CIA DA NOTÍCIA

Archive for the ‘Esportes’ Category

Canavieiras ganha centro de treinamento de kettlebell

Com o aumento do interesse pelas aulas de kettlebell, João Rosário, em parceria com Joyce Araújo, da Academia Arte Suave, abriram turmas e horários e já projetam ampliar espaço na academia para início de 2018, com o objetivo de torná-la o primeiro centro de treinamento em Kettlebell Sport da região. Atualmente são treinadas turmas com três aulas semanais (segundas, quartas e sextas-feiras) às 7 ou 12 horas. Com a ampliação do espaço serão abertas mais três turmas para atender demanda.

Atleta multipremiada nas artes marciais, Joyce Araújo também é treinada por João Rosário e já se destaca no Kettlebell Sport com três medalhas de ouro em apenas dois campeonatos disputados, duas medalhas já na sua estreia no torneio Brutal de Kettlebell Sport realizado em março, em Canavieiras e a última no GP Mundial de kettlebell no início de setembro, em Salvador. Para a cidade já são 15 medalhas em pouco mais de um ano, após João Rosário iniciar treinamento de atletas.

Formada em educação física, Joyce ministra aulas de judô, jiu-jitsu, funcional e boxe na Academia Arte Suave, e vê no Kettlebell Sport um treinamento complementar também na melhora do desempenho nessas modalidades. Para ela, é uma alternativa prática e completa para os que querem sair do sedentarismo, melhorar o condicionamento físico ou se desafiar no esporte.

Benefícios

Segundo João Rosário, treinar com o kettlebell é como ter todos os benefícios de uma academia em uma única ferramenta. “O kettlebell não direciona seus movimentos nem faz esforço por você como nas máquinas tradicionais. É você que o move, trabalhando todos os músculos do corpo numa intensidade forte, tanto do ponto de vista aeróbico, quanto do fortalecimento muscular, num treino dinâmico e divertido. Em apenas 30 minutos é possível queimar 300 calorias, aumentar a massa muscular e queimar as gorduras localizadas, melhorar o condicionamento físico e toda a resistência muscular e cardiovascular com resultados aparentes em apenas 6 semanas de treino, durante 3 vezes na semana”, destaca.

O professor esclarece, ainda, que o Kettlebell Sport pode ser praticado por todos, de iniciantes a atletas, cada um na intensidade indicada, porque sua evolução é progressiva. “No início optamos pelos pesos mais leves, aumentando gradualmente de acordo com a melhora da técnica, o ganho de força e condicionamento físico do aluno. Daí a importância de ter um professor especializado nesse esporte para orientar a usar a ferramenta”, informa João Rosário, que possui várias certificações internacionais e é treinador de atletas premiadas na modalidade.

Se você ficou interessado em conhecer essa modalidade, Joyce e João o convidam para uma aula experimental na Academia Arte Suave, que fica na rua Altamirando de Carvalho Filho, 308, Canavieiras. Mais informações (73) 99827-9091 ou redes sociais @BrutalSC.

CANAVIEIRAS FAZ BOA PARTICIPAÇÃO DE COPA CACAU DE VÔLEI

Vôlei do CDC em Itabuna-400x400A equipe canavieirense, representada pelos atletas do Clube Desportivo Canes (CDC), participaram, nos dias 16 e 17 de setembro últimos, na cidade de Itabuna, da 1ª Copa Cacau de Vôlei Masculino Adulto. Os jogos foram realizados na Vila Olímpica Everaldo Cardoso, e foram organizados pela FM Esportes e realizados pela Prefeitura de Itabuna.

Segundo o coordenador da Copa, Fernando Rios, as equipes ficaram empolgadas com a competição e a Copa Cacau de Volei veio para ficar. Jogadores de diversos municípios da região se inscreveram e eles estão ansiosos pelo campeonato. “Isso me deixa muito feliz, porque o projeto foi pensado com muito carinho, e graças a Deus, e aos nossos parceiros, dentre eles, a FICC, pudemos concretizá-lo”, ressaltou. 

Para Fernando, o objetivo do evento é promover integração entre os atletas e a população que ama essa modalidade esportiva. O evento contou com apoio da Diretoria de Esporte da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), e reuniu cerca de 250 atletas de Salvador, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Eunápolis, Ituberá, Canavieiras, Ilhéus, Itabuna, dentre várias cidades da Bahia.

 “Foi um momento muito importante na história do esporte de Canavieiras, o vôlei ser representado com atletas da cidade na Copa Cacau. A experiência obtida nesses jogos, de um nível avançado mostra a qualidade do vôlei que vem crescendo ao longo dos anos, revelando grandes atletas”, comenta o o jogador Anderson Silva.

“Fico muito feliz em ver os bons resultados do CDC, através do Projeto Esporte & Ação, desenvolvido há mais de 25 anos. Espero que essa experiência sirva de conhecimento e amadurecimento para os Atletas do CDC Vôlei Masculino e que eles possam multiplicar esta vivência com os demais colegas”, relata o técnico de vôlei Boinha Freire.

Os atletas da equipe do CDC Volei Masculino agradecem a Prefeitura de Canavieiras, a Hidraluz, ao comércio local e Professor Boinha pelo apoio dado para a participação deles neste grande evento regional.

GP Brasil de Kettlebel se destacou pela qualidade e número de atletas

Fábio-Leal, Patrícia Barros e Larissa Mamede, três CMS da Bahia

Fábio-Leal, Patrícia Barros e Larissa Mamede, três CMS da Bahia

Realizado pela primeira vez na Bahia, o World Kettlebell Grand Prix Series, etapa Brasil, foi considerado o maior já realizado na América do Sul pela quantidade de atletas inscritos e pelo alto nível dos competidores. O GP foi realizado sábado (9), no São Salvador Hotéis e Convenções, em Salvador, com a participação de atletas dos vários países e estados brasileiros.

Dentre os destaques Canditade Master of Sport (CMS), Danny Strange, CMS, biathlon 32 kg, 10 min, categoria profissional (Chile); Leonel Mota Ribas, CMS, snatch 28 kg, 10 min (São Paulo); Lindolfo Neto, CMS, biathlon 28 kg, 10 min (São Paulo); Fábio Leal, CMS,snatch 24 kg, 5 min (Bahia); Patrícia Barros, CMS, snatch 16 kg, 10 min (Bahia); Larissa Mamede, CMS, snatch 16 kg, 10 min (Bahia); e Vanessa Crepaldi, CMS, snatch 20 kg e TALC 5 min 16 kg (Santa Catarina)

Para o organizador do GP Brasil, João Rosário, da Brutal SC, o evento contou com a participação do russo Sergei Rachinskii, considerado o atleta supremo do Kettlebell Sport, que competiu pela primeira vez na América Latina. Ele fez 166 repetições de jerk e 200 repetições de snatch com 24 kg. Rachinskii tem 29 anos no esporte e fez parte do time de ouro da Rússia dos anos 90.

Leandro Alves, ouro de Canavieiras

Leandro Alves, ouro de Canavieiras

Também presente pela quarta vez no Brasil o russo Denis Vasilev participou da prova de long cycle com 24 kg e fez uma marca impressionante de 132 repetições em 10 min, uma média de 13 repetições por minuto. “Somente para se ter uma ideia, a maioria dos atletas da categoria de peso dele faz de 80 a 100 repetições”, ressaltou João Rosário.

Dentre os destaques femininos no GP Brasil, a argentina Sabrina Aguilera, vice-campeã mundial, foi a que levantou mais pesado, 2 kettlebell de 24 kg em 41 repetições; Nicole Zaniz, de Santa Catarina, disputou o long cycle com dois kettlebells de 16 kg e fez 65 repetições, maior número de repetições entre as mulheres que levantaram o mesmo peso.

O atleta Yuri Menezes, de Florianópolis (SC), que com apenas 10 anos fez 102 repetições com 8 kg, e mostrou toda a garra e determinação de um vencedor. “A Bahia teve mais de 50% dos inscritos e já é considerado um estado de referência no esporte, apesar do pouco tempo de treinamento”, acentuou o educador físico João Rosário.

Nara Lima, prata para Canavieiras

Nara Lima, prata para Canavieiras

Canavieiras – Os atletas de Canavieiras, no Sul da Bahia, se destacaram pela técnica e resultados, sendo bastante elogiados pelos mais experientes e faturaram três medalhas de ouro e duas de prata. Leandro Alves, Joyce Araújo e Poliana Silva foram medalhistas de ouro, enquanto Jessé Pimenta e Nara Lima, ganharam medalhas de prata.

O que chamou a atenção é que os atletas Jessé Pimenta e Nara Lima praticam com o kettlebell há apenas 4 meses. Já Poliana Silva disputou o snatch 12 kg em 10 min e fez a maior pontuação (192 pontos) entre as mulheres que disputaram a mesma prova com o mesmo peso. “Com o nível dos atletas, esperamos que no próximo ano tenhamos um campeonato com mais e melhores atletas”, concluiu João Rosário.

Atletas canavieirenses se preparam para o GP de Kettlebell, em Salvador

Atletas canavieirenses se preparam para o GP Mundial

Atletas canavieirenses irão ao GP Mundial

Cinco atletas de Canavieiras participarão da Etapa Brasil do GP Mundial de Kettlebell da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport (WAKSC), que será realizado sexta-feira (8), no São Salvador Hotéis e Convenções. Os canavieirenses viajarão na próxima quinta-feira (7), véspera da competição, ainda a tempo de realizar a pesagem pré-condição para competir nas categorias.

Dentre os cinco atletas de Kettlebell Sport de Canavieiras estão professores de educação física, a exemplo da multipremiada no judô e jiu jitsu Joyce Araújo, o professor de Kettlebell Leandro Alves, o desportista Jessé Oliveira, praticante de Stand up Paddle, Poliana Silva e Nara Lima, que encontraram no kettlebell um aliado para manter o condicionamento físico.

Os representantes de Canavieiras no GP de Kettlebell viajam com o apoio da Prefeitura de Canavieiras, que cedeu um veículo para o transporte dos atletas, e da Equipe L3 Fun Training, que cedeu um casa no bairro de Stela Maris para hospedar os atletas. “Esse apoio concedido pelo prefeito Dr. Almeida e o treinador da L3, Fábio Leal, é muito importante para a participação dos cinco atletas na competição”, ressalta João Rosário.

Os atletas de Canavieiras competirão nas modalidades snatch onde o kettlebell é levado em um movimento só da altura do joelho para acima da cabeça com o braço travado no alto; e long cycle realizado em duas fases: o kettlebell é levado da altura do joelho até o peito e do peito acima da cabeça. Leandro, long cycle, 16 kg em cinco minutos; Joyce, snatch 12 kg em 10 minutos; Poliana, snatch 12 kg em 10 minutos; Jessé, snatch 16 kg em 5 minutos; e Nara, 8 kg em cinco minutos.

O kettlebell esportivo começou a ser praticado em Canavieiras há pouco mais de um ano, quando, após fixar residência na cidade, o professor de educação física João Rosário iniciou a promoção do esporte e treinamento de atletas, que representam a equipe

liderada por ele. Em março de 2017 a cidade sediou o primeiro torneio de kettlebell sport e atletas locais fizeram sua estreia na modalidade.

A competição reunirá desde atletas iniciantes a campeões mundiais da modalidade como os russos Denis Vasilev e Sergey Rachiskyi, sendo o último, sete vezes recordista mundial no Guinness Book em levantamento de peso. O GP conta com 65 competidores, sendo que 57% dos inscritos são da Bahia, além de atletas vindos dos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco. Também participam atletas dos Estados Unidos, Rússia, Polônia, Argentina e Chile.

Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho de João Rosário acessar o site www.brutalsc.com e sobre o GP Brasil no www.wkgpsbrasil.com.br

CANAVIEIRENSES PARTICIPA DA LIGA DE VÔLEI DO EXTREMO SUL

Sul da BahiaA atleta  Andressa Brito, participou nos dias 2 e 3 de setembro, da 3ª Fase da Liga de Vôlei do Extremo Sul da Bahia (Livesb), realizada em Itarantim, que teve a participação de Equipes Masculinas e Femininas do Extremo Sul da Bahia.

A canavieirense representou a Equipe de Vôlei Feminino de Itarantim e disse que foi muito gratificante a experiência de jogar com uma equipe unida e acolhedora.

” O CDC está demonstrando assim que o trabalho realizado há mais de 25 anos, com dedicação e competência, dá oportunidade aos atletas canavieirenses e outras equipes a participarem de outros eventos regionais” relata o técnico de Vôlei Boinha Freire.

ATLETAS COMEÇAM A CHEGAR A SALVADOR PARA GP MUNDIAL DE KETTLEBELL

Presença de recordista mundial é destaque da competição a partir das 8 horas de sexta-feira (8), no São Salvador Hotéis

Por: Liliane Pólvora

Atletas vão ao seu limite e batem recordes

Atletas vão ao seu limite e batem recordes

Os primeiros competidores do World Kettlebell Grand Prix Series, etapa Brasil, já começam a chegar a Salvador. Dentre eles, a argentina Sabrina Aguilera, atleta feminina profissional que levantará na prova Long Cycle, dois kettlebells de 24 kg, em 10 minutos. O GP terá a participação de atletas de destaque no Brasil e no mundo, como os russos Denis Vasilev e Sergey Rachinskiy, campeões mundiais da modalidade, sendo o último, detentor de sete recordes no Guinness Book. O esporte é um levantamento de peso que exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar de 8 a 32 kg em campeonatos.

João Rosário, organizador da etapa Brasil do GP, informa que a competição é aberta ao público e contará com atletas de todas as idades e níveis nas modalidades iniciante, amador e profissional, masculino e feminino, e categorias infantil, juvenil, adulto e veterano, divididas por categoria de peso corporal e de kettlebel. “São 65 atletas inscritos de cinco estados brasileiros (BA, SC, SP, RJ, PE) e dos Estados Unidos, Rússia, Polônia, Argentina e Chile, tendo o atleta mais novo 10 e a veterana 60 anos”, cita.

cartazWKGPSBrasil2 Ele ressalta que nesta quinta-feira (7), véspera da competição, será realizada a pesagem dos atletas no São Salvador Hotéis, a partir das 13 horas e às 14h30min coletiva de imprensa e um bate papo (aberto ao público) com os russos campeões mundiais, que compartilharão a história e experiência deles no Kettlebell Sport, bem como suas expectativas para o crescimento dessa modalidade no Brasil.

BAHIA NA COMPETIÇÃO

A Bahia foi responsável por 57% dos inscrito nesta Etapa Brasil do GP Mundial de Kettlebell da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport, com duas equipes de Salvador, que reúnem os atletas mais experientes nesse esporte no estado, e uma de Canavieiras.

O esporte vem se tornando popular na Bahia desde 2015, quando as primeiras competições foram realizadas. “Salvador possui atualmente uma das maiores equipes de Kettlebell Sport do país, a L3 Fun Training, que juntos com atletas de outras equipes da capital e da cidade de Canavieiras, sul da Bahia, podem garantir para o estado o maior número de medalhas na competição”, explica João Rosário, organizador do GP e pioneiro no treinamento e realização de competições de Kettlebell no Brasil.

Outra equipe de Salvador é liderada pela treinadora Priscila Beck, do Studio Priscila Beck Kettlebell Club, primeira atleta do estado a disputar campeonatos de Kettlebell Sport. No GP desse ano, ela disputará a prova snatch com o kettlebell de maior peso entre as mulheres, 20 kg, além de levar na sua equipe a atleta com maior idade da competição, Maria Rita, 60 anos, que disputará a prova Long Cycle em 10 min.

A Etapa Brasil do GP mundial 2017 também será válida como primeiro Campeonato Brasileiro da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport (WAKSC), e, com isso, os atletas terão seu recorde válido nacional e internacionalmente. Vinte e cinco países sediam 39 etapas do GP mundial da WAKSC 2017, incluindo o Brasil, que recebeu pela primeira vez o GP em 2016, em Curitiba.

O WKGPSBRASIL2017 é uma realização da empresa Brutal Strength and Conditioning com o patrocínio do São Salvador Hotéis, Priscila Beck Kettlebell Club, Kettlebell Kings, Guache comunicação, Burpees Comfort Fitness e apoio da Buffalo Wax, MBM5 Comunicação Visual, Tia Sônia e Xpro Training. Mais informações no site www.wkgpsbrasil.com.br

O ESPORTE

O kettlebell sport consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon (junção do jerk e snatch) disputadas em 5 ou 10 minutos. O vencedor é o atleta que conseguir executar mais repetições no tempo da prova.

João Rosário informa que mais da metade dos competidores disputarão a prova snatch, preferida dos baianos, onde o kettlebell é levado em um movimento só da altura do joelho para acima da cabeça com o braço travado no alto.

O jerk é um movimento que consiste em levar o kettlebell da posição na altura do peito até acima da cabeça, já o long cycle é realizado em duas fases: o kettlebell é levado da altura do joelho até o peito e do peito acima da cabeça”, explica.

Rosário explica que no jerk e long cycle os homens competem com dois kettlebells e as mulheres com um ou dois, enquanto que no snatch o movimento é executado com apenas 1 kettlebell para ambos.

Nos últimos dois anos o esporte que alia força, técnica e resistência cresceu no Brasil e desde 2014, quando os primeiros campeonatos foram organizados, o nível técnico e a performance dos atletas aumentaram.

CANAVIEIRENSE É VICE CAMPEÃ DO CIRCUITO BRASILEIRO DE VÔLEI DE PRAIA

Equipe-vôlei-de-praia-CDCA Canavieirense Anna Thereza Castro, atleta do Clube Desportivo Canes (CDC), sagrou-se vice-campeã da 1ª Etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia Sub-19, realizado no período de 25 a 27 de Agosto de 2017, na Praia de Buraquinho, Lauro de Freitas, com provas duplas masculinas e femininas de todos os estados do Brasil. Anna Thereza teve como parceira Fernanda Melo, e como técnica a professora de Educação Física Alba Oliveira.

A final feminina foi acirrada, decidida apenas no set de desempate. Apesar da torcida da casa, Paola e Anna Beatriz (RJ) conseguiram superar Anna e Fernanda (BA) com parciais de 21/16, 20/22, 15/9, em 52 minutos de duração.

O Circuito Sub-19 é um campeonato de seleções estaduais organizado pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), com duplas sempre compostas pela mesma federação. Ele mantém o formato das últimas temporadas, com cada estado indicando suas delegações nos dois gêneros em busca do título. Além dos atletas, que podem ser alterados a cada etapa, as federações elegem um técnico. A próxima Etapa do Circuito, será realizada em Manaus (AM), de 24 a 26 de novembro de 2017.

A Atleta Anna Thereza é fruto do Projeto Esporte & Ação, desenvolvido há mais de 25 anos pelo Clube Desportivo Canes (CDC), sendo um motivo de muito orgulho para todos nós Canavieirenses, mostrando assim a seriedade e compromisso no trabalho desenvolvido, em parceria com a Federação Baiana de Vôlei (FBV), através de seu presidente Hércules Pimenta e a Hidraluz, por meio do empresário Alessandro Cattai“, relata o professor de Educação Física Boinha Freire.

O CDC comemora essa alegria com todos que de forma direta e indiretamente ajudaram nessa conquista, em especial à diretoria e aos do atletas do CDC, Hidraluz, Ótica São Raphael, Centro Esportivo Julia Thomson, Amex, LSM Contabilidade, Prefeitura de Canavieiras e a Federação Baiana de Vôlei (FBV).

No dia em que a despedida do goleiro prejudicou o Itabuna

Walmir Rosário*

O ano era 1972. De passagem por Itabuna, resolvi ficar um fim de semana para rever os amigos e assistir a um jogo de futebol, ainda realizado no velho campo da Desportiva. E jogavam o Itabuna Esporte Clube (IEC), o meu time de fé, o Esporte Clube Vitória. “Vai ser um jogaço”, pensei.

Na tarde da sexta-feira que antecedia o jogo (domingo), fui à Desportiva para rever a equipe itabunense e os amigos. Um fato que me chamou a atenção foi a decisão de um dos goleiros do Itabuna, Mineiro, se despedir do time, por achar que não teria chance, devido ao nível dos outros dois goleiros: João e Luiz Carlos.

Itabuna Esporte Clube (foto meramente ilustrativa)

Itabuna Esporte Clube (foto meramente ilustrativa)

E, para agradecer a participação de Mineiro durante o tempo em que passou no Itabuna, o técnico resolveu fazer uma homenagem ao goleiro na despedida, escalando-o como titular naquela partida. Luiz Carlos foi dispensado e João ficou como o goleiro reserva para a partida contra o Vitória.

Não sei por que motivo acreditei que aquela homenagem era fora dos propósitos, pois se um colaborador se despede, vai embora, é porque não está dando certo ou qualquer outro motivo que impeça a sua participação. Fiquei com minhas dúvidas, compartilhadas com os amigos presentes. Era uma premonição.

Acho até que por respeito ao Vitória, que formou um timaço para ser o campeão daquele ano, com atletas de primeira linha. Relembro muito bem dessa magnífica escalação: Agnaldo, Roberto, Leleu, Válter e França; Fernando (Almiro) e Juarez; Osni, Gibira, André Catimba e Mário Sérgio.

Era uma defesa segura, um meio de campo de respeito e um ataque devastador, daqueles que não se brinca em serviço. Mas o Itabuna resolveu encarar. Só para relembrar, abro aqui um parêntese, para dizer que o Itabuna ainda tentava se recuperar daquela “garfada” de 1970, quando o interventor da Federação Bahiana de Futebol, Cícero Bahia Dantas, colocou o time “geladeira” por seis meses enquanto o Bahia disputava a Taça Brasil.

Sem condições de manter o “timaço” brilhante que disputou o campeonato, liberou os jogadores e perdeu as duas partidas da final por placares elásticos. Em uma delas, sem ter atletas suficientes para sentar no banco, colocou o roupeiro José Rodrigues uniformizado como jogador para figurar na reserva. À época, nosso roupeiro teria mais de 60 anos.

Em 1972, portanto, o Itabuna despontava como uma das equipes candidatas a finalista do certame, pois contava com grandes atletas e a partida contra o Vitória seria um “teste” capaz de medir o potencial do time e dos jogadores. Seria um jogo de duas grandes equipes, ambas renovadas para disputar o campeonato.

Campo da Desportiva lotado, as equipes entram em campo. O Itabuna chutando para o gol do lado do Jardim do Ó. No gol do fundo, voltado para a Igreja e o Hospital Santa Maria Goretti, ficou o goleiro Mineiro se despedindo do Itabuna. Querendo mostrar serviço, pulava de um lado pra outro, saltando e dando tapas na trave superior.

O árbitro apita e começa o jogo. Bola com o Vitória, Osni recebe a bola de Gibira, desce pela direita até a linha de fundo e cruza a pelota para André Catimba. É gol. E com apenas um minuto de jogo. Outra bola com Mário Sérgio, que dribla o lateral e cruza para André Catimba. Mais um gol do Vitória, e aos dois minutos de jogo.

Nova saída, o meio de campo do Itabuna consegue dominar a bola, que é recuperada em seguida pelo Vitória e França passa para Mário Sérgio, que tabela com Gibira e lança para André Catimba. Novo gol aos quatro minutos de jogo. Tremendo que nem vara verde e aos prantos pela performance, Mineiro deixa o campo da Desportiva sob uma estrondosa vaia.

Entra o goleiro reserva João, de estatura mediana, magro, de ossos salientes, quieto e sério com semblante de esfinge. E o jogo recomeça com o temível ataque do Vitória fuzilando contra o gol do Itabuna. Seguro, João não se abatia e defendia bolas impossíveis, “voando” nas gavetas do travessão.

Termina o primeiro tempo com o placar de 3 X 0, num jogo duro, que embora fosse visível a superioridade do Vitória, o Itabuna se superava para manter o placar sem maiores alterações. Os atletas conseguiam se sobrepujar às qualidades dos adversários, se avantajando nas jogadas com determinismo.

Os times voltam para o segundo tempo se respeitando, embora o Itabuna estivesse em desvantagem no placar e na condição dos atletas, inclusive sem condições de substituir o goleiro, caso fosse necessário. Numa das grandes jogadas do magnífico ataque do Vitória, Mário Sérgio marca o quarto gol, seguido pelo gol de Itabuna.

Os 4 X 1 para o Vitória até que foi um resultado de bom tamanho. Neste ano de 1972 do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo o Itabuna não conseguiu um desempenho como o de anos anteriores, a exemplo de 1970, mas também não decepcionou. Já o Vitória conseguiu se consagrar campeão baiano invicto, disputando a final contra o Bahia.

Não foi um bom dia para o Itabuna, mas foi uma ótima oportunidade para a Bahia conhecer o time vencedor formado pelo Vitória para ser campeão baiano.

*Testemunha ocular do fato

CDC REALIZA AMISTOSOS DE FUTSAL

CDC no GecaCom o objetivo de promover a integração o Clube Desportivo Canes (CDC) realizou no sábado (12), no Ginásio de Esportes de Canavieiras (Geca), jogos amistosos de futsal masculino sub 10 / Sub 12, contra a Equipe  do Esporte Clube Canes. “É muito gratificante, não só poder dividir conhecimento, mas realizar um papel fundamental na formação, como cidadão, desses alunos. O esporte não é gasto, é investimento”, relata o presidente do CDC, Alessandro Feitosa.

Ao final dos jogos tivemos os seguintes resultados: Sub 10: Clube Desportivo Canes (CDC) (2) X (7) Esporte Clube Canes; Sub 16: Clube Desportivo Canes (CDC) (9) X (3) Esporte Clube Canes.

Apoiaram o evento Hidraluz, Prefeitura de Canavieiras/Diretoria de Esportes, Centro Esportivo Julia Thomson, LSM Contabilidade, Ótica São Raphael, Liga Canavieirense de Futebol (FCF) e os Árbitros Emanoel Santos / Marcelo Vilas Boas. 

Atletas de Canavieiras disputam etapa do GP Mundial de Kettlebell em Salvador

Em setembro (8), seis atletas representam a cidade em competição internacional

Por: Liliane Pólvora

Atletas canavieirenses se preparam para o GP Mundial

Canavieirenses se preparam para o GP Mundial

Esse ano a Bahia sediará pela primeira vez, em 8 de setembro, no São Salvador Hotéis e Convenções, uma etapa do GP Mundial de Kettlebell da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport (WAKSC). Entre os competidores, uma equipe formada por seis atletas de Canavieiras representará a cidade na competição.

O GP é uma oportunidade para os atletas estarem entre os melhores desse esporte, que é o levantamento de peso e exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar de 8 a 32 kg em campeonatos.

O esporte consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon, disputadas em 10 minutos em campeonatos oficiais, separadas por categorias de peso e do kettlebell, aliando força, técnica e resistência. Vence o atleta que executar mais repetições, validadas pelo árbitro, no tempo da prova.

A competição reunirá desde atletas iniciantes a campeões mundiais da modalidade como os russos Denis Vasilev e Sergey Rachiskyi, sendo o último, sete vezes recordista mundial no Guinness Book em levantamento de peso. O GP conta com 65 competidores, sendo que 57% dos inscritos são da Bahia, além de atletas vindos dos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco. Também participam atletas dos Estados Unidos, Rússia, Polônia, Argentina e Chile.

KETTLEBELL EM CANAVIERAS

Há pouco mais de um ano o kettlebell esportivo começou a ser praticado em Canavieiras quando, após fixar residência na cidade, o professor de educação física João Rosário iniciou a promoção do esporte e treinamento de atletas, que representam a equipe Brutal Strength and Conditioning, liderada por ele.

Em março (25), a cidade sediou o primeiro torneio de kettlebell sport e atletas locais fizeram sua estreia na modalidade. Desde então os treinos para a edição Brasil do GP World Kettlebell Grand Prix Series – WKGPS BRASIL se intensificaram e os atletas já estão preparados para disputar a prova snatch, preferida pela maioria dos praticantes do estado. “O snatch é o movimento mais fluido do kettlebell onde ele é levado em um movimento só da altura do joelho para acima da cabeça com o braço travado no alto”, explica Rosário.

Na Bahia, o esporte vem se tornando popular desde 2015, quando as primeiras competições foram realizadas. “Salvador possui atualmente um dos maiores times de kettlebell sport do país, que juntos com atletas de outras equipes da capital e da cidade de Canavieiras podem garantir para o estado o maior número de medalhas na competição”, explica João Rosário, que também é o organizador do GP e pioneiro no treinamento e realização de competições de Kettlebell no Brasil.

ATLETAS

João Rosário foi Medalha de Ouro no Chile

João Rosário foi Medalha de Ouro no Chile

Em 28 de julho João Rosário conquistou medalha de ouro na prova individual e segundo lugar por equipes no torneio latino-americano no Chile. Ele foi o único representante da Bahia na competição, que ainda teve a participação de três atletas de São Paulo.

Além de atleta, João Rosário é especialista em Kettlebell Sport, fundador e ex-presidente da Federação Brasileira de Kettlebell, pioneiro no treinamento de atletas e promotor das principais competições no Brasil desde 2014. Desde 2016 morando em Canavieiras, ele segue o treinamento de atletas para competir no GP em setembro e, segundo ele, a única pendência agora para a participação da equipe de Canavieiras são os custos da viagem e, por isso, ele espera conseguir auxílio do poder municipal.

Dentre os sete atletas de kettlebell sport de Canavieiras temos professores de educação física, como a multipremiada no judô e jiu jitsu Joyce Araújo, o professor de kettlebell Leandro Alves, o desportista Jessé Oliveira, praticante de stand up paddle, Tárcio Oliveira, guarda municipal e estudante de fisioterapia, e Poliana Silva e Nara Lima, que encontraram no kettlebell um aliado para manter o condicionamento físico.

Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho de João Rosário acessar o site www.brutalsc.com e sobre o GP Brasil no www.wkgpsbrasil.com.br

MEDALHA DE OURO E TROFÉU PARA A BAHIA NO LATINO-AMERICANO DE KETTLEBELL

João Rosário fatura ouro na prova individual e segundo lugar por equipes

João Rosário traz Medalha de Ouro individual e Troféu 2º Lugar por equipe na prova Long Cycle

João Rosário traz Medalha de Ouro individual e Troféu 2º Lugar por equipe na prova Long Cycle

Mais de 40 competidores de toda a América Latina participaram na última sexta-feira (28), em Viña Del Mar, no Chile, do Torneio Latino-Americano de Kettlebell Sport. Dentre eles, quatro brasileiros representando os estados de São Paulo e Bahia. O evento contou com a participação especial do russo Denis Vasilev, campeão mundial de Kettlebell

Único representante da Bahia, João Rosário conquistou a medalha de Ouro na prova Long Cycle, categoria para atletas até 73 kg com dois kettlebells de 24 kg. Na prova Long Cycle, o kettlebell é levado da altura do joelho até o peito e do peito até acima da cabeça e vence o atleta que conseguir executar mais repetições no tempo da prova.

Rosário e os outros competidores brasileiros citaram o frio como um dos fatores negativos para a realização das provas, disputada no ginásio de esportes da Universidade Andres Bello. “Como não podemos calçar luvas, parecia que o frio intenso iria congelar as nossas mãos, devido ao contato com as alças de ferro do kettlebell”, disse o atleta.

João Rosário durante disputa da prova no Chile

João Rosário durante disputa da prova no Chile

João Rosário participou ainda de um relay onde equipes compostas por cinco atletas disputavam entre si a prova Long Cycle com kettlebells de 24 kg e sua equipe conquistou a segunda colocação. “No relay os atletas de cada equipe tinham que fazer 3 minutos dessa prova, vencendo a equipe que obtivesse o maior número de repetições. A minha equipe – eu e mais três chilenos – conquistou a segunda colocação, recebendo um troféu pelo desempenho, que estou levando para meu país também”, informou.

O torneio foi organizado por Rodrigo Cañas, da empresa Pesa Rusa, a pioneira na realização de campeonatos e cursos de qualificação em Kettlebell Sport no Chile, válido pela Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport – WAKSC. Em oito de setembro próximo, o Brasil recebe pela segunda vez uma etapa dessa mesma Associação, o World Grand Prix Séries Brasil, que será realizado no hotel São Salvador, em Salvador, a partir das 8 horas, tendo João Rosário como realizador e representante da Associação no Brasil.

Quem é

João Rosário  com  o russo campeão mundial de Kettlebell Denis Vasilev e o chileno Rodrigo Canãs, promotor do latino-americano

João Rosário com o russo campeão mundial de Kettlebell Denis Vasilev e o chileno Rodrigo Canãs, promotor do latino-americano

Além de atleta, João Rosário é especialista em Kettlebell Sport, fundador e ex-presidente da Federação Brasileira de Kettlebell, pioneiro no treinamento de atletas e promotor das principais competições no Brasil desde 2014.

Na quinta-feira, (27), véspera da competição, Rosário esteve na coletiva de imprensa do Torneio realizada no Ginásio de esportes da Universidade Andres Bello (UNAB), mesmo local do torneio. Confira no vídeo: https://youtu.be/1uCidTSToro

Na oportunidade ele pode convidar atletas sulamericanos para participar da etapa Brasil da competição em setembro. Além de Rodrigo Canãs, organizar do latino-americano, a coletiva contou com a presença ilustre da prefeita de Viña Del Mar/Chile, Virgina Reginato Bozzo, do russo Denis Vasilev, campeão mundial de Kettlebell e convidado especial do evento. Logo após, teve início a pesagem dos atletas.

Para conhecer um pouco mais sobre o trabalho de João Rosário acessar o site www.brutalsc.com e sobre o GP Brasil no www.wkgpsbrasil.com.br

CDC INFANTIL REALIZA JOGO NO TRANSAMÉRICA

CDC1O Clube Desportivo Canes (CDC), participou quinta-feira (27), com a equipe de futebol masculino infantil, de jogo amistoso no Hotel Transamérica (Ilha de Comandatuba, contra Equipe HT/Hóspede, empatando pelo placar de 3 X 3.
Taxa do cheque especial aumenta em agosto
 
A taxa média do cheque especial nos bancos em agosto foi de 13,52% ao mês (a.m.), alta de 0,06 ponto percentual em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. A maior alta foi encontrada no Banco do Brasil
 
LEIA MAIS
 
Artista canavieirense se inspira nas belezas naturais de sua terra
Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS