CIA DA NOTÍCIA

Espetáculo teatral sobre a vida de Francisco de Assis

Será realizado no próximo domingo (4), as 20h30min, no palco do Instituto de Cultura Espírita de Itabuna (ICEI), a apresentação do espetáculo teatral “Francisco de todos nós”, sobre a vida de Francisco de Assis, com texto e direção de Gabriel Veiga Catellani. Em Ilhéus, a peça será exibida no mesmo dia, às 17 horas, no auditório do Centro Espírita Porto da Esperança (CEPE), localizado à avenida Princesa Isabel, 1321 – centro. Informações pelo contato: 73-98846-2839.

A montagem da Companhia do Ator faz uma releitura contemporânea e bem atual da obra de Francisco de Assis, num espetáculo leve, intenso e emocionante, com oito músicas cantadas ao vivo pelos atores que compõe o elenco. São mais de 60 figurinos e muitos efeitos especiais que se transformam numa verdadeira viagem para a história deste grande homem.

Ingressos para o evento e informações complementares no ICEI, localizado à Rua Allan Kardec, 101 – Jardim Italamar – Itabuna, ou pelos contatos: (73) 3212-1829 / 99983-3249 / 99148-3424.

Adelmário Coelho lança “Tempinho na Rede”

Mais um bom trabalho de Aldemário

Mais um bom trabalho de Aldemário

Adelmario Coelho começou o mês de abril com muitas novidades! Uma delas é a nova aposta dessa temporada, a canção “Tempinho na Rede”, que tem composição de Mariana Arrais, que terá sua primeira música gravada por um grande artista. O lançamento foi realizado com um vídeo Storytelling nas redes sociais do cantor. O vídeo mostra a história de um casal que vive se desencontrando mesmo estando junto.

Na próxima terça, dia 11 de abril, “Tempinho na Rede” será lançada em todas as rádios da Bahia. A canção traz uma letra que fala de amor e relacionamento. E esse é só o primeiro passo de uma temporada repleta de novidades!! Com mais de 20 anos de carreira, o artista Adelmário Coelho representa o autêntico forró. Ao todo, são 20 CD’s gravados, 2 DVD’s e 1 vinil no início da sua trajetória. O forrozeiro já foi assistido por milhares de pessoas durante suas turnês, que rodam o Brasil inteiro, realizando participações em grandes eventos e expandindo o forró para além do período junino.

Para conferir o storytelling com a nova música (e baixar a canção também), basta acessar o canal YouTube do cantor (https://www.youtube.com/watch?v=SHHtY9rqASk) ou a page no Facebook (www.facebook.com/adelmariocoelhooficial)

Artista plástico da Canavieiras se inspira nas belezas naturais

Thiago com um totem esculpido em restos de madeira

Thiago com um totem esculpido em restos de madeira

A cultura – em suas várias expressões e linguagens – é uma das manifestações naturais do canavieirense. Nele, está presente saberes como a música, a dança, a literatura (prosa e verso), a gastronomia, o folclore e as artes plásticas. Essa riqueza de conhecimentos e expressões torna o canavieirense um povo ímpar, visto e admirado por todos que a visitam e que carregam o sentimento de retornar.

Uma dessas expressões artísticas são as esculturas e entalhes concebidos pelo artista plástico, ou artesão, como ele prefere ser conhecido, Thiago Oliveira, ou simplesmente Thiago. Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.

Após um pequeno tempo com um instrumento na mão, um coco seco se transforma num macaco, numa tartaruga; um caule de coqueiro passa a ser visto como uma carranca; numa simples pedaço de madeira (tábua) aparece um peixe ou uma tartaruga. E essas peças hoje podem ser vistas em residências, pousadas, casas comerciais de várias cidades.

E a diferença da arte canavieirense de Thiago é que cada peça é elaborada com técnica e esmero, personalizadas, obedecendo a individualidade das condições físicas da matéria-prima utilizada. “Não consigo nem quero transformar minha arte em produtos massificados, para atender uma quantidade maior dos turistas que nos procuram”, explica Thiago.

A arte do canavieirense Thiago Oliviera - Foto Divulgação1-640x640-400x400O diferencial da arte concebida pelo artesão Thiago é justamente a utilização de matéria-prima resultante de demolições, sobra de madeira, coqueiros antigos ou rejeitos despejados na praia da Costa pelas marés. Em cada peça existe um detalhe diferente, decorrente do momento da concepção do artista e até da sua elaboração.

Thiago iniciou-se nas artes plásticas – ou artesanato, como ele costuma nominar – por curiosidade, observando sua sogra e sua esposa trabalharem com o artesanato de coco seco. Daí, passou a desenvolver a arte na madeira, sempre com ênfase para animais como tartarugas, macacos, passando pelos totens, as conhecidas carrancas.

Durante o verão o artista trabalha suas peças na cabana onde funciona a Central de Informações Turísticas, na esquina das avenidas São Francisco e Barão do Rio Branco (caminho da praia), onde os turistas param para observá-lo concebendo as artes. Fora da temporada de verão, prefere ficar em casa, na avenida dos Tucunarés, nº 3.000, em frente ao restaurante Delícias da Ilha, no bairro da Atalaia, também transformada em atelier.

A arte do canavieirense Thiago Oliveira - foto Walmir Rosário(11)-640x640-400x400Geralmente como se comportam os artistas, Thiago não gosta de falar em preços, pois, segundo ele, cada uma das peças é concebida de forma e tamanhos diferentes, com matéria-prima distinta, bem como consumo de tempo de execução. “Posso assegurar que é arte popular, de fácil acesso a qualquer pessoa”, informa.

O artista revela que está constantemente pesquisando novos materiais, sempre com o apelo da preservação do meio ambiente, o que proporciona um valor intrínseco às peças. “Canavieiras é uma cidade que possui belezas naturais das mais diversas, o que nos inspira a elaborar um artesanato cada vez mais voltado para a flora e a fauna regional”, conclui Thiago.

Memé Santana na AABB Itabuna

Memé e seu violão - garantia de boa música

Memé e seu violão – garantia de boa música

Sócios e não sócios – inclusive crianças – têm acesso livre à AABB Itabuna na noite de 12 de agosto. É a Sexta Super Musical apresentando Memé Santana na Cabana do Tempo, marco zero da história do clube que completa seu cinquentenário neste ano de 2016. Para quem for curtir o som ao vivo tem serviço de bar e restaurante administrado pela própria AABB. E para as crianças em especial tem um parque infantil ao lado da Cabana, onde das mesas os pais vêm seus filhos se divertindo nos equipamentos e na grande área verde ao redor.

Para saborear, além de bebidas prontas e preparadas na hora, os garçons trazem na mesa petiscos, tira-gostos e pratos – inclusive frutos do mar – preparados por uma competente equipe de cozinheiras. “E além dos preços serem mais em conta do que em outras casas de nível, aqui não cobramos 10% de gorjeta nem couvert artístico”, informa o vice-presidente social do clube, Raul Vilas Boas. “O que é uma ótima notícia em tempos de crise”, completa a presidente do clube, Maruse Dantas.

Canavieiras festeja Santo Antônio, Padroeiro de várias comunidades

Trezena de Santo Antônio, no bairro da Atalaia - Foto Walmir Rosário6-400x400Os festejos de Santo Antônio, no bairro da Atalaia, em Canavieiras, foram encerrados na noite desta segunda-feira (13), com a realização de batizados, celebração de Missa Solene e Procissão com o andor do Santo pelas ruas próximas à igreja. Os eventos religiosos foram presididos pelo padre Euvaldo Santana, pároco da Matriz de São Boaventura.

Em Canavieiras, Santo Antônio é reverenciado por diversas comunidades, que promovem trezenas em sua homenagem. No bairro da Atalaia, a trezena teve início no dia 1º de junho, com o tema “Com Santo Antônio rumo aos 300 anos, busquemos os sinais de misericórdia do Pai”. O encerramento foi marcado por uma grande alvorada de fogos, com a presença de moradores e visitantes.

No bairro da Atalaia, a trezena de Santo Antônio ainda segue os festejos tradicionais, em que cada noite as orações são de responsabilidade de uma ou mais famílias e homenageados. No domingo (12), os noiteiros foram a Prefeitura e a Câmara de Canavieiras, com a presença do prefeito Almir Melo, secretários, assessores e o vereador Jorge Garcia.

Festa de Santo Antônio na bairro da Atalaia - Foto Walmir Rosário-400x400Outra característica da festa são os eventos profanos, com barracas de comidas e bebidas típicas, comercializadas pelos moradores do bairro, que possuem grande conceito gastronômico. Nesta época do ano, canavieirenses que residem em outras cidades também voltam à terra para participar das festas. A promoção de shows musicais também é outra tradição.

Oiticica – No povoado de Oiticica, os festejos começaram no dia 3 de junho e foram encerrados no último dia 12. Na noite de sexta-feira (10), os eventos religiosos foram de responsabilidade da Prefeitura e Câmara. Representaram o prefeito Almir Melo, o secretário municipal da Administração, Antônio Amorim Tolentino, de Finanças, Paulo Garcia, e o chefe de Recursos Humanos, Jaime Bandeira.

Na noite da Prefeitura o subtema foi “Com Santo Antônio, aprenderemos a viver o que disse Jesus: Prefiro a misericórdia ao sacrifício”. No domingo (12), 8h30min, foram realizados batizados; às 10 horas, celebrada Missa Festiva ao Padroeiro Santo Antônio, animado pelo Coral Sagrada Família. Em seguida, as pessoas presentes se divertiram nas barracas com bolos e salgados.

Perelândia – O povoado de Perelândia é outra comunidade de Canavieiras que tem Santo Antônio como Padroeiro. No local, o novenário é realizado de 10 a 19 de junho. No último dia é celebrada Missa Festiva às 10 horas. A seguir são realizados os batizados. A noite de responsabilidade da Prefeitura é a de sábado (19), cuja Missa será presidida pelo Padre Messias, da Paróquia de Santa Maria Eterna.

Santo Antônio tem a tradição de ser o “Santo das coisas perdidas”, bem como de o “casamenteiro”. Essas duas características o torna um dos santos mais populares da Igreja Católica no Brasil. Todos os festejos em Homenagem a Santo Antônio são coordenados pelo Padre Euvaldo Santana, pároco de Canavieiras, com a equipe Missionária e o Conselho Comunitário.

Neto LX é mais uma atração no Carnaval da Reconstrução

Neto LX canta nesta segunda-feira no Carnaval de Canavieiras

Neto LX canta nesta segunda-feira no Carnaval de Canavieiras

Além das 20 atrações já contratadas para animar o 3º Carnaval da Reconstrução, o prefeito Almir Melo anunciou mais uma: o cantor e compositor ilheense Neto LX. Ele se apresenta nesta segunda-feira (8), no palanque do Carnaval Convencional implantado no Sítio Histórico, em Canavieiras.

A atração foi contratada para o Carnaval após o prefeito Almir Melo ter recebido diversas solicitações do público (nativos e turistas). “Diante das inúmeras reivindicações, entramos em contato com a produção e o cantor e conseguimos fechar o contrato”, comemora o prefeito.

Neto LX é um dos artistas que vem realizando shows por todo o Brasil, apresentando uma novo estilo musical, o Arrocha Ostentação. É assim que ele denomina a mistura baiana do arrocha e do pagode com a ideologia da ostentação do rap e hip hop americanos e do funk da baixada santista.

E essa alquimia de sons, ritmos e efeitos resultou num estilo único e moderno, consagrando Neto LX como Rei dos Paredões. Hoje, seus shows “arrastam” milhares de fãs para os palcos em que se apresenta. Em Canavieiras, Neto LX promete um show imperdível, daqueles que leva a grande plateia ao delírio.

Formato consagrado – Todos os dias de Carnaval, a folia terá início com o Carnaval Cultural, seguido de bandas que tocarão os ritmos do Carnaval convencional, como axé music, pagodão, arrocha dentre outros estilos musicais apreciados pelo público.

Nesta segunda-feira (8), animam o Carnaval Convencional as bandas Realce, Gera Samba, BBB, Tsunami e Neto LX.

1ª Lavagem do Beco do Berimbau relembra tradição festeira do local

1ª Lavagem do Berimbau -131 Foto Walmir Rosário 0Uma alvorada pirotécnica às 5 da manhã, um “café” reforçado com mocofato e cachaça como aperitivo – como manda a tradição – anunciou que o segundo sábado do mês de dezembro é dia festa na Confraria do Berimbau. Este ano sábado (12), os festejos só mudaram de nome e o antigo Troféu Galeota de Ouro agora ostenta o nome de Lavagem do Beco do Berimbau.

A mudança em nada mudou o ânimo dos confrades e frequentadores d’O Berimbau, que festejaram o retorno das atividades festivas, agora em novo horário: Das 9h51min às 18 horas. Neste espaço de tempo, muita cerveja gelada, churrasquinho de gato e cachaça dos mais variados tipos, em espaço apropriado – a Reserva Alcoólogica – ganhou público cativo.

Sambão do Camarão

Sambão do Camarão

Duas atrações musicais – O Sambão do Camarão e JC Musical (Jorge e Denise Carvalho – animaram a Lavagem, com um vasto repertório, que incluiu músicas de balcão de botequim. Dos velhos aos novos participantes, todos foram unânimes em ressaltar que a lavagem veio para ficar, pois reuniu todas as características festeiras, como boa música, cerveja bem gelada, cachaça quente, tira-gosto e bate-papo entre os amigos.

Segundo o organizador do evento e diretor d’O Berimbau, José Gama, ou Zé do Gás, até mesmo os antigos frequentadores e que agora são abstêmios participaram de toda a Lavagem, a exemplo de Antônio Tolentino, o Tolé. O

Jorge e Denise Carvalho

Jorge e Denise Carvalho

Berimbau funcionou por cerca de 40 anos e com a morte do seu proprietário, Neném de Argemiro, em 2005, o botequim mais famoso de Canavieiras encerrou suas atividades, sendo reaberto por Zé do Gás.

O Berimbau reúne entre seus clientes pessoas das mais variadas profissões, que têm em comum o prazer pelo bate-papo numa mesa ou pé de balcão, bebendo iguarias etílicas e comendo o que já de melhor na gastronomia. A cada sábado um dos confrades oferece um prato de “sustança”, com exceção do primeiro sábado de cada mês, quando é servido o prato oficial da casa: o mal-assado.

A turma ficou colada na Reserva Alcoológica

A turma ficou colada na Reserva Alcoológica

Este ano, a 1ª Lavagem do Beco d’O Berimbau contou com a participação de pessoas de Canavieiras e outras cidades, a exemplo do advogado itabunense Augusto Ferreira, frequentador costumeiro das praias canavieirenses. Para o próximo ano, a Lavagem d’O Berimbau promete se repetir, dentro dos mesmos moldes da deste ano. “Vamos organizar o próximo evento com a mesma tranquilidade deste, priorizando a reaproximação dos amigos”, concluiu Zé do Gás.

CONFRADES PROMOVEM NESTE SÁBADO A 1ª LAVAGEM DO BECO D’O BERIMBAU

Neném de Argemiro, inpirador e patrono d'O Berimbau

Neném de Argemiro, inpirador e patrono d’O Berimbau

Se perpetuar com um evento permanente do calendário turístico-etílico de Canavieiras é a proposta da Confraria D’O Berimbau, que promove neste sábado (12), a partir da 9h51min, a 1ª Lavagem do Beco D’O Berimbau. O acontecimento vai reunir da mais fina flor da boemia de Canavieiras e região, numa festa de camisa para seletos participantes.

Projetado para proporcionar um dia inteiro de alegria e descontração, a 1ª Lavagem do Beco de O Berimbau oferece como atrações música ao vivo, balcão com bebidas quentes (cachaças pura e com folhas e raízes, batidas e outras especialidades), cerveja bem gelada e um nutritivo churrasquinho de gato.

O DNA da Confraria, que organizava o Troféu Galeota de Ouro

O DNA da Confraria, que organizava o Troféu Galeota de Ouro

Segundo um dos membros da Confraria de O Berimbau e organizador do evento, Zé do Gás, a Lavagem será um dia de completo lazer para o boêmio e seus convidados (inclusive a família) se confraternizarem à beira do balcão do botequim mais conceituado de Canavieiras. Por ser uma festa de camisa, o evento conta com toda a segurança livre de penetras e outros convidados indesejáveis.

A 1ª Lavagem do Beco de O Berimbau terá como palco o famoso Beco do Berimbau, também apelidada de rua Dr. João de Sá Rodrigues, no conceituadíssimo trecho compreendido entre a esquina de Tião da Kombi até a rua Dr. José Marcelino. O local sempre foi um endereço bastante conhecido por sediar o famoso botequim de Neném de Argemiro, posteriormente transformado na Confraria de O Berimbau.

A Confraria D’O Berimbau é um estabelecimento sui generis que opera no ramo etílico com leve ampliação para eventual alimentação do seus Membros. De acordo com o Estatuto aprovado e em vigor, a Confraria D’O Berimbau funciona aos sábados, a partir das 9h51min até o último cliente.

A Confraria D’O Berimbau é o único estabelecimento etílico que mantém uma distinta clientela, selecionada entre os boêmios canavieirense e eventuais visitantes, de forma integrada. Entre os “Confrades” – a distinta freguesia – destacam-se intelectuais, profissionais liberais, funcionários públicos e privados de todas as classes econômicas, representando uma clientela heterogênea.

E é justamente essa plêiade boêmia a responsável pelo sucesso da Confraria, uma entidade etílico-cultural-recreativa, mantida durante muitos anos pelo boêmio e trompetista Neném de Argemiro (que também atendia pelo nome de Eliezer Rodrigues), o seu fundador, até o seu falecimento. Agora, com a reabertura D’O Berimbau por José Gama (Zé do Gás), a entidade ganha novo fôlego e propõe o seu resgate histórico e cultural.

A 1ª Lavagem do Beco D’O Berimbau é um evento que já “nasce” com a certeza do mais absoluto sucesso, haja vista a experiência dos Membros da Confraria D’O Berimbau em eventos afins. Isto porque a Confraria D’O Berimbau possui um DNA festeiro, produzindo eventos de sucesso garantido, a exemplo do Troféu Galeota de Ouro, nascido e criado em O Berimbau e que permaneceu por anos seguidos no Calendário Turistico-Etílico-Cultural de Canavieiras.

Coral dos Servidores da Ceplac apresenta Festa de Arromba

Cartaz coralA apresentação do Coral dos Servidores da Ceplac será neste sábado, dia 7 de novembro, às 20 horas, na Tenda do Teatro Popular de Ilhéus, localizada na avenida Soares Lopes, em Ilhéus.

O Musical “Festa de Arromba” fará um passeio pelos diversos hits dos anos 60. Uma homenagem aos 50 anos da Jovem Guarda. Músicas que fizeram parte de um movimento significativo da música popular brasileira. A Coordenação geral do musical está a cargo da pianista e regente Deyse Góis e de Nylson Valença, com a coreografia de Viviam Porto.

Apresentação única com ingressos limitados, ao valor de R$10,00.

Ingressos com Braz (73) 98821 2736 ou direto na Tenda.

 

Música de qualidade

carlaa-400x400Depois do lançamento do CD “Silvano e Carla Acústico” os músicos itabunenses Silvano Gonzaga e Carla Valéria voltam ao cenário musical com o show e gravação de um CD em homenagem a cantora Elis Regina: O show Fascinação.
Silvano e Carla cantam juntos há quase 18 anos. Uma parceria perfeita, na música e no amor. A dupla escolheu homenagear Elis, por ela ser uma das maiores intérpretes brasileiras de todos os tempos, além da riqueza musical existente em seu repertório. No show Silvano e Carla apresentará canções com Fascinação, Como Os Nossos Pais, Maria Maria, Dois Pra Lá Dois Pra Cá, O Bebado e o Equilibrista.
O show está marcado para o dia 07 de novembro de 2015, as 19:30 na AABB de Itabuna. A mesa com 4 lugares custa 80,00 (valor para compra antecipada). Garanta já seu ingresso! Informações: 73 98832-4594.

Quadrilha Travação desfila nesta terça e quarta

Nesta terça e quarta-feiras (23 e 24) a Quadrilha Travação faz as tradicionais apresentações pelas ruas de Canavieiras. Este ano, o percurso da quadrilha será feito no trajeto inverso, com saída das imediações da praça Maçônica, seguindo pela rua 13 (Octávio Mangabeira) até praça 25 de maio (centro), ao lado do Mcvita.

A Travação se apresenta nas noites dos dias 23, com trajes normais, já no dia 24 é a chamada “Noite do Vira”, ou a noite da popular “Mocreia”, quando os homens se vestem de mulher e as mulheres de homem. “Antes da apresentação costumamos realizar três ensaios e já temos a convicção que vamos, mais uma vez, arrasar nas duas apresentações”, conta Duda Ribeiro

Um dos exemplos sui generis de quadrilha é a “Travação”, preservação da memória cultural dos festejos juninos e o entretenimento popular. A “Travação” é considerada a maior do mundo e é puxada por um trio elétrico durante o seu percurso, grande apresentação no final.

Segundo a organizadora da Quadrilha Travação, a artista musical e educadora Duda Ribeiro, além de levar a alegria e garantir a preservação da cultura, o grupo, que se apresenta ha 19 anos, não tem fins lucrativos e realiza um trabalho de assistência social, pois toda a arrecadação de alimentos não perecíveis doada pelos participantes é destinada às famílias carentes.

Festival Boca de Brasa leva artistas da periferia para palco do TCA

Desde 1986 o projeto Boca de Brasa vem descobrindo e revelando novos talentos escondidos pelos bairros de Salvador. Após um hiato de 10 anos, o projeto voltou com força total em 2013 e, de lá para cá, mais de 500 artistas residentes em bairros periféricos da cidade puderam participar de oficinas organizadas pela Fundação Gregório de Matos. Para encerrar o ciclo e celebrar o sucesso do retorno do projeto, no dia 13 de maio, às 20h,  acontecerá o Festival Boca de Brasa, onde os destaques de 2013 e 2014 vão poder apresentar seus trabalhos no palco da Sala Principal do Teatro Castro Alves.

Cerca de 30 grupos artísticos de bairros como Uruguai, Plataforma, Lobato, Pernambués, Pau da Lima, Cajazeiras, Liberdade, Nordeste de Amaralina, Itapuã, Boca do Rio, Engenho Velho de Brotas, Ribeira, vão subir pela primeira vez no palco do TCA para apresentar números musicais, de dança, teatro e performances. O projeto Boca de Brasa é uma iniciativa da Prefeitura de Salvador, através da Fundação Gregório de Mattos (FGM), órgão vinculado a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e visa a fomentar a cultura na periferia da cidade, com foco no resgate da cidadania, através do incentivo ao desenvolvimento das diversas manifestações artísticas nos bairros.

Para abrilhantar ainda mais a noite, a cantora Margareth Menezes fará uma participação especial com o cantor Saulo Fernandes. O Festival contará com a direção artística de Zeca de Abreu, direção musical de Luciano Bahia, coreografia Rita Brandi, roteiro de Caica Alves, e figurino assinado por João Perene.

Histórico 

Criado em 1986 pela FGM, quando era liderada por Roberto Dias, o projeto Boca de Brasa contava com uma estrutura composta por quatro carretas-palanques, projetadas pela arquiteta paranaense Consuelo Cornelsen, e uma equipe de profissionais de diferentes áreas artísticas que iam até os bairros periféricos. Interagindo com as lideranças, associações e grupos locais, a ação consistia em realizar diversas apresentações artístico-culturais em várias regiões da cidade. Em 2003, o projeto foi suspenso, após a realização de mais de 600 apresentações.

Coordenado por Bertrand Duarte e Walter Seixas Jr., na gestão do então prefeito Mário Kertész, o projeto Boca de Brasa foi inaugurado no dia 10 de outubro de 1986, em um evento realizado na Praça Municipal. O espetáculo reuniu as quatro carretas-palanques, em que foram realizados shows de Zelito Miranda, Lazzo, Lui Muritiba, Beto Marques, Tom Tavares, a banda Studio 5, Feo do Acordeon e o grupo Amigos do Nordeste.

Reconhecendo a importância da iniciativa e sua contribuição para o desenvolvimento do campo cultural de Salvador, a FGM relançou o projeto, no dia 25 de setembro de 2013, em cerimônia realizada na Praça Municipal, com a presença de autoridades municipais e artistas, tendo o cantor Saulo como padrinho da ação.

Com novo formato, o Boca de Brasa acontece em diversos bairros de Salvador, através da realização de oficinas culturais gratuitas em diferentes áreas artísticas e de formação de gestores. Em seguida, uma mostra pública aberta à comunidade reúne o resultado das aulas e apresentações de artistas locais.

No ano de relançamento, foram realizadas três edições nos bairros de Plataforma (outubro), Cajazeiras (novembro) e Boca do Rio (dezembro). Em 2014 o projeto foi ampliado, alcançando sete bairros de Salvador, que foram Nordeste de Amaralina (junho), Engenho Velho de Brotas (julho), Pernambués (julho/agosto), Uruguai (agosto), Itapuã (setembro), Pau da Lima (setembro) e Paripe (outubro).

Em 2015 o Boca de Brasa aumentou a carga horária das oficinas, que passaram de quatro para seis dias e vai chegar a mais dez bairros da cidade. Já foram realizadas as edições da Ribeira (22/1 a 5/2), Liberdade (2 a 15/3), Lobato (16 a 29/3) e Sussuarana (15 a 26/4).

Boca de Brasa em números + LEIA MAIS »

Taxa do cheque especial aumenta em agosto
 
A taxa média do cheque especial nos bancos em agosto foi de 13,52% ao mês (a.m.), alta de 0,06 ponto percentual em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. A maior alta foi encontrada no Banco do Brasil
 
LEIA MAIS
 
Artista canavieirense se inspira nas belezas naturais de sua terra
Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS