CIA DA NOTÍCIA

CDC participa de amistosos de futsal masculino

Futsal masculino-640x640Com o objetivo de promover a integração o Clube Desportivo Canes (CDC), realizou no sábado (22), no Ginásio de Esportes de Canavieiras (Geca), às 17 horas, de Jogos Amistosos de Futsal Masculino Sub 14 e Sub 16, contra a Equipe do Esporte Clube Canes.

O evento, segundo o auxiliar técnico Igo Pacheco, fortalece a integração entre os atletas, e consegue ser maravilhoso pela espontaneidade de quem se envolve. Ao final, os jogos tiveram os seguintes resultados:

Futsal Masculino Sub 14: Clube Desportivo Canes (CDC) 3 X 4 Esporte Clube Canes;

Futsal Masculino Sub 16: Clube Desportivo Canes (CDC) 8 ) X 4 Esporte Clube Canes.

O evento contou com o apoio da Hidraluz, Prefeitura de Canavieiras / Diretoria de Esportes, Centro Esportivo Julia Thomson, LSM Contabilidade, Ótica São Raphael, LCF – Liga Canavieirense de Futebol e dos Árbitros Emanoel Santos e Marcelo Vilas Boas.

Crianças de Canavieiras se encantam com Kettlebell

João Rosário e Tárcio Oliveira demonstram o kettlebell às crianças

João Rosário e Tárcio Oliveira demonstram o kettlebell às crianças da escola Isbela Freire, em Canavieiras

O educador físico João Rosário e o atleta de kettlebell Tárcio Oliveira fizeram uma demonstração com kettlebell aos alunos da escola da rede municipal de educação Professora Isbela Freire, no bairro Birindiba, em Canavieiras. A apresentação foi realizada terça-feira (18), durante uma Feira de Esportes implantada como parte das comemorações dos 45 anos de fundação da escola.

Segundo João Rosário, que é Brutal Strength and Conditioning e com várias certificações internacionais em kettlebell, essa ferramenta esportiva pode ser utilizada por pessoas de todas as idades. Para ele, não basta dizer que as crianças são o futuro do esporte, mas incentivar a prática dos esportes desde os primeiras anos de vida.

A demonstração dos exercícios com kettlebell as crianças despertou o interesse dos pequenos alunos da escola, que passaram a levantar – com a supervisão de João Rosário e Tárcio Oliveiras – as bolas de ferro. Tárcio, que é Guarda Civil Municipal, ressalta que atualmente o kettlebell é uma atividades esportivas em expansão em Canavieiras.

Os futuros desportistas conhecem o kettlebell

Os futuros desportistas conhecem o kettlebell

Explica João Rosário, que as crianças com cerca de oito anos já podem treinar com kettlebells com pesos que variam de quatro a seis quilos. O kettlebell como ferramenta de educação física trabalha todo o corpo, especialmente tronco, pernas e braços, contribuindo para a formação de um corpo forte, estável e saudável.

Kettlebell, que tem a tradução inglesa (Inglaterra e Estados Unidos) de chaleira (kettle), por ser uma bola de ferro com alça que imita esse tipo de utensílio de cozinha. No Brasil, a ferramenta também é chamada de chaleira ou bola de ferro. No Brasil, diversas academias já estão introduzindo o kettlebell como treinamento para as crianças, a exemplo do que acontece em outros países.

Na democracia é bem melhor

Walmir Rosário*

Como ser humano, somos um animal gregário e buscamos viver em sociedade, o que implica numa série de regras a ser seguida para proporcionar uma convivência salutar. Esse é um princípio natural que devemos seguir como pessoas e mais ainda como cidadãos, por nossa obrigação assumida para com a sociedade em que vivemos.

Implícita nesta conduta está a obediência às regras preestabelecidas, a exemplo das normas jurídicas; da moral, de forma coletiva; e da ética, de maneira individual. Dentro desses princípios, a previsão de conflitos é muito pequena, pois a sociedade não pauta de forma retilínea, haja vistas as nossas visíveis diferenças.

Essa teoria seria importante caso transformada em realidade, o que a cada dia se torna mais impossível, dados os costumes de cada grupo da nossa sociedade. Os três princípios básicos estabelecidos e perseguidos pela Revolução Francesa – Liberdade, Igualdade e Fraternidade – seriam, enfim, transformados de lema a fonte segura do direito de cada um.

Embora estejamos acostumados a ouvir os ensinamentos acima desde nossa infância, eles se tornam meras futilidades quando existem interesses contrários aos poderes dominantes. O que não se consegue conceber é que esses princípios basilares venham sendo desrespeitados sob variados pretextos, todos de interesses menores, justamente pelos que juraram obediência à Constituição.

A título de lembrança, frequentemente nos chegam notícias de pessoas e grupos conclamando a volta da ditadura militar para governar o Brasil, como se nosso país fosse uma simples república de bananas. Ora, se na democracia está ruim, não será num regime de força que a vida da população irá melhorar em todos os aspectos. Nos faltará liberdade, igualdade e fraternidade. Sem contar no desrespeito à Constituição.

Está lá no parágrafo 4º, do artigo 60 do texto constitucional: “Não será objeto de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir: I – a forma federativa de Estado; II – o voto direto, secreto, universal e periódico; III – a separação dos Poderes; IV – os direitos e garantias individuais”. Ora, essas cláusulas pétreas nada mais são do que uma garantia constitucional a valores que nos são por demais caros.

Se não quisermos olhar pelo ângulo do Direito Positivo – o que se acha escrito -, poderemos analisar esse tema através do Direito Natural – o conjunto de normas que já nascem incorporadas ao homem -, como o direito à vida, à defesa e à liberdade. Então, para que pregamos os valores do iluminismo se queremos o absolutismo, mesmo contrariando todo o nosso legado normativo?

Acredito que esses conceitos absolutistas defendidos por essas pessoas e grupos devam ser revistos com a máxima urgência, sob pena de incorremos em transgressão dos princípios filosóficos e na quebra do nosso ordenamento jurídico. De já, caso prevaleça a teoria absolutista, teríamos que transformar toda a nossa legislação numa imensa fogueira.

Com a volta do regime de exceção – a ditadura militar –, nossos direitos e garantias individuais cairiam por terra e estaríamos expostos à vontade e ao furor de cada um dos “amigos do rei” com as injustiças chanceladas pela justiça. O direito à vida, o maior bem do homem, passaria a ser considerado artigo de quinta categoria, e que dele poderia dispor os ditadores de plantão.

Todas as sociedades são formadas por pessoas diferenciadas, o que torna a sociedade plural e cada um de nós poderá exercer o seu direito de pensar, agir e professar de acordo com o que lhe convêm, desde que assegurado o direito do próximo. Esse é o princípio natural da humanidade, defendido pela filosofia Iluminista, a quem a maçonaria participou de sua elaboração e tomou para si esses ensinamentos.

Na sociedade, cada um tem o seu papel e deverá desempenhá-lo de acordo com os preceitos estabelecidos. A grosso modo, o Poder Executivo administra; o Poder Legislativo fiscaliza e legisla; o Poder Judiciário julga. Se desvios são verificados, mudam-se os homens, preservam-se as instituições, como preceituam as normas legais.

E é nesse contexto constitucional que se encontra as forças armadas, cujo comandante em chefe é o Presidente da República. São os militares profissionais gabaritados em segurança, e assim devem ser, como todas as parcelas da sociedade. Não é a farda que o torna mais honesto ou preparado para governar um país e sim sua formação familiar, moral e ética.

Em todos os segmentos sociais existem os bons e os maus, os simplórios e notórios. Cabe a nós cidadãos sabermos escolher os nossos representantes, sempre avaliando pela sua capacidade e compromisso, retirando-o de nossa representação quando não mais merecer a nossa confiança. Alerto, entretanto, que para isso é preciso que antes de sermos partidários nos tornemos politizados.

Quando falamos nas maravilhas do milagre econômico daquela época é preciso que saibamos distinguir crescimento de desenvolvimento, E para encerrar recorro ao pensador iluminista Voltaire: “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las”. Numa ditadura, ou governo de militares, como querem alguns, isso nunca será possível.

*Radialista, Jornalista e advogado

Publicado originalmente no site www.costasulfm.com.br

União e Caridade empossa diretoria e comemora centenário de filiado

Loja União e Caridade empossa diretoria - Foto Divulgação -640x640A Loja Maçônica União e Caridade, de Canavieiras, realizou nesta sexta-feira (14) Sessão Magna para empossar os dirigentes para o biênio 2017/18, eleitos em 24 de maio passado. Lázaro Soares Magnavita assumiu o cargo de Venerável Mestre; José Batista Gama Neves, o de 1º Vigilante; e Fernando Guimarães Vieira, o de 2º Vigilante. Eles substituíram Arenilson Mota Nery, Lázaro Magnavita e Carlos Alberto Guimarães Ramos, respectivamente.

A posse ocorreu no Templo da Loja Maçônica União e Caridade, com a presença de representantes de Lojas Maçônicas de diversas cidades do Sul da Bahia. Também foram empossados Walmir Andrade do Rosário – Orador, José Hilton Melo Lopes – Secretário, Ariedson Santos – Tesoureiro, e Romário Brito de Vasconcelos – Chanceler. Na próxima quarta-feira (21) serão empossados os oficiais.

Após a solenidade de posse no templo da Loja Maçônica, em evento realizado no Clube Recreativo da Loja União e Caridade a atual diretoria foi apresentada aos convidados. Entre as personalidades Maçônicas presentes, o Delegado do Distrito 61, que engloba as Lojas Mahachoan, de Camacan e Romã do Progresso, de Buerarema, Ernande Macedo, o atual Venerável Mestre, Khalil Botelho, e comitiva, o 1º Vigilante da Loja Maçônica Vigilância e Resistência, de Ilhéus, Gustavo Boniares, dentre outras.

Em seguida, as comemorações em homenagem à posse da diretoria da Loja Maçônica União e Caridade e ao centenário de Jonaval Freire, realizadas no Clube Maçônico, contaram com um coquetel e a animação ficou por conta da Banda Armação. Segundo o Venerável Lázaro Magnavita, os eventos foram uma grande confraternização da família maçônica.

Maçom mais antigo comemora Centenário

Aniversário de 100 anos de Jonaval Freire - Foto Divulgação-640x640Logo após a apresentação da nova diretoria no Clube Social Maçônico, foi comemorado o aniversário de 100 anos do Mestre Maçom Jonaval Freire (Vavá), o maçom mais velho da Bahia em atividade, que atualmente ocupa o cargo de Chanceler. Jonaval foi iniciado na Maçonaria em 1965, completando, também 52 anos na Ordem.

Nascido em 14 de julho de 1917, em Monte Cruzeiro, hoje Santa Terezinha/BA., filho de Jhonatas da Silva Freire e Leonor da Conceição Freire, Em 1967, casou-se com Dalva Pereira Freire, de cuja união tem os filhos Boaventura (também Maçom), Rodrigo e Jonaval, e o neto João Henrique, o bisneto Artur.

Também irmão do maçom Rosalvo Freire, (in memorian), Nita e Célia, Vavá exerceu atividades em Canavieiras como agrimensor, avaliador do Banco do Brasil e fiel depositário do Poder Judiciário. Vavá lembrou de sua iniciação, quando era Venerável Mestre Hermes Sobral, e de todos os que passaram pela Ordem durante esses anos.

Ao realizar a homenagem ao seu pai (sanguíneo) e irmão (maçom), Boaventura Freire disse ser impossível impossível descrever a felicidade que ele, outros familiares e os presentes ao poder comemorar os seus 100 anos de vida. “É um orgulho, uma realização e poucos têm o privilégio de ter seu pai ao lado para poder compartilhar essa data tão importante”, ressaltou.

Vejo no senhor um exemplo de fortaleza e resignação. Como somos abençoados por tê-lo conosco por tanto tempo. Ah! Que presente de Deus esse! Continue acreditando, sonhando, nós estaremos sempre ao seu lado, aprendendo sobre a vida e seguindo seus exemplos.

Sabemos que caminhou por estradas tortuosas e muitas provações enfrentou, porém, sempre com muita coragem e com a cabeça em riste, venceu um a um os obstáculos e hoje pode bater no peito e dizer: missão cumprida! Você meu pai é só orgulho para todos nós.

Muitas vezes a vida nos impede de conviver de forma intensa com pessoas maravilhosas como o senhor, mas nem por isso seu colo foi menos acolhedor, seu abraço menos envolvente, sua alegria menos contagiante e seu amor menos fortalecedor”, finalizou

Histórico – Fundada em 27 de dezembro de 1890, a Loja Maçônica União e Caridade é a primeira Loja da República no Brasil e a terceira da Bahia e sua Carta Patente foi assinada pelo Grão Mestre do Grande Oriente do Brasil, Marechal Manuel Deodoro da Fonseca, considerado o “proclamador da República. Este ano completa 127 anos de funcionamento.

Durante todos esses anos a Loja funcionou regularmente e só paralisou suas atividades durante a Segunda Guerra Mundial. Inicialmente filiada ao Grande Oriente do Brasil, a Loja União e Caridade passou para os quadros da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia (GLEB) em 24 de junho de 1954 e onde permanece até hoje.

A primeira Diretoria da Loja União e Caridade era integrada pelos maçons Armando Gentil (Venerável Mestre), Francesco Tedesco (1º Vigilante), Antônio Teixeira Lôbo (2º Vigilante), Bernadino d’Oliveira Pinto (Orador), Augusto Luiz de Carvalho (Secretário), Samuel Benjamim (Chanceler) e Domingos Marques dos Reis (Tesoureiro).

CDL de Canavieiras acredita que recursos do Incra incrementem vendas no comércio

Fabrício Mota, da CEF, Douglas de Jesus, do Incra, e Ériston Nascimento, presidente da CDL de Canavieiras

Fabrício Mota, da CEF, Douglas de Jesus, do Incra, e Ériston Nascimento, presidente da CDL de Canavieiras

O coordenador-geral de Infraestrutura do Incra, Douglas Souza de Jesus, esteve em Canavieiras, onde manteve contato com autoridades e lideranças com a finalidade de disponibilizar linhas de crédito para assentados. Acompanhado do chefe da Unidade Avançada Sul, Marcos Nery, Douglas também conversou com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Canavieiras, Ériston Nascimento.

Durante o encontro, o coordenador de Infraestrutura, Douglas de Jesus, informou que o Governo Federal, por meio do Incra, pretende promover o desenvolvimento das atividades produtivas rurais para beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA). Além dos assentados, também poderão acessar esses benefícios os pescadores e marisqueiras ligados à Reserva Extrativista (Resex) de Canavieiras.

Em Canavieiras, Douglas de Jesus manteve contato com o prefeito Dr. Almeida, gerência do Banco do Brasil, representantes de assentados e da Resex, a quem expôs as condições de acesso aos programas de crédito. “A liberação é simples e o Incra encaminha as informações sobre os beneficiários ao Banco do Brasil, onde é feito o cadastro e a confecção dos cartões daqueles que foram considerados aptos a fazer parte do programa”, salientou.

Na conversa com o presidente da CDL, Ériston Nascimento, o coordenador do Incra enfatizou que esses recursos irão alavancar diretamente as vendas no comércio, como tem acontecido em outras cidades. Também participou da reunião o gerente da Caixa Econômica Federal (agência de Canavieiras), Fabrício Mota, que ressaltou o grande relacionamento da CEF com os beneficiários desses créditos.

As linhas de crédito têm uma grande amplitude e vai desde o apoio inicial, para a instalação no projeto de assentamento e a aquisição de itens de primeira necessidade, de bens duráveis de uso doméstico e equipamentos produtivos; ações de fomento para viabilizar projetos produtivos de promoção da segurança alimentar e nutricional e de estímulo à geração de trabalho e renda; e o fomento à mulher, para implantar projeto produtivo sob responsabilidade da mulher titular do lote.

Para Ériston Nascimento, ações como essa do Incra que promovem o desenvolvimento econômico são muito bem-vindas e deverão aquecer as vendas em todos os segmentos do comércio de Canavieiras, que dispõe de estoque variado e preços baixos. “Estamos a disposição dos órgãos participantes para apoiar a implantação e realização do programa de crédito na cidade” finalizou o presidente da CDL.

Baiano disputa torneio latino-americano de kettlebell Sport

Chances de medalha para Canavieiras no próximo dia 28 de julho no Chile

Por: Liliane Pólvora

João Rosário treina forte para o campeonato

João Rosário treina forte para o campeonato

João Rosário representará a Bahia e o Brasil no Torneio Latino-Americano de Kettlebell Sport, que será realizado em 28 de julho, na cidade de Viña del Mar, localizada a 130 km de Santiago, capital do Chile.

Rosário, que está na categoria para atletas até 73 kg, disputará a prova Long Cycle e, por 10 min, levantará dois kettlebells de 24 kg. Nessa prova, o kettlebell é levado da altura do joelho até o peito e do peito até acima da cabeça e vence o atleta que conseguir executar mais repetições no tempo da prova.

O torneio é organizado por Rodrigo Cañas, da empresa Pesa Russa, pioneira na realização de campeonatos e cursos de qualificação em kettlebell sport no Chile e será válido pela Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport WAKSC. Cañas já competiu no Brasil em 2016, na 1ª edição do GP da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport – WAKSC em Curitiba, e já confirmou presença na edição 2017, no dia 8 de setembro, em Salvador

Participar do torneio do Chile será uma grande oportunidade de convidar atletas de toda a América Latina para o GP Brasil da WAKSC além de ir em busca de mais uma medalha para a Bahia”, explica Rosário, que também é um dos organizadores do Campeonato Baiano 2017, que acontece em 5 de agosto no Clube da Adelba, em Salvador.

Em 25 de março João Rosário realizou em Canavieiras o primeiro torneio de kettlebell sport do interior da Bahia incentivando a prática do esporte na cidade. Participaram da competição atletas locais e de Salvador, onde o esporte já é praticado há mais tempo, mas atletas de Canavieiras fizeram bonito conquistando inclusive medalhas de ouro em algumas categorias.

Os atletas de Canavieiras começaram a treinar há pouco mais de um ano, quando João Rosário fixou residência na cidade e iniciou a promoção do esporte. Ele avisa que já descobriu talentos do esporte em Canavieiras, que estão sendo preparados para competir no GP mundial de Kettlebell em Salvador e são promessas de medalhas.

PIONEIRISMO

Com várias certificações internacionais em kettlebell, o baiano João Rosário treina atletas campeãs no esporte é fundador e ex-presidente da Federação Brasileira de Kettlebell Lifting (FBKL) e coordenou desde 2014 os principais campeonatos nacionais de kettlebell do país. Ele é diretor da Brutal Strength and Conditioning, que tem a representação oficial da World Kettlebell Grand Prix Series para realizar etapas do GP mundial de kettlebell no Brasil reconhecidos WAKSC.

Segundo João Rosário, desde 2015, quando os primeiros campeonatos foram realizados na Bahia, o número e o nível técnico dos atletas aumentou e, atualmente, Salvador possui um dos maiores times do Brasil. Ele explica que o campeonato baiano será a quarta competição realizada em Salvador e a quinta no estado e “uma oportunidade de preparação maior para os atletas que irão competir na etapa Brasil do GP mundial da WAKSC, que será realizada pela primeira vez na Bahia, no dia 8 de setembro, no São Salvador Hotéis, em Salvador”.

O Kettlebell Sport é um levantamento de peso que exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar 24 quilos na categoria feminina e 32 kg masculina em campeonatos profissionais.

O esporte consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon, disputadas em 10 minutos em campeonatos oficiais, aliando força, técnica e resistência. Vence o atleta que executar mais repetições, validadas pelo árbitro, no tempo da prova.

Mais informações sobre o esporte, campeonatos e sobre o trabalho de João Rosário no site: www.brutalsc.com

Chocolate é comida de boi

Walmir Rosário*

Calma, gente, isso acontece lá na Austrália, onde o chocolate serve como iguaria e tranquilizante para os animais da raça Wagyu (japonesa), que são transformados em kobe beef, uma das carnes mais saborosas do mundo. E como tudo tem seu preço, um quilo dessa carne é vendida em todo mundo pelo preço de arrobas que conseguimos vender por aqui.

Ao tomar conhecimento dessa notícia,pensei logo nos benefícios que poderiam trazer à cultura do cacau, com esse incentivo ao consumo do conhecido manjar dos deuses. Já imaginaram quanto embolsariam a mais os nossos produtores exportando mais cacau? Marketing a Canavieiras é o que não falta e teríamos como símbolo a fazenda Cubículo, primeira plantação de cacau da Bahia.

Mas ao relembrar as propostas de aumento da produção de cacau através da elevação do consumo, logo me aquietei pensando no histórico dessas tentativas anos a fio pelo antigo Conselho Consultivo dos Produtores de Cacau (CCPC), que trocou o C de Consultivo pelo N de Nacional.

Ainda recordo das visitas de nossos conselheiros à China, que tinha como missão fazer com que apenas 10% dos chineses tomassem apenas uma pequena xícara diária de chocolate. Entre idas e vindas, a verdade é que se passeou muito e não conseguiram trocar o sagrado chá dos chineses pelo nosso cacau.

Uma lição caseira também me chama a atenção, que seria a introdução do chocolate na merenda escolar, com pioneiras tentativas, todas infrutíferas e de redundante fracasso. Não o porquê, mas a verdade é que essa ideia nunca foi transformada numa política pública, e não cabe a esse pobre escrevinhador pesquisar. É o papel dos cacauicultores.

Longe de mim afirmar – em alto e bom som – que a atitude do pecuarista australiano não irá produzir resultados positivos para o cacau. Também não vou sair por aí recomendando a introdução dessa nobre dieta aos pecuaristas brasileiros. Cabe-me apenas mostrar o que está sendo feito em terras distantes aos nossos patrícios. E vale a pena tomar conhecimento.

Antes de mais delongas, vale explicar que o kobe beef é considerada sinônimo de maciez, com gordura marmorizada e sabor inconfundível, que combina com o paladar dos consumidores que pagam em dólares e euros. Afinal, esses animais recebem um tratamento de luxo e carinho, sem falar da alimentação especial que recebem. Nada mais justo.

Tudo é uma questão de valor e disposição de pagar, como diriam os economistas para explicar a disposição desse seleto grupo de exigentes consumidores. De olho nessa demanda, o pecuarista Scott de Bruin, do Sul da Austrália, passou a investir na alimentação desses bovinos, oferecendo grãos especiais e frutas como maçãs.

Para agregar mais valor ao seu produto, Scott também passou a incluir o nosso chocolate na dieta do rebanho Wagyu, com a finalidade de aumentar as calorias consumidas. Com isso, conseguiu – segundo ele – a elevar o marmoreio da carne, tornando o kobe beef do seu rebanho ainda mais especial e de preço alto.

Acreditem que é a mais pura verdade. O pecuarista australiano consegue servir essa dieta composta por grãos, frutas e chocolate a todo o seu rebanho, formado por 7,5 mil cabeças, quando eles atingem os 30 meses. Ao sentir o cheiro do chocolate, as rezes se aproximam e comem à vontade (acredito que lambendo os beiços, como se diz popularmente).

Para o fazendeiro australiano, o consumo do chocolate faz com que o seu rebanho fique bem alimentado e mais feliz, transferindo esse bem-estar à qualidade e ao sabor da carne. A qualidade do tratamento a esses animais não se restringe ao chocolate e eles também ganham sessões de massagens, acupuntura, ouvem música clássica e dormem em tapetes térmicos, para que não sofram estresse. Um luxo!

Pelos meus parcos conhecimentos da pecuária, não sei se o chocolate é o elixir da felicidade para os nobres animais da raça Wagyu do Sul da Austrália, mas de cátedra, posso assegurar que no Brasil não merece confiança o chocolate por aqui consumido. Com raríssimas exceções, oriundas de fabricação caseira (artesanal) e pequenas fábricas.

Cada um tem o sonho de consumo que merece.

Radialista, jornalista e advogado

Publicada originalmente no www.costasulfm.com.br

UFSB abre inscrição especial para Pós-Graduação

Está aberta a Inscrição Especial em Componentes Curriculares em vagas não preenchidas no Programa de Pós-graduação em Estado e Sociedade – PPGES. De acordo com a página do Mestrado, o Programa tem como foco o conhecimento interdisciplinar no âmbito das Ciências Humanas e das Ciências Sociais Aplicadas, priorizando novos enfoques e relações entre Direito, Administração, Economia e Ciências Sociais.

A Inscrição Especial em CCs é uma oferta de estudos ao público interessado, visando ao preenchimento das vagas não ocupadas no quadrimestre 2017.2 pelos estudantes regularmente matriculados no PPGES da UFSB. O estudante em Inscrição Especial fará jus à declaração comprobatória do(s) CC(s) cursado(s), com a respectiva carga horária e nota obtida.

Para se inscrever, o candidato deverá preencher o formulário disponível no endereço eletrônico: https://goo.gl/forms/3Sv1GgsfIffjFYqp2 até o dia 09/07 (próximo domingo).

As vagas disponíveis serão preenchidas pelos candidatos na seguinte ordem de classificação:

  1. Aprovadas/os na Seleção de Ingresso do PPGES 2017 (não classificadas/os);
  2. Professoras/es do ensino superior e do ensino básico portadoras/es de diploma de curso superior;
  3. Servidores e Estudantes da UFSB portadoras/es de diploma de curso superior;
  4. Pessoas vinculadas a instituições parceiras da UFSB portadoras/es de diploma de curso superior;
  5. Participantes de ações afirmativas e programas de integração social da UFSB portadoras/es de diploma de curso superior;
  6. Portadoras/es de diploma de curso superior.

As aulas ocorrerão no Campus Sosígenes Costa (Porto Seguro) e terão seu início a partir de 12 de julho de 2017.

Para mais informações sobre o edital, acesse: http://www.ufsb.edu.br/selecao-2017/

CDC FUTEBOL PARTICIPA DE JOGO NO HOTEL TRANSAMÉRICA

CDC-no-TransaméricaOs Atletas do Clube Desportivo Canes (CDC) participaram nesta quinta-feira (6) de jogo amistoso de futebol masculino infantil no Hotel Transamérica – Ilha de Comandatuba, em Una, contra Equipe HT/Hóspede. A equipe do CDC venceu o confronto pelo placar de 5 X 2 para Equipe HT/Hóspede.

“Fico feliz em ver meu filho vivenciar esses momentos através do ESPORTE”, comenta a Professora de Educação Física, Lene Santos. Para que os atletas do CDC participassem deste evento esportivo, apoiaram a Prefeitura de Canavieiras, Hidraluz, Hotel Transamérica, Centro Esportivo Julia Thomson, LSM Contabilidade e Ótica São Raphael.

Lojas Maçônicas de Canavieiras e Camacan instalam novos veneráveis

Instalação do Venerável Mestre em Canavieiras

Instalação do Venerável Mestre em Canavieiras

A loja Maçônica União e Caridade, de Canavieiras, promoveu nesta quarta-feira (5), sessão magna com a presença de maçons de várias cidades da região para realizar a Instalação do novo Venerável Mestre. Eleito recentemente, Lázaro Soares Magnavita – que ocupava o cargo de Primeiro Vigilante – irá presidir a União e Caridade durante o biênio 2017-18.

Na noite desta quinta-feira (6), foi a vez da Loja Maçônica Mahachoan, oriente de Camacan, de realizar a sessão magna para a Instalação do seu novo Venerável Mestre para o Biênio 2017-18. O escolhido foi o Mestre Maçom Khalil Augusto Botelho Nogueira, Presidente do Conselho Consultivo do Priorado da Ordem da Cavalaria.

Instalação do Venerável Mestre em Camacan

Instalação do Venerável Mestre em Camacan

As posses da nova diretoria da Loja União e Caridade, de Canavieiras, está agendada para a próxima sexta-feira (14). Além do Venerável Mestre Lázaro Magnavita, a nova diretoria é composta por José Batista Gama – 1º Vigilante, e Fernando Vieira – 2º Vigilante. Na mesma data também será comemorado o aniversário de 100 anos do Mestre Maçom Jonaval Freire, o maçom mais velho da Bahia em atividade, que atualmente ocupa o cargo de Chanceler.

Já na Loja Maçônica Mahachoan, de Camacan, a solenidade de posse (ritual e festiva) está marcada para a noite do próximo sábado (15). Além do Venerável Mestre Augusto Khalil Botelho Nogueira, também tomarão posse o 1º Vigilante Antônio Guedes, e o 2º Vigilante Fred Borges.

Instalação – Ao ser escolhido para presidir uma uma Loja Maçônica o Mestre Maçom que ainda não ocupou o cargo de Venerável Mestre participa do ritual de Instalação, por uma comissão. A Instalação é o assentamento do Mestre Eleito ou do Mestre Escolhido na cadeira de maior destaque: o Trono do Rei Salomão. O ato não se confunde com a posse, que gera efeitos civis, no qual também são empossados os 1º e 2º Vigilantes, além dos oficiais.

Amurc fortalece a Comunicação Pública

Walmir Rosário apresenta o tema o papel da assessoria de comunicação

Walmir Rosário apresenta o tema o papel da assessoria de comunicação

A necessidade de fortalecer a comunicação pública nos municípios norteou o I “Amurc Comunica”, e fomentou um debate de ideias entre os assessores de comunicação regional, nesta quarta-feira, 5, na Unime – Itabuna. O encontro deu início a construção de um espaço de diálogo para apresentação e atendimento às principais demandas do segmento, com o apoio da Amurc.

O presidente da Amurc, Antônio de Anízio, falou sobre a importância da comunicação na gestão pública municipal, tendo em vista que todos os atos do governo devem ser divulgados para que a população tenha conhecimento e possa participar das melhorias nas suas cidades. Ao mesmo tempo, ele ressaltou que todas as secretarias de governo devem estar em sintonia com a comunicação institucional.

Oficinas com os jornalistas Ed Camargo e o Rodrigo Muniz

Oficinas com os jornalistas Ed Camargo e o Rodrigo Muniz

No encontro foi sugerido a construção de um espaço permanente de diálogo, conhecimento, capacitação, network e troca de experiências. “Isso tudo levará a profissionalização com consequente reconhecimento de todos da sua importância na efetivação de políticas públicas e gestão diferenciada”, declarou o coordenador da Amurc, Luciano Veiga.

Entre os profissionais de comunicação, o evento foi marcado pela interação, ao tempo em que compartilharam suas realidades e desafios enfrentados diariamente, a frente da comunicação municipal. Para o secretário de Relações Institucionais e Comunicação de Itacaré, Ed Camargo, “iniciativas como essa, nos motiva a estar sempre engajados na defesa dos nossos direitos”.

Temáticas

O jornalista Walmir Rosário abriu o evento apresentando palestra com dicas sobre a atuação de um assessor de comunicação na Gestão Pública. Ainda nesse contexto, o coordenador do curso de jornalismo, Rodrigo Muniz apresentou o Facebook, como uma das maiores tendências das mídias sociais para investimento.

Nosso objetivo em realizar um evento voltado para os profissionais de comunicação dos municípios, associados e não associados, foi destacar os temas do cotidianos desses profissionais, para assim, fortalecer o reconhecimento e construir um espaço permanente de diálogo entre os mesmos”, finalizou o presidente da Amurc.

A sensibilidade dos políticos em Brasília

Walmir Rosário

Como se não bastasse o inferno astral que vive, o presidente Michel Temer está sendo acusado – a palavra correta seria criticado – por alguns por retaliação contra seus novos inimigos. Isso por conta das publicações do Diário Oficial da União, com a exoneração de muitos apaniguados de deputados e senadores, hoje desafetos do ocupantes do Palácio do Planalto.

A cobrada insensibilidade do presidente Michel Temer tem por motivação aquela máxima política: “Aos amigos, as benesses do poder, ao inimigos os rigores da lei”. Cargos de indicação política de livre escolha do presidente da República, esses senhores, passaram a trabalhar contra o governo a que deve obediência, por ordem de seus padrinhos.

Não é bem assim que a banda toca nesse nosso Brasil, que dispõe de uma enormidade de cargos para serem distribuídos entre os amigos do poder, enquanto são amigos. Ao ser escolhido para determinado cargo, vale mais a indicação do que sua formação e a competência para exercer o munus publicum. Vale quem o indicou.

A degeneração da essência da Administração Pública é coisa do passado, com todas as honras e pompas da Monarquia, daí a definição de “amigos do rei”, que perdura até hoje. Uma excrecência que continuou após a Proclamação da República, forma de governo que abomina todas essas, por ser governo do povo e para o povo.

Enquanto em países do chamado primeiro mundo a mudança de um governo federal movimenta apenas uma ou duas dezenas de ocupantes de cargos públicos considerados relevantes, no Brasil passa e muito dos 30 mil. Se colocarmos esse contingente em cada um dos estados e dos municípios…é bom nem pensar…Nos sentiremos mais ultrajados.

Nos sentindo indignados com o funcionamento e ocupação dos cargos públicos, principalmente os chamados DAS (Direção e Assessoramento Superior), que compensam regiamente com polpudas remunerações os escolhidos. Mas não é tudo, pois nos estados e municípios esses cargos contemplam da direção às ocupações mais simples, coisa de até salário mínimo.

Todos os candidatos (ou a maioria) têm em seus programas de governo a moralização dessas benesses, promessa logo esquecida quando chegam ao poder. Sentados nos tronos, chegam à realidade de que não podem deixar de fora os colaboradores de suas campanhas e novo amigos, feitos logo após empossados. Como diz o ditado: “onde come um, comem dez”.

Pelo vimos até agora, nossos governantes não podem ser censurados pela insensibilidade e sim pela generosidade no tratamento dos amigos, desde que haja reciprocidade. Cada um de acordo o grau de benefício, que vai desde o voto no parlamento, ao favorecimento em determinadas questões, ou ao tamanho da mala que possa carregar.

Não me cabe aqui (e nem sei) determinar qual a ordem de importância que cada um representa, só sei que que existem os “mais chegados” e que para eles não se mede distância ou obstáculo para favorecê-los. Que o diga o ex-deputado federal, ex-assessor e amigo do peito Rocha Loures, que hoje ostenta em uma das pernas uma salvadora tornozeleira eletrônica que o livrou da hospedagem da Papuda.

Sei que existem graus de utilidade dos beneficiários a depender da necessidade do momento, como o livramento de um amigo das garras da justiça de primeiro grau. Que o diga o ex-presidente Lula, um quase ministro não fosse o bisbilhotamento telefônico feito pelos próceres da chamada “república de Curitiba”, que não deixou tomá-lo posse.

Melhor sorte tiveram outros amigos, como o Moreira Franco, salvo pelo gongo e que continua servindo ao presidente Michel Temer, para o bem do Brasil, bem como outros investigados com passe livre no Palácio do Planalto. É uma dureza exercer o poder no Brasil, ainda mais quando criticado injustamente de insensibilidade pelos ex e futuros amigos.

Tenham dó!

Radialista, jornalista e advogado

Publicada originalmente no www.costasulfm.com.br

Taxa do cheque especial aumenta em agosto
 
A taxa média do cheque especial nos bancos em agosto foi de 13,52% ao mês (a.m.), alta de 0,06 ponto percentual em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. A maior alta foi encontrada no Banco do Brasil
 
LEIA MAIS
 
Artista canavieirense se inspira nas belezas naturais de sua terra
Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS