CIA DA NOTÍCIA

Posts Tagged ‘Caetité’

Basta autorização da Antaq para ser iniciada a construção do Porto Sul

porto sulGoverno da Bahia aguarda para os próximos dias o anuncio  da concessão da outorga de autorização da  Agência Nacional de Transportes Aquaviário (Antaq), para construção do Porto Sul, na região de Aritaguá, em Ilhéus. Em agosto último, a agência reguladora julgou habilitados os terminais da Sociedade de Propósito Específico (SPE) do Estado da Bahia e o de Uso Privativo (TUP) da Bahia Mineração (Bamin), com base na nova lei dos portos.

Segundo Lafuente, com a nova lei de portos no Brasil, o Porto Sul passou a ter dois terminais, um de uso privado do Estado da Bahia, e o outro o da Bamin. O primeiro será constituído na forma de Sociedade de Propósito Especifico (SPE), sendo o Estado sócio minoritário com as demais empresas interessadas na construção, operação e exploração do empreendimento. O Governo colocará o edital de chamamento de empresas para consulta pública. O outro terminal de uso privado da Bahia Mineração (TUP), que recebeu concessão pelo Estado da Bahia em junho passado, para construir, movimentar e explorar suas cargas próprias extraídas da mina em Caetité.

“Com mais essa autorização, avançamos na proposta de levar para a região Sul a infraestrutura necessária para eliminar os gargalos logísticos que atrasam a expansão e o desenvolvimento de diversas regiões produtivas do estado”, disse Eracy Lafuente, coordenador executivo da Casa Civil. “Este é um passo importante e necessário para a construção do Porto Sul, visto que na fase de licença ambiental, a autorização da Antaq para a construção e operação do Porto Sul é, também, parte do processo de licenciamento”.

O Porto Sul já recebeu licença prévia do Ibama, aprovando sua viabilidade ambiental. A Marinha do Brasil deu seu aval para as questões de segurança quanto a navegação marítima (Norma 11). Junto a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), o Porto Sul teve autorização para implantação do equipamento em área terrestre.

Para Lafuente, todo esforço do governo nos estudos de viabilidade, impactos e melhorias do projeto demonstram o alto grau de seriedade com que é tratado o empreendimento,considerado um dos maiores em infraestrutura e logística do Brasil, que associado a  Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) forma o maior complexo logístico do Nordeste Brasileiro, articulando as regiões produtivas do oeste da Bahia e o Brasil Central com o mercado exterior, através do Oceano Atlântico.

Mais duas audiências pública serão realizadas, nos dias 12 e 13 de dezembro, em Ilhéus e Itabuna, para apresentar para a população os avanços feitos no Estudo de Impacto Ambiental (EIA), através de estudos complementares. Para dar início às obras, o Governo da Bahia aguarda a emissão da Licença de Implantação (LI), do Ibama.

PARLAMENTARES BAIANOS QUEREM ACELERAR CONSTRUÇÃO DA FIOL

A comitiva baiana na audiência no Ibama

Uma comissão formada por oito deputados federais e estaduais da Bahia esteve nesta quarta-feira (11), em audiências públicas no Ibama, na empresa Valec (responsável pela obra) e no Tribunal de Contas da União ( TCU). O objetivo foi o de destravar o andamento do projeto de construção da Ferrovia Oeste-Leste, no estado, que vem progredindo de forma bastante lenta.

A Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) dinamizará o escoamento da produção da Bahia e servirá de ligação dessa região com outros polos do país, por intermédio de conexão com a Ferrovia Norte-Sul. Incluída entre as prioridades do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a Ferrovia de Integração Oeste-Leste terá 1.527 km de extensão e envolverá investimentos estimados em R$ 7,43 bilhões até 2014.

A Fiol ligará as cidades de Ilhéus, Caetité e Barreiras – no estado da Bahia – a Figueirópolis, no estado do Tocantins, formando um corredor de transporte que otimizará a operação do Porto Sul, em Ilhéus, e ainda abrirá nova alternativa de logística para portos no norte do país atendidos pela Ferrovia Norte-Sul e Estrada de Ferro Carajás.

Segundo o deputado federal Josias Gomes, as audiências podem ser consideradas como “positivas”. “No Ibama, reivindicamos, e fomos bem atendidos, a agilização dos processos de licença ambiental para a construção da Oeste-Leste; na Valec, ouvimos exposição sobre o andamento da obra, e a informação de que até o 2014 o trecho entre Ilhéus e Caetité estará pronto, resolvendo o problema do escoamento do minério; enfim, junto ao TCU, reivindicamos a agilização dos julgamentos das matérias ainda pendentes sobre a ferrovia, uma obra da mais alta importância para a economia baiana”, resumiu Josias Gomes.

Embasa convoca mais 110 classificados

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) convocou mais 110 candidatos classificados no último concurso público, conforme publicação, no sábado (10), no Diário Oficial do Estado, para Salvador e unidades regionais de Alagoinhas, Barreiras, Caetité, Feira de Santana, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itamaraju, Jequié, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim e Vitória da Conquista.

Os convocados devem comparecer, nos dias 19 e 20 deste mês, à Universidade Corporativa da Embasa (UCE), localizada no Parque Deputado Paulo Jackson, na Avenida Juracy Magalhães Jr., s/n, Lucaia, Rio Vermelho, com a documentação requisitada em edital. Na ocasião, os candidatos serão encaminhados para exames médicos. O Diário Oficial do dia 8 deste mês publicou a prorrogação do concurso por mais dois anos, ato previsto no edital do certame.

De Uruçuca a Salvador – no pedal

Sandro parte para mais uma aventura

O porteiro Sandro de Jesus Barreto – de 37 anos – prática o ciclismo há 18 anos e na última sexta-feira (20), escolheu a capital Salvador como próximo destino. Bom Jesus da Lapa, Vitória da Conquista, Brumado, Itapetinga, Caetité foram algumas das 45 cidades que o uruçuquense visitou com sua bicicleta apelidada de “Velocidade”. “A capital é meu maior desafio”, disse.

Óculos, capacete, protetor solar, luvas, barras de cereais, água e Deus no coração foram o que ciclista levou para Salvador. De acordo com ele, os 400 km que distancia Uruçuca da capital foram divididos. “Pedalo 200 quilômetros, paro, durmo e ao amanhecer eu retomo”, explicou.

Segundo Sandro, sua bike speed de aro 27 é diferenciada. “Esse modelo tem menos raios, o que significa mais velocidade”, informa. Antônio Barreto, o irmão soteropolitano, o aguardava com um churrasco e uma cervejinha bem gelada para confraternizar com irmão atleta. “Chegar a Salvador será uma vitória”.
Agradecimentos

O ciclista fez uma mostra de fotos das cidades por onde passou, na praça da Bandeira, no dia anterior a sua partida e agradeceu a Deus, a equipe do ciclismo de Uruçuca, a Casa das Bicicletas que faz a manutenção, a vereadora Magnólia Barreto, ao Sindicato Rural de Uruçuca e ao prefeito Moacyr Leite Junior. “Esses desafios são superados e realizados graças a essas pessoas”.

Programa qualifica trabalhadores

Cerca de 900 trabalhadores já foram capacitados

Mais 102 trabalhadores encerraram na última quinta-feira, (12), os cursos de qualificação nas áreas de carpintaria e auxiliar civil, dentro do programa Mina de Talentos, uma iniciativa da Bahia Mineração (Bamin) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Sistema Nacional de Emprego (Sine). A última etapa do programa atendeu principalmente moradores de áreas próximas de onde será construído o Terminal de Uso Privativo (TUP), na zona norte de Ilhéus, pelo qual a Bamin escoará sua produção de minério de ferro.

Se levados em consideração os treinamentos feitos pelos centros de formação das regiões de Ilhéus e Caetité, 868 trabalhadores já foram preparados pelo Projeto Mina de Talentos. O objetivo do programa não se restringe apenas a capacitar pessoas para atuar na mineradora, mas também para prepará-las para o mercado de trabalho nas respectivas áreas. Para esta etapa em Ilhéus, foram oferecidas 240 vagas (as primeiras turmas receberam certificado em dezembro) e as aulas aconteceram no Centro Estadual de Ensino Profissional, na Escola Municipal de Sambaituba e no espaço C5, no bairro do Iguape.

Durante a entrega dos certificados a analista de Recursos Humanos da Bamin, Priscila Galvão, observou que a finalidade do Mina de Talentos vai além da perspectiva de atender ao empreendimento Bamin: “O programa também visa trazer às pessoas o sentimento de que têm uma profissão e a oportunidade de concorrer de maneira justa pelo acesso ao trabalho”.

Read the rest of this entry »

Aprendizes de marcenaria produzem móveis de qualidade

Alunos aplicados se revelam ótimos profissionais

Alegria e orgulho são o sentimento vivido pelos novos marceneiros capacitados pelo programa de qualificação profissional Mina de Talentos em Ilhéus, Caetité e Guanambi. Móveis produzidos pelos aprendizes durante a capacitação foram reconhecidos pela sua qualidade e já são utilizados nos Centros de Treinamento do programa. A Bahia Mineração (Bamin) realiza o Mina de Talentos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Durante o curso, os alunos dos três centros de treinamento, sob orientação do instrutor Antônio Carlos Nascimento, fabricaram 43 peças, o que incluiu bancadas, armários, gaveteiros e mesas. A precisão em todas as fases de um projeto de marcenaria, do desenho até o acabamento dos móveis, foi enfatizada ao longo da aprendizagem e se refletiu no nível do material produzido. “Ficou tão bom que recomendamos a utilização dos móveis nos centros de treinamento”, explica o gerente regional do Senai, Jurandir Hendler.

Eliete Cruz, de 32 anos, está entre os 20 trabalhadores que fizeram o curso de marcenaria em Ilhéus, somando-se a outros 40 já obtiveram certificação na mesma área, nos núcleos de Guanambi e Caetité. “Estou feliz por essa oportunidade de conquistar uma formação profissional”, afirma. Ela diz sentir entusiasmo ao ver cada peça finalizada e demonstra estar convencida de que o caminho até o mercado de trabalho é mais fácil de ser percorrido por quem procura qualificar-se profissionalmente.

O diferencial que a qualificação profissional representa motiva outros participantes do Mina de Talentos, como o jovem David Pinto Martins Júnior, 18 anos, que ainda está concluindo o ensino médio e sonha com o primeiro emprego. A mesma vontade de se aprimorar também atrai profissionais experientes, como Friedson Santos Jovita. Com experiência de dez anos como marceneiro, ele já foi dispensado de um emprego numa fábrica de móveis planejados, porque não tinha curso na área. “Existe muita demanda para marceneiros, mas a qualificação pesa bastante, assim como o certificado”, reconhece.

Read the rest of this entry »

Programa de qualificação ajuda a aumentar lucros

Valmar-Santanna está satisfeito com o programa

Trinta e duas empresas das regiões de Ilhéus e Caetité, no interior da Bahia, estão aprimorando métodos e práticas de gestão, com o objetivo de ampliar sua participação no mercado. A mudança começou com o ingresso desses empreendimentos no Programa de Qualificação de Fornecedores, o PQF, fruto de uma parceria entre a Bahia Mineração (Bamin) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) – instituição integrada ao Sistema Fieb (Federação das Indústrias do Estado da Bahia).

À frente do projeto Pedra de Ferro, a Bamin encontrou no IEL o parceiro perfeito para superar um dos maiores desafios do empreendimento: identificar, localmente, fornecedores de produtos e serviços capazes de atender à sua demanda. O Pedra de Ferro terá um investimento em médio prazo de US$ 2,5 bilhões, que envolve a construção e exploração de uma mina e usina de beneficiamento de ferro em Caetité, e a exportação de 20 milhões de toneladas anuais do produto por um Terminal de Uso Privativo a ser construído no Porto Sul, em Ilhéus, sul da Bahia.

Quase um ano após o início do programa, as empresas participantes já percebem importantes resultados. “Passamos a enxergar nossa atividade com uma ótica bem mais aguçada e temos a expectativa de uma elevação de aproximadamente 30% em nosso faturamento com ações gerenciais viabilizadas pelo programa”, atesta Fábio Lima, gerente da Agroferro, empresa que participa do PQF e comercializa chapas de aço e ferramentas na região de Caetité.

Lima afirma que o PQF está diretamente relacionado à melhoria da gestão da empresa. “Com a qualificação de nossa metodologia de trabalho, percebemos ganhos no que diz respeito à gestão e temos ótimas expectativas para o futuro”, diz o gerente.

Read the rest of this entry »

PRF atua contra crimes ambientais

Policial Rodoviário destróis fornos de carvão

Em mais uma etapa da 25ª FPI – Fiscalização Preventiva Integrada, a PRF destruiu 53 fornos clandestinos utilizados na produção ilegal de carvão vegetal e apreendeu dois veículos pelo transporte irregular de carvão vegetal. A operação tem como objetivo coibir a prática de crimes ambientais na região da Bacia do São Francisco, sendo que nesta etapa foram priorizados os municípios de Guanambi, Bom Jesus da Lapa, Cariranha, Malhada, Sebastião Laranjeiras, Riacho Santana, Igaporã, Matina, Iuiu, Pindai, Urandi, Candiba, Mortugaba, Jacareci e Caetité, em decorrência dos desdobramentos da Operação Corcel Negro II.

Na zona rural do município de Sebastião Laranjeiras os policiais destruíram 53 fornos clandestinos utilizados na produção ilegal de carvão vegetal. No local foram apreendidas ainda duas espingardas de marca e calibre não definidos. Foram apreendidos, ainda, na zona rural do município de Guanambi, dois veículos utilizados no transporte irregular de carvão vegetal.

José Francisco Viveiros é o novo presidente da ENRC no Brasil

José Viveiros é um dos profissionais mais experientes do ramo no Brasil

A Eurasian Natural Resources Corporation (ENRC) anunciou nesta terça-feira (7) a nomeação de José Francisco Martins Viveiros como Presidente da ENRC no Brasil.

José Viveiros chega à ENRC após passar pela ArcelorMittal Mineração Serra Azul S/A, onde atuou como CEO. Ele vai supervisionar o desenvolvimento dos ativos de minério de ferro no Brasil e irá liderar uma equipe de 175 empregados que trabalham atualmente no projeto Pedra de Ferro, da Bahia Mineração (Bamin) – controlada pela ENRC – em Salvador, Belo Horizonte, Caetité e Ilhéus, além de outro projeto em Minas Gerais.

Viveiros é um executivo de mineração altamente experiente, com mais de 35 anos na indústria de mineração e metalurgia. Após a formação como geólogo, trabalhou em importantes mineradoras, principalmente no Brasil, e ocupou cargos da alta administração na Vale e ArcelorMittal.

Felix J Vulis, CEO da ENRC, comentou: “Estou muito contente por termos nomeado José Viveiros para conduzir nossas operações no Brasil. Desenvolvemos uma forte presença na área de minério de ferro na região, através da aquisição da Bamin e da Mineração Minas Bahia (MIBA), e de uma participação de 51% na Mineração Peixe Bravo (MPB). A nomeação de José demonstra nosso compromisso em impulsionar o desenvolvimento desses ativos, que, com o tempo, irão fazer com que o Grupo ENRC entre para o mercado transoceânico mundial do minério de ferro”.

Bamin inicia capacitação

Aula inaugural do Mina de Talentos realizada em Ilhéus

A Bahia Mineração (Bamin) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) iniciaram quinta-feira (28), pela manhã, no auditório da Rádio Educadora, em Caetité, e à tarde, no Centro Cultural de Guanambi (municípios localizados a aproximadamente 650 quilômetros de Salvador), as primeiras aulas do programa Mina de Talentos, cuja meta é qualificar profissionalmente seis mil e quinhentas pessoas que residem em cidades do sudoeste e do litoral sul da Bahia. A ideia é que esses trabalhadores atuem nas fases de construção e operação do projeto Pedra de Ferro, da Bamin. Na última terça-feira, a Bamin e o Senai realizaram a aula inaugural do programa em Ilhéus.

“Fizemos uma aula inaugural do Mina de Talentos em Ilhéus e estamos realizando essa abertura do programa em Caetité e em Guanambi, buscando unir simbolicamente esses municípios, nesse trajeto de qualificação profissional,  antes mesmo da implantação do projeto Pedra de Ferro”, explica Clovis Torres, vice-presidente executivo da Bamin.

Considerado um dos pilares do desenvolvimento das regiões sudoeste e sul da Bahia, o projeto Pedra de Ferro envolve a construção de uma mina, que vai  produzir 19,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, e de uma usina de beneficiamento desse minério, ambas em Caetité, além de um terminal portuário de uso privativo da empresa, a ser construído em Ilhéus. Para viabilizar o programa Mina de Talentos, foram criados centros de formação em cidades localizadas na área de abrangência do projeto, a exemplo de Caetité, Guanambi, Malhada, Pindaí e Ilhéus.

“É importante lembrar que a maioria dos qualificados será aproveitada nas fases de construção e operação do projeto da Bamin. Serão mais de cinco mil vagas em cursos de capacitação para a fase de construção e quase mil vagas para os cursos voltados para a fase de operação”, informa Torres.

Read the rest of this entry »

Deputados criam frente parlamentar do Porto Sul

O deputado Luiz Argôlo é um dos parlamentares da Frente

Deputados federais que integram a bancada baiana participaram nesta quarta-feira (6), da implantação da Frente Parlamentar para Acompanhamento da Construção da Ferrovia Oeste-Leste e do Porto Sul. A solenidade ocorreu no plenário 16 da Câmara Federal.

A mesa de abertura da assembléia-geral de fundação da frente parlamentar foi composta pelos deputados Arthur Maia (PMDB/BA), Luiz Argôlo (PP/BA) e Oziel Oliveira (PDT/BA). O evento contou ainda com as presenças de outros parlamentares e representantes de órgãos federais.

Caberá a Argôlo e Arthur Maia, que tiveram a iniciativa de criar a frente, conduzir e coordenar os seus trabalhos. A primeira deliberação do grupo constituído nesta quarta-feira foi a de convocar o presidente da Valec, José Francisco das Neves, para fornecer explicações sobre a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol).

O projeto do Complexo Intermodal Porto Sul tem como objetivo melhorar a infraestrutura de transportes da Bahia e desconcentrar o desenvolvimento industrial. A intenção, de acordo com o governo baiano, é favorecer o surgimento de novos empreendimentos no interior da Bahia, além de facilitar o escoamento de produtos das regiões sudoeste e oeste do Estado.

O primeiro trecho da Fiol, já em fase de execução das obras, terá cerca de 500 quilômetros, ligando Caetité a Ilhéus. A primeira cliente da ferrovia será a empresa Bahia Mineração, que irá utilizá-la no transporte do minério de ferro. Outros produtos que deverão usar a Fiol são biocombustíveis, grãos e fertilizantes.

Bamin convoca selecionados no Mina de Talentos para matrícula

Saiu a lista de selecionados para os cursos da primeira fase do programa de qualificação profissional Mina de Talentos, desenvolvido pela Bahia Mineração (Bamin) em parceria com o Senai. Nesta primeira etapa, serão treinadas 742 pessoas nas regiões de Ilhéus, Caetité e Guanambi.

As matrículas em Ilhéus deverão ser feitas nos dias 7 e 8 de abril, na sede do Senai (Iguape). Em Guanambi, o atendimento será nos mesmos dias, no Núcleo de Formação do Mina de Talentos, na Avenida Nilo Coelho, 595. Já em Caetité, os aprovados deverão se dirigir até a Escola Manoel Lopes Teixeira, nos dias 5 e 6 de abril.

Em todos os locais de matrícula, o funcionamento será das 9 às 12 horas e das 14 às 20 horas. É necessário apresentar  RG e CPF.

Segundo os responsáveis pela seleção, os candidatos que foram submetidos a entrevista no último dia 27, e que não estejam na relação divulgada hoje, ainda poderão ser chamados para compor futuras turmas.

Clique no link abaixo para conferir os selecionados para as primeiras turmas, por curso e cidade:

Read the rest of this entry »

Páginas: 1 2 Próximas
Canavieiras pretende ampliar setor turístico
 
O resgate da atividade turística é uma das metas estabelecidas pelo prefeito Almir Melo para ter o turismo como uma das principais atividades econômicas. Trabalho com essa finalidade está sendo desenvolvido pelo secretário Fernando Volpi e que já produz resultados positivos.
 
LEIA MAIS
 
Livros de graça para todo o mundo. Basta apoiar o projeto
O Prêmio Galinha Pulando começou em 2005, patrocinado pelo seu organizador Valdeck Almeida de Jesus. Até 2009 cada poeta selecionado recebia um livro de graça. A partir daí, ficou muito caro para Valdeck bancar tudo sozinho. Agora em 2014 veio a ideia de pedir ajuda aos autores e a quem puder colaborar comprando antecipado exemplares da antologia poética.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS