, adquirindo experiência para a competição na Bahia.

F.B.K.L – A Federação Brasileira de Kettebell Sport fundada em fevereiro de 2014, em São Paulo, tem o objetivo de divulgar o kettelbell ou girevoy esporte e organizar campeonatos no país, bem como apoiar os times e atletas além de promover treinamentos e certificações. Em 19 de setembro realiza o 2º Campeonato Brasileiro da modalidade no país na Crossfit Brasil, em São Paulo e esse ano decidiu realizar qualificatória antes para preparar os atletas para a competição.

João Rosário informa que já esteve em Salvador ministrando cursos e tem grande expectativa de ver surgir um talento no kettlebell sport nessa qualificatória. Em 25 de julho foi realizado a qualificatória etapa São Paulo no Espaço Funcional Mônica Pimenta em São Paulo e marcas importantes foram alcançadas. Em campeonatos profissionais da modalidade os homens utilizam 2 kettlebells de 32 kg no Long Cycle e, apesar de ser um esporte novo no Brasil, pela primeira vez o atleta Eduardo Scavone competiu com 28 kg no Long Cycle 5 min atingindo 40 repetições. Teve ainda recorde americano batido no Long Cycle 10 min feminino com kettlebell de 16 kg. A atleta catarinense Nicole Zaniz completou 113 repetições na prova, 1 repetição a mais do que Flávia Karolina, sua colega de treino, que em 2014 foi campeã nessa prova no campeonato American Kettlebell Alliance, em Nova Iorque.

Segundo João Rosário, o objetivo da F.B.K.L para esse ano é organizar mais campeonatos para fortalecer o esporte e promover competições menores também antes da principal, o 2º Campeonato Brasileiro de Kettlebell, em setembro. Ele explica que a Federação Brasileira de Kettebell Lifting é uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo a promoção do Kettlebell Sport no Brasil através da organização de competições e capacitação específica (seminários e certificações) com profissionais qualificados e expoentes do kettlebell sport mundial.

Nesse sentido, vem promovendo cursos específicos e nos dias 5 e 6 de dezembro realiza a 1ª Certificação em Kettlebell Sport com o campeão mundial de kettlebell Denis Vasilev, em São Paulo. “Buscamos a qualificação constante promovendo cursos e certificações com os melhores atletas e treinadores da modalidade para aumentar o nível técnico dos atletas e treinadores do país.”

Em maio a Federação Brasileira trouxe ao Brasil pela primeira vez o atleta russo Denis Vasilev, pentacampeão mundial e sete vezes campeão russo e europeu de kettlebell na modalidade long cycle, para ministrar 2 dias do seminário Kettlebell Sport Skills. “O seminário com o Denis deu uma importante contribuição para a melhora do nível técnico e das estratégias de treino dos atletas. Ele deixou claro sua disponibilidade em retornar ao Brasil para cursos futuros e para auxiliar no desenvolvimento desse esporte no país. Um apoio de peso”, analisa João Rosário. Ele enfatiza ainda a importância do apoio de patrocinadores ao esporte na promoção de campeonatos no país e no custeio de despesas de viagens dos atletas desse esporte, que já se destacam em campeonatos internacionais.

O que: Qualificatória do Campeonato Brasileiro Kettlebell Sport– Etapa Bahia

Quando: 15 de agosto (Início às 8h30min)

Onde: Movimento Funcional Studio – Avenida Artur Azevedo de Machado, Shopping Costa Azul – Salvador – Bahia

Inscrições e informações: (71) 9270-5945 / www.fbkl.com

Direção da Loja Maçônica União e Caridade é reconduzida ao cargo

posse na Loja Maçônica União e Caridade - Canavieiras -Foi empossada, quarta-feira (22), a diretoria da Loja Maçônica União e Caridade, em Canavieiras. Toda a diretoria foi reconduzida ao cargo para mais um biênio (2015/17), após ser eleita por unanimidade. No mesmo dia também foi reconduzido ao cargo de Delegado do 8º Distrito Raimundo Antônio Tedesco.

A diretoria da Loja União e Caridade, de Canavieiras, é integrada pelo Venerável Mestre Arenilson Mota Nery, 1º e 2º Vigilantes Lázaro Magnavita e Carlos Alberto Guimarães, Orador – Euvaldo Cardozo Sena, Secretário – Fernando Vieira, Chanceler – Ariedson Santos, e Tesoureiro – José Batista Gama Neves.

Na mesma sessão também foram empossados todos os cargos da oficialidade da Loja. A Sessão Magna de Posse contou com a participação de membros da Loja Maçônica Marracoan, de Camacã.

Fundada em 27 de dezembro de 1890, a União e Caridade é a primeira Loja da República no Brasil e a terceira da Bahia e sua Carta Patente foi assinada pelo Grão Mestre do Grande Oriente do Brasil, Marechal Manuel Deodoro da Fonseca, considerado o “proclamador da República.

Marca de roupas doa livro para cada compra feita em seu site

Com o intuito de promover o resgate da cultura nordestina e incentivar a educação por meio da literatura, a marca baiana Velho Chico vai doar, até o dia 31 de julho, um livro para cada compra realizada na sua loja virtual. Os livros serão doados para Biblioteca Comunitária Anísio Teixeira, que fica no bairro de São Marcos, em Salvador. A loja virtual da marca pode ser acessada pelo endereço www.velhochicocec.com.

A Velho Chico é uma marca de roupas soteropolitana criada em 2012, fruto do sonho empreendedor de dois jovens administradores e grandes amigos Tamir Freitas e Yuri Ponchet, ambos com 26 anos. Aos dois se juntaram o engenheiro Jackson Fernandes e o advogado Henrique Brito, completando a equipe e dando unidade a marca que já nasceu cheia de personalidade.

O nome e o mascote, um calango nativo da Caatinga, são uma prévia da identidade que os sócios buscam. “Nosso empreendimento é muito mais do que vender roupas, queremos fazer parte do movimento de resgate do orgulho de ser nordestino através de nossas criações e encontrar pessoas que partilhem o mesmo sentimento e admiração por nossa terra”, afirmam.

O nome Velho Chico faz referência ao rio mais importante do Nordeste, o Rio São Francisco. Os elementos do universo nordestino (pessoas, histórias, cultura, músicas, poemas, cidades, costumes, natureza…) são inspirações constantes para a criação. “O universo nordestino é o que nos inspira e é voltando os olhos para ele que queremos mostrar que roupa pode ser mais do que enfeite, ela pode ser um poderoso canal para comunicar coisas importantes”, explicam.

UNIVERSIDADE QUER MANTER DIÁLOGO COM SOCIEDADE

Encontros serão realizados em cada um dos campus

Com o intuito de ampliar o diálogo com a sociedade, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) iniciará a construção de uma agenda comum voltada para o desenvolvimento e a sustentabilidade da região. Para isto, propõe a realização do I Fórum Social da UFSB 2015, que será dividido em duas etapas: três Encontros Regionais preparatórios, nos meses de julho e agosto, em Itabuna, Teixeira de Freitas e Porto Seguro, e o Encontro Geral em Porto Seguro, no mês de setembro.

O Encontro Regional de Itabuna ocorrerá nos dias 24 e 25 de julho, no Centro de Convenções de Ilhéus; O de Teixeira de Freitas, nos dias 31 de julho e 01 de agosto, no próprio Campus Paulo Freire; e, por fim, o de Porto Seguro, nos dias 07 e 08 de agosto no Centro de Convenções do Descobrimento.

O evento contará com mesas redondas, conferências-diálogo, reuniões, oficinas por segmento, consultas públicas e encontros de cultura. Os assuntos debatidos girarão em torno dos temas: Universidade e Sociedade: diversidade, inclusão e equidade; e Desenvolvimento regional e sustentabilidade: água, mata Atlântica e empreendimentos de impacto.

A participação é aberta a todos os cidadãos. Os interessados em participar das oficinas e mesas de diálogo, deverão fazer inscrição prévia no link https://docs.google.com/forms/d/13emJvk2cGSOVIupeuQk8IXQoZjvLo4Pcj3GU9EtEP2Y/viewform ou pelo telefone (73) 3613-6295 (com Maristela Aragão). As inscrições serão recebidas até o dia 22 de julho.

O objetivo da UFSB é fortalecer e ampliar parcerias entre a universidade e a sociedade. Por isso, é importante a participação de todos os segmentos da região, que serão divididos em grupos para debates. O grupo poderá ser escolhido no momento da inscrição.

Mais informações e a programação completa poderão ser encontradas no site da UFSB: http://www.ufsb.edu.br

“As Muquiranas” estão de volta e reestreiam na lavagem da Igreja de São Boaventura

E "As Muquiranas" estão de volta

E “As Muquiranas” estão de volta

Homens travestidos de mulher, com toda a esculhambação permitida. Ainda não será desta vez que as “meninas” do Bloco Carnavalesco “As Muquiranas” reestrearão num clima de apoteose, em respeito ao Santo Padroeiro de Canavieiras. Mas prometem voltar às ruas de Canavieiras durante o cortejo e lavagem das escadarias da Festa de São Boaventura. A concentração está marcada para as 8 horas de domingo, dia 12 de julho, na praça Maçônica, onde tem início o cortejo, que desfila pela Rua 13 e final na Igreja Matriz de São Boaventura.

Durante a lavagem da escadaria da Igreja a apresentação será feita com uniforme condizente com a ocasião: uma camisa de malha com a logomarca do bloco e a figura de São Boaventura. Cada camisa tem o custo de R15,00 (quinze reais) e poderá ser obtida com os dirigentes da agremiação ou na Confraria do Berimbau. Além dos associados de “As Muquiranas”, no evento do cortejo e lavagem serão aceitas participações de outras pessoas, que poderão ser apresentadas pelos seus membros.

Na praça São Boaventura, “As Muquiranas” implantarão uma barraca com comidas apropriadas para a incursão etílicas, como sarapatel, mocofato, dentre outras especialidades capazes e apropriadas para dar sustança aos participantes da festa, bem como bebidas variadas. Os recursos obtidos na barraca serão transformados em fundo de investimento e custeio para os foliões durante o Carnaval de 2016.

Contribuições – Desde sua refundação sob as bençãos da Confraria do Berimbau, o Bloco “As Muquiranas” já conta com quase uma centena de sócios contribuintes, que comparecem à tesouraria através de um carnê de pagamento mensal. A previsão da diretoria é a realização de um grande Carnaval, relembrando os tradicionais desfiles de anos anteriores, quando atraiam foliões de outras cidades circunvizinhas.

Conforme dados e fotos históricos, o bloco “As Muquiranas” contavam em seus desfiles com personagens com Juca Seara, Biriri, Geraldo Carneiro, José Leal, Almir Melo, lourival e Alício Monteiro, Orlando Maia, Tedesco, Bira Magnavita, Negão, Chico Soussa, Edmundo Melo, Dr. Sócrates, José Garcia, dentre outros. Para relembrar os antigos carnavais e seus membros, na barraca da praça São Boaventura serão exibidas fotos das festas de escolha da Rainha do Bloco e os memoráveis desfiles carnavalescos.

Segundo uma pré-programação, na sexta-feira do Carnaval de 2016 será realizada uma monumental festa para a tradicional escolha da Rainha de “As Muquiranas”. No domingo e na terça-feira de Carnaval “As Muquiranas” realizam o tradicional desfile pela Rua 13, devidamente fantasiados. Os sócios contarão com diversos serviços inerentes à folia como um carro de apoio servindo bebida aos participantes.

A Diretoria de “As Muquiranas” é composta por Hipólito Lucena – Presidente, Vice-presidente – João de Cezário, Secretário Daeltto Santos Brito, Tesoureiros – Nelson Barbosa, Nei Pinto e Trajano Júnior, Diretor de Eventos – Abel Lisboa, Diretor Social – Edmundo Melo, Diretor de Marketing – Walmir Rosário, Diretoria de Assuntos Especiais – Antônio Tolentino e José Gama, Conselho Fiscal – Severo, José Bandeira e Tolentino da Piaçava.

Contatos: 73-9933-0330, 9967-6733 e 9975-1044.

CHOVE 13O MILÍMETROS EM UM SÓ DIA EM CANAVIEIRAS

Foi a força de São Pedro.

Assim, não há sistema de drenagem pluvial que resista…

Homens e máquinas trabalharam para amenizar os problemas

Homens e máquinas trabalharam para amenizar os problemas

ttp://g1.globo.com/hora1/edicoes/2015/06/30.html#!v/4287185

 

Quadrilha Travação desfila nesta terça e quarta

Nesta terça e quarta-feiras (23 e 24) a Quadrilha Travação faz as tradicionais apresentações pelas ruas de Canavieiras. Este ano, o percurso da quadrilha será feito no trajeto inverso, com saída das imediações da praça Maçônica, seguindo pela rua 13 (Octávio Mangabeira) até praça 25 de maio (centro), ao lado do Mcvita.

A Travação se apresenta nas noites dos dias 23, com trajes normais, já no dia 24 é a chamada “Noite do Vira”, ou a noite da popular “Mocreia”, quando os homens se vestem de mulher e as mulheres de homem. “Antes da apresentação costumamos realizar três ensaios e já temos a convicção que vamos, mais uma vez, arrasar nas duas apresentações”, conta Duda Ribeiro

Um dos exemplos sui generis de quadrilha é a “Travação”, preservação da memória cultural dos festejos juninos e o entretenimento popular. A “Travação” é considerada a maior do mundo e é puxada por um trio elétrico durante o seu percurso, grande apresentação no final.

Segundo a organizadora da Quadrilha Travação, a artista musical e educadora Duda Ribeiro, além de levar a alegria e garantir a preservação da cultura, o grupo, que se apresenta ha 19 anos, não tem fins lucrativos e realiza um trabalho de assistência social, pois toda a arrecadação de alimentos não perecíveis doada pelos participantes é destinada às famílias carentes.

Prefeito decreta feriado no dia 24 de junho

O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, editou o Decreto 059, de 12 de junho de 2015, tornando o dia 24 de junho de 2015 (dedicado a São João), feriado municipal. O ato está lastreado na Lei Federal nº 9.093, de 12 de setembro de 1995.

De acordo com a justificativa do decreto, os tradicionais festejos de São João têm uma grande participação popular nas festividades, que ocorrem em todos os município. Com isso, é grande a movimentação de pessoas nessas cidades, inclusive Canavieiras.

No decreto, o Chefe do Poder Executivo Municipal considerou, ainda, que a segurança das repartições públicas e estabelecimentos bancários e comerciais podem ficar comprometidas. Entre os motivos estão as peculiaridades da festa, que envolvem ingestão de bebidas alcoólicas e queima de fogos de artifício.

Canavieiras se destaca na produção de frutas

João Brasil e julival na plantação de Cupuaçu

João Brasil e julival na plantação de Cupuaçu

Tornar o município de Canavieiras um grande polo de produção de hortifrutigranjeiros e fruticultura é um dos vários projetos elaborados pelo Governo da Reconstrução. Para isso, o prefeito Almir Melo tem envidado esforços no sentido de manter condições favoráveis de produção da zona rural, em todos os setores da agropecuária.

De acordo com o prefeito, hoje a Prefeitura mantém em atividade diversos programas e projetos que proporcionam benefícios aos produtores rurais. Entre eles, a abertura e a conservação das estradas vicinais, a distribuição de sementes de milho e feijão, de mudas de cacaueiros e outras essências florestais e assistência técnica prestada por engenheiro agrônomo e técnicos em agropecuárias, através da Secretária Municipal da Agricultura.

Um exemplo na produção de frutas pode ser visto na Fazenda Planalto, na região do Poxim/Sarampo, área de antigo assentamento rural que não prosperou. A fazenda, hoje de propriedade de Julival Santos de Jesus, conhecido como “Bizilunga”, pode ser considerada um exemplo de como se produzir bem frutas variadas, sem a necessidade de se endividar.

Sistema Agroflorestal com banana-da-terra, café e aipim na Fazenda Planalto

Sistema Agroflorestal com banana-da-terra, café e aipim na Fazenda Planalto

Segundo Julival, a pequena e média agricultura é uma atividade que somente poderá ser desenvolvida por quem participa do dia a dia do campo, conforme o ditado: “quem engorda o boi é o olho do dono”. E assim ele faz o seu cotidiano: mesmo morando na cidade (Canavieiras) chega à fazenda antes do amanhecer e só sai quando escurece, a não ser quando tem que negociar a produção nos sacolões.

Julival não economiza quando o assunto é a diversidade da produção, citando que em sua fazenda são produzidos coco, cupuaçu, sapoti, café conillon, banana-da-terra, graviola, aipim e eucalipto. Segundo o secretário municipal da Agricultura, João Brasil, Julival é um produtor que está sempre antenado com a tecnologia de produzir bem produtos que encontrem fácil colocação no mercado.

Trabalhar o solo – Para o produtor Julival, é preciso aprender com a terra, sempre observando bem quais os cultivos que se adaptam bem ao solo onde se vai trabalhar. Ele conta que no início foi muito difícil, por se tratar de uma área onde abundava o terreno arenoso, com muito sapé e outras vegetações que predominam em solos ácidos.

Julival conta que nem assim desanimou, e passou cultivar espécies de ciclo curto, a exemplo de melancia, abóbora, mamão, dentre outras. “Fomos trabalhando de forma intuitiva, tanto para poder vender a produção num menor tempo, como para melhorar o solo, incorporando toda a parte verde da planta na própria terra. Com isso, não precisaria tomar dinheiro no banco para produzir”, revela.

O secretário da Agricultura de Canavieiras, João Brasil, ressalta que se todo o produtor rural agisse como Julival, as oportunidades dadas pela agricultura seriam bem melhores. “Ele é um grande observador, nos diz o que viu e o que pensa e aplica todas as orientações dadas pelos técnicos. Costumo dizer que ele é um grande sonhador que sabe transformar os sonhos da forma mais racional possível”, diz o secretário.

Sistema Agroflorestal com banana-da-terra, Gaviola e aipim na Fazenda Planalto- Foto Walmir Rosário

Sistema Agroflorestal com banana-da-terra, Gaviola e aipim na Fazenda Planalto

Consórcios – Mesmo sem ter qualquer “intimidade” com as pesquisas e modelos de agricultura, Julival inovou em sua propriedade ao implantar os Sistemas Agroflorestais, os conhecidos SAF’s. Ao colher a produção de ciclo curto, plantou os “talhões” com banana da terra, café conillon e aipim; banana-da-terra, aipim e graviola. A banana-da-terra e o aipim, além de sombrearem o café ou a graviola, ainda contribuíam para a fertilização do solo.

Atualmente, nos 17 hectares de uma de suas propriedades há 500 pés de graviola e 8,5 mil pés de café conillon, parte deles ainda divididos com banana da terra e aipim. Graviola e café são os carros-chefes da produção da Fazenda Planalto, cujos cultivos deverão ser ampliados. “Quero plantar mais três mil pés de café e 200 pés de graviola. Minha intenção é conseguir uma produtividade de 60 quilos por pé de graviola”, prevê Julival.

Sempre em busca de uma grande produtividade, Julival procura estar “de olho” no mercado, seja o local ou do Sudeste, a exemplo de São Paulo, para onde manda a produção de coco seco e cerca de 10 mil caixas de sapotis por ano. “Se o mercado apresentar complicação, mudo de cultivo”, afirma o produtor rural, ressaltando que a graviola é um produto de excelente comercialização e encontra mercado em Canavieiras, Santa Luzia, Camacã, Ubaitaba e Travessão (Camamu) .

E sempre agiu assim, dizendo que são a agricultura e o mercado que apontam o caminho para o produtor rural. Outro ensinamento dele é: “O pequeno agricultor só pode ter o que ele possa zelar”. Julival conta que nunca se arrependeu de mudar de cultivo, deixando de produzir pinha, mamão e pimenta, na busca de melhores produtos.

Como começou – Em 1996, com a chegada da vassoura-de-bruxa na região, ele e outros seis colegas deixaram a fazenda em que trabalhavam em Ubaitaba para tentar nova vida na área de assentamento Poxim/Sarampo. Com a ajuda da família que trabalhavam, adquiram as terras (42 hectares). Os companheiros não se adaptaram ao novo estilo de vida e deixaram as áreas. As mesmas foram sendo adquiridas por ele, que mantém a área original em sociedade com um dos sócio.

Julival e João Brasil no plantio de Graviola

Julival e João Brasil no plantio de Graviola

Aos poucos, o produtor foi se estabilizando e adquiriu mais 17 hectares (só dele). Antes disso, participou de vários cursos dados por instituições ligadas a agricultura, se qualificando. “Ele aproveitou todas as oportunidades surgidas ao longo dos anos e ainda continua em busca de informações, daí o sucesso alcançado no seu negócio”, conclui João Brasil.

Vândalos destroem árvores plantadas no Caminho da Fé

Caminho da Fé, no Parque Recreativo e Ecológico Luiz Eduardo Magalhães

Um dos equipamentos turísticos considerados essenciais para o desenvolvimento do turismo em Canavieiras, o Caminho da Fé, sofreu a ação de vândalos na noite desta quinta-feira (18). Eles quebraram o arrancaram diversas árvores de eucalipto, plantadas recentemente pela Prefeitura.

Para o prefeito Almir Melo, não parece se tratar apenas de uma ação qualquer de vandalismo, mas de um crime orquestrado por pessoas que sempre estão contra o progresso na cidade de Canavieiras. Para ele, sempre que uma grande obra é anunciada ou realizada, sofre com a atuação desses grupos.

Na semana passada, o prefeito Almir Melo anunciou a assinatura da ordem de serviço da Passarela do Robalo e do Caminho da Fé, ambos localizados no Parque Recreativo e Ecológico Luiz Eduardo Magalhães. De acordo com o prefeito, o que seria uma grande notícia para Canavieiras, infelizmente, se transforma num caso de polícia.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 332 333 334 Próximas
Canavieiras pretende ampliar setor turístico
 
O resgate da atividade turística é uma das metas estabelecidas pelo prefeito Almir Melo para ter o turismo como uma das principais atividades econômicas. Trabalho com essa finalidade está sendo desenvolvido pelo secretário Fernando Volpi e que já produz resultados positivos.
 
LEIA MAIS
 
Livros de graça para todo o mundo. Basta apoiar o projeto
O Prêmio Galinha Pulando começou em 2005, patrocinado pelo seu organizador Valdeck Almeida de Jesus. Até 2009 cada poeta selecionado recebia um livro de graça. A partir daí, ficou muito caro para Valdeck bancar tudo sozinho. Agora em 2014 veio a ideia de pedir ajuda aos autores e a quem puder colaborar comprando antecipado exemplares da antologia poética.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS