CIA DA NOTÍCIA

Posts Tagged ‘Canavieiras’

Baiano disputa torneio latino-americano de kettlebell Sport

Chances de medalha para Canavieiras no próximo dia 28 de julho no Chile

Por: Liliane Pólvora

João Rosário treina forte para o campeonato

João Rosário treina forte para o campeonato

João Rosário representará a Bahia e o Brasil no Torneio Latino-Americano de Kettlebell Sport, que será realizado em 28 de julho, na cidade de Viña del Mar, localizada a 130 km de Santiago, capital do Chile.

Rosário, que está na categoria para atletas até 73 kg, disputará a prova Long Cycle e, por 10 min, levantará dois kettlebells de 24 kg. Nessa prova, o kettlebell é levado da altura do joelho até o peito e do peito até acima da cabeça e vence o atleta que conseguir executar mais repetições no tempo da prova.

O torneio é organizado por Rodrigo Cañas, da empresa Pesa Russa, pioneira na realização de campeonatos e cursos de qualificação em kettlebell sport no Chile e será válido pela Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport WAKSC. Cañas já competiu no Brasil em 2016, na 1ª edição do GP da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport – WAKSC em Curitiba, e já confirmou presença na edição 2017, no dia 8 de setembro, em Salvador

Participar do torneio do Chile será uma grande oportunidade de convidar atletas de toda a América Latina para o GP Brasil da WAKSC além de ir em busca de mais uma medalha para a Bahia”, explica Rosário, que também é um dos organizadores do Campeonato Baiano 2017, que acontece em 5 de agosto no Clube da Adelba, em Salvador.

Em 25 de março João Rosário realizou em Canavieiras o primeiro torneio de kettlebell sport do interior da Bahia incentivando a prática do esporte na cidade. Participaram da competição atletas locais e de Salvador, onde o esporte já é praticado há mais tempo, mas atletas de Canavieiras fizeram bonito conquistando inclusive medalhas de ouro em algumas categorias.

Os atletas de Canavieiras começaram a treinar há pouco mais de um ano, quando João Rosário fixou residência na cidade e iniciou a promoção do esporte. Ele avisa que já descobriu talentos do esporte em Canavieiras, que estão sendo preparados para competir no GP mundial de Kettlebell em Salvador e são promessas de medalhas.

PIONEIRISMO

Com várias certificações internacionais em kettlebell, o baiano João Rosário treina atletas campeãs no esporte é fundador e ex-presidente da Federação Brasileira de Kettlebell Lifting (FBKL) e coordenou desde 2014 os principais campeonatos nacionais de kettlebell do país. Ele é diretor da Brutal Strength and Conditioning, que tem a representação oficial da World Kettlebell Grand Prix Series para realizar etapas do GP mundial de kettlebell no Brasil reconhecidos WAKSC.

Segundo João Rosário, desde 2015, quando os primeiros campeonatos foram realizados na Bahia, o número e o nível técnico dos atletas aumentou e, atualmente, Salvador possui um dos maiores times do Brasil. Ele explica que o campeonato baiano será a quarta competição realizada em Salvador e a quinta no estado e “uma oportunidade de preparação maior para os atletas que irão competir na etapa Brasil do GP mundial da WAKSC, que será realizada pela primeira vez na Bahia, no dia 8 de setembro, no São Salvador Hotéis, em Salvador”.

O Kettlebell Sport é um levantamento de peso que exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar 24 quilos na categoria feminina e 32 kg masculina em campeonatos profissionais.

O esporte consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon, disputadas em 10 minutos em campeonatos oficiais, aliando força, técnica e resistência. Vence o atleta que executar mais repetições, validadas pelo árbitro, no tempo da prova.

Mais informações sobre o esporte, campeonatos e sobre o trabalho de João Rosário no site: www.brutalsc.com

Chocolate é comida de boi

Walmir Rosário*

Calma, gente, isso acontece lá na Austrália, onde o chocolate serve como iguaria e tranquilizante para os animais da raça Wagyu (japonesa), que são transformados em kobe beef, uma das carnes mais saborosas do mundo. E como tudo tem seu preço, um quilo dessa carne é vendida em todo mundo pelo preço de arrobas que conseguimos vender por aqui.

Ao tomar conhecimento dessa notícia,pensei logo nos benefícios que poderiam trazer à cultura do cacau, com esse incentivo ao consumo do conhecido manjar dos deuses. Já imaginaram quanto embolsariam a mais os nossos produtores exportando mais cacau? Marketing a Canavieiras é o que não falta e teríamos como símbolo a fazenda Cubículo, primeira plantação de cacau da Bahia.

Mas ao relembrar as propostas de aumento da produção de cacau através da elevação do consumo, logo me aquietei pensando no histórico dessas tentativas anos a fio pelo antigo Conselho Consultivo dos Produtores de Cacau (CCPC), que trocou o C de Consultivo pelo N de Nacional.

Ainda recordo das visitas de nossos conselheiros à China, que tinha como missão fazer com que apenas 10% dos chineses tomassem apenas uma pequena xícara diária de chocolate. Entre idas e vindas, a verdade é que se passeou muito e não conseguiram trocar o sagrado chá dos chineses pelo nosso cacau.

Uma lição caseira também me chama a atenção, que seria a introdução do chocolate na merenda escolar, com pioneiras tentativas, todas infrutíferas e de redundante fracasso. Não o porquê, mas a verdade é que essa ideia nunca foi transformada numa política pública, e não cabe a esse pobre escrevinhador pesquisar. É o papel dos cacauicultores.

Longe de mim afirmar – em alto e bom som – que a atitude do pecuarista australiano não irá produzir resultados positivos para o cacau. Também não vou sair por aí recomendando a introdução dessa nobre dieta aos pecuaristas brasileiros. Cabe-me apenas mostrar o que está sendo feito em terras distantes aos nossos patrícios. E vale a pena tomar conhecimento.

Antes de mais delongas, vale explicar que o kobe beef é considerada sinônimo de maciez, com gordura marmorizada e sabor inconfundível, que combina com o paladar dos consumidores que pagam em dólares e euros. Afinal, esses animais recebem um tratamento de luxo e carinho, sem falar da alimentação especial que recebem. Nada mais justo.

Tudo é uma questão de valor e disposição de pagar, como diriam os economistas para explicar a disposição desse seleto grupo de exigentes consumidores. De olho nessa demanda, o pecuarista Scott de Bruin, do Sul da Austrália, passou a investir na alimentação desses bovinos, oferecendo grãos especiais e frutas como maçãs.

Para agregar mais valor ao seu produto, Scott também passou a incluir o nosso chocolate na dieta do rebanho Wagyu, com a finalidade de aumentar as calorias consumidas. Com isso, conseguiu – segundo ele – a elevar o marmoreio da carne, tornando o kobe beef do seu rebanho ainda mais especial e de preço alto.

Acreditem que é a mais pura verdade. O pecuarista australiano consegue servir essa dieta composta por grãos, frutas e chocolate a todo o seu rebanho, formado por 7,5 mil cabeças, quando eles atingem os 30 meses. Ao sentir o cheiro do chocolate, as rezes se aproximam e comem à vontade (acredito que lambendo os beiços, como se diz popularmente).

Para o fazendeiro australiano, o consumo do chocolate faz com que o seu rebanho fique bem alimentado e mais feliz, transferindo esse bem-estar à qualidade e ao sabor da carne. A qualidade do tratamento a esses animais não se restringe ao chocolate e eles também ganham sessões de massagens, acupuntura, ouvem música clássica e dormem em tapetes térmicos, para que não sofram estresse. Um luxo!

Pelos meus parcos conhecimentos da pecuária, não sei se o chocolate é o elixir da felicidade para os nobres animais da raça Wagyu do Sul da Austrália, mas de cátedra, posso assegurar que no Brasil não merece confiança o chocolate por aqui consumido. Com raríssimas exceções, oriundas de fabricação caseira (artesanal) e pequenas fábricas.

Cada um tem o sonho de consumo que merece.

Radialista, jornalista e advogado

Publicada originalmente no www.costasulfm.com.br

Lojas Maçônicas de Canavieiras e Camacan instalam novos veneráveis

Instalação do Venerável Mestre em Canavieiras

Instalação do Venerável Mestre em Canavieiras

A loja Maçônica União e Caridade, de Canavieiras, promoveu nesta quarta-feira (5), sessão magna com a presença de maçons de várias cidades da região para realizar a Instalação do novo Venerável Mestre. Eleito recentemente, Lázaro Soares Magnavita – que ocupava o cargo de Primeiro Vigilante – irá presidir a União e Caridade durante o biênio 2017-18.

Na noite desta quinta-feira (6), foi a vez da Loja Maçônica Mahachoan, oriente de Camacan, de realizar a sessão magna para a Instalação do seu novo Venerável Mestre para o Biênio 2017-18. O escolhido foi o Mestre Maçom Khalil Augusto Botelho Nogueira, Presidente do Conselho Consultivo do Priorado da Ordem da Cavalaria.

Instalação do Venerável Mestre em Camacan

Instalação do Venerável Mestre em Camacan

As posses da nova diretoria da Loja União e Caridade, de Canavieiras, está agendada para a próxima sexta-feira (14). Além do Venerável Mestre Lázaro Magnavita, a nova diretoria é composta por José Batista Gama – 1º Vigilante, e Fernando Vieira – 2º Vigilante. Na mesma data também será comemorado o aniversário de 100 anos do Mestre Maçom Jonaval Freire, o maçom mais velho da Bahia em atividade, que atualmente ocupa o cargo de Chanceler.

Já na Loja Maçônica Mahachoan, de Camacan, a solenidade de posse (ritual e festiva) está marcada para a noite do próximo sábado (15). Além do Venerável Mestre Augusto Khalil Botelho Nogueira, também tomarão posse o 1º Vigilante Antônio Guedes, e o 2º Vigilante Fred Borges.

Instalação – Ao ser escolhido para presidir uma uma Loja Maçônica o Mestre Maçom que ainda não ocupou o cargo de Venerável Mestre participa do ritual de Instalação, por uma comissão. A Instalação é o assentamento do Mestre Eleito ou do Mestre Escolhido na cadeira de maior destaque: o Trono do Rei Salomão. O ato não se confunde com a posse, que gera efeitos civis, no qual também são empossados os 1º e 2º Vigilantes, além dos oficiais.

Campeonato Baiano de Kettlebell reunirá número recorde de atletas

O esporte cresce no estado, que em setembro recebe etapa de GP mundial

Por: Liliane Pólvora

Cartaz Baiano 1-640x640-640x640-400x400Em 5 de agosto Salvador reunirá os melhores atletas de kettlebell sport do estado no campeonato baiano dessa modalidade. A competição terá início a partir das 10 horas, no Clube da Adelba, onde treina a L3 training, equipe com maior número de atletas do estado.

O campeonato baiano é uma chance de preparação maior para os atletas que irão competir na etapa Brasil do GP mundial da Associação Mundial de Kettlebell Sport (WAKSC), que acontece pela primeira vez na Bahia, em Salvador, no dia 8 de setembro”, informa João Rosário, organizador do GP e pioneiro no treinamento e realização de competições de Kettlebell no Brasil.

Quer competir? Então se apresse. As inscrições dos atletas se encerram no dia 21 de julho. Confira no site www.brutalsc.com todas as informações sobre a inscrição (formulário) e regras do campeonato.

Kettlebell Sport na Bahia

Equipe feminina de kettlebell sport da L3 training

Equipe feminina de kettlebell sport da L3 training

O campeonato baiano será a quarta competição realizada em Salvador e a quinta no estado. “A última foi realizada em março, em Canavieiras, no 1º Torneio de Kettlebell Sport do interior; outras três aconteceram em Salvador, sendo uma em 2015 e outras duas em 2016”, explica Rosário. A expectativa para ele é de o campeonato bata recorde de competidores, uma vez que só a equipe L3, liderada pelo treinador Fábio Leal, conta atualmente com time de 35 atletas de kettlebell.

Antes do campeonato baiano, João Rosário representará o estado e o Brasil no 1º Campeonato Latino Americano da WAKSC, que será realizado no dia 28 de julho, no Chile. “Será uma grande oportunidade de convidar atletas de toda a América Latina para o GP Brasil, além de ir em busca de mais uma medalha para a Bahia”, explica.

De acordo com ele, Salvador concentra os atletas mais experientes do estado no esporte e com boa colocação no ranking nacional. No último ano, o treinamento intensivo e aprimoramento da técnica renderam a sete atletas de duas equipes da capital baiana dez medalhas de ouro no GP mundial da WAKSC em Curitiba, primeira competição em nível internacional realizada no país.

Um dos grandes destaques no Grand Prix em 2016 foi Fátima Regina, 56 anos, da equipe da L3 training, de Salvador, e suas duas filhas, Gabriela e Lara Guimarães. Fátima começou a treinar para emagrecimento, virou atleta de Kettlebell Sport e apresentou o esporte para as filhas. Juntas, elas conquistaram no GP seis medalhas de ouro, duas para cada uma. O último recorde registrado por Fátima foi de 232 repetições na prova snatch, com kettlebell de 8 kg em 10 minutos, no torneio em Canavieiras, em março.

Mas o que é esse esporte?

O Kettlebell Sport utiliza uma técnica de levantamento de peso que exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar 24 quilos na categoria feminina e 32 kg masculina em campeonatos profissionais. O esporte consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon, disputadas em 10 minutos em campeonatos oficiais, aliando força, técnica e resistência. O vencedor é o atleta que conseguir executar mais repetições, validadas tecnicamente pelo árbitro, no tempo da prova.

Nos últimos dois anos o esporte cresceu no Brasil e desde 2014, quando os primeiros campeonatos foram organizados, o nível técnico e a performance dos atletas aumentaram. Em 2016, o Brasil sediou pela primeira vez uma etapa do GP mundial da WAKSC em Curitiba, que contou com 47 atletas de 8 estados brasileiros. “Em setembro o GP Brasil 2017 da World Association of kettlebell Sport Club —WAKSC será em Salvador, e terá pela primeira vez a presença do russo Sergey Rachinskiy, com 12 títulos mundiais no esporte e detentor de sete recordes no Guiness Book em levantamento de peso”, destaca João Rosário.

O Campeonato Baiano de Kettlebell Sport 2017 é uma realização da L3 training e Brutal Strength and Conditioning, com patrocínio da Rhanc Clube Fitness, Cross Rhanc e Burpees Comfort Fitness. A competição será no Clube da Adelba, na Rua Tamburugy 2079, em Piatã, Salvador-BA. As inscrições se encerram no dia 21 de julho sendo R$ 45,00 para uma prova e R$ 60,00 para duas. O campeonato é aberto ao público. Mais informações no whatsapp (73) 99827-9091, com João Rosário.

Competidores estão prontos para as provas de sábado, 25

A partir das 15 horas de sábado (25), atletas com diferentes rankings participam de torneio de kettlebell em Canavieiras

Parte dos atletas da Equipe da L3 Fun Training

Parte dos atletas da Equipe da L3 Fun Training

Os primeiros competidores inscritos no 1º Torneio de Kettlebell Sport do Sul da Bahia começam a chegar em Canavieiras a partir da tarde desta quinta-feira (23). Dentre eles estão Fátima Silva e sua filha Lara, que integram a equipe de atletas da L3 Fun Training, liderada pelo treinador Fábio Leal.

Serão duas equipes de Salvador disputando o 1º Torneio Brutal de Kettlebell Sport, que reúnem os atletas mais experientes nesse esporte no estado e virão a Canavieiras determinados a baterem suas marcas e trocar experiências com os atletas da cidade.

Maior equipe – O treinador Fábio Leal está à frente da maior equipe de kettlebell da Bahia, a L3 Fun Training, com 20 atletas, e será a 2ª equipe em número de inscritos no Torneio Brutal de Kettlebell Sport, perdendo apenas para atletas da cidade anfitriã, Canavieiras.

No final de 2016 ele levou uma equipe de 3 atletas para disputar o 1º GP Brasil do campeonato mundial de Kettlebell Sport da WAKSC @wkgpsbrasil realizado em Curitiba, trazendo 4 medalhas de ouro para a Bahia. Além do treinamento de atletas, ele organizou em setembro último o campeonato L3 de kettlebell Lifting em Salvador, que contou com o número recorde de atletas inscritos em uma competição no estado até então, 42.

Dentre os atletas dessa equipe soteropolitana, destaque para os recordes alcançados por Fábio Leal, Fátima Silva e Lara Guimarães, que o maior número de campeonatos disputados e participaram da etapa Brasil do campeonato mundial de kettlebell.

Fábio, atleta e treinador da L3 training, já disputou 3 campeonatos e seu melhor recorde pessoal foi registrada no GP Brasil do mundial de kettlebell da WAKSC, com 119 petições na prova snatch 10 min com kettlebell de 24 kg. Lara Guimarães disputou 4 campeonatos e sua melhor marca foi atingida no Campeonato L3 de Kettlebell Lifting com 107 repetições com kettlebell de 8 kg, em cinco minutos.

Lara treina para competir com sua mãe Fátima

Lara treina para competir com sua mãe Fátima

Fátima Silva, 54 anos, exemplo de superação da equipe da L3training, que começou a treinar focando no emagrecimento e não só atingiu esse objetivo como se tornou atleta, já disputou 4 campeonatos, e registrou sua melhor melhor marca no GP Brasil do mundial na prova Snatch 12 kg, com a marca de 57 repetições em 5 minutos. Ela é atualmente a atleta mais velha que compete no kettlebell sport no Brasil e foi uma inspiração para sua filha Lara Guimarães começar a praticar o esporte. Além desses, a L3 Fun training trará uma equipe grande de atletas que já disputaram pelo menos dois campeonatos.

Atleta pioneira – Outra equipe de Salvador é liderada pela treinadora Priscila Beck, do Studio Priscila Beck Kettlebell Club, atleta pioneira na Bahia a disputar campeonatos de Kettlebell Sport, atingindo seu melhor recorde em 2015, em sua estreia no Campeonato Brasileiro de Kettlebell, com 200 repetições no snatch 12kg (10 min), melhor marca da América Latina à época. No último campeonato, o GP Mundial, Priscila se desafiou a disputar a prova snatch com kettlebell de 20kg, atingindo a marca de 67 repetições em 5 minutos.

Atletas Vanessa e Priscila Beck

Atletas Vanessa e Priscila Beck

Priscila Beck teve o pioneirismo de, junto com João Rosário, seu treinador e diretor da Brutal Strength and Conditioning, organizar o primeiro campeonato de kettlebell sport na Bahia em agosto de 2015. No torneio de Canavieiras ela disputará duas provas e trará, ainda, Vanessa Correia, uma de suas atletas de destaque, para a competição. Juntas, elas têm em seus currículos a participação em seis e quatro campeonatos, respectivamente.

Vanessa já disputou 4 campeonatos (3 em Salvador e o GP Mundial). Sua especialidade é a prova snatch e seu último resultado foi 156 repetições na prova snatch 12 kg em 10 minutos.

Torneio – O 1º Torneio de Kettlebell Sport será realizado no sítio histórico (em frente a Galeria do Porto) um dos mais belos cartões postais de Canavieiras, e é aberto ao público. Organizado por João Rosário, da Brutal – Strength and conditioning, especialista em Kettlebell e uma das maiores referências no Brasil nesse esporte, que também irá competir.

As provas em disputa serão long cycle, snatch e jerk de 5 e 10 min e a competição será iniciada pontualmente às 15 horas. Além das equipes de Salvador, Ilhéus e Itabuna, Canavieiras se destaca por participar com a maior quantidade de atletas (10), que estarão estreando em competição, número considerado expressivo para um esporte que começou a ser praticado nos últimos seis meses na cidade.

O 1º Torneio de Kettlebell Sport do interior da Bahia será o primeiro realizado ao ar livre e conta com o patrocínio da Hidraluz, Mercado Compre Bem, Posto Canes, CDL de Canavieiras, Casa do Estudante, Fornão Pizzaria, Malu Móveis e Ótica São Raphael. Conta, ainda, com o apoio da Prefeitura de Canavieiras, Costa Sul FM 99.3, Jornal Tabu, Açaizeiro e Jornal Agora. Mais informações no whatsapp (73) 99827-9091, com João Rosário.

Confira nos links http://bit.ly/2jxR3Rf e https://www.facebook.com/brutalSC/

CANAVIEIRAS RECEBE EM MARÇO O 1º TORNEIO DE KETTLEBELL SPORT

No sábado, dia 25 de março, Canavieiras sediará o primeiro torneio de kettlebell sport do interior da Bahia

Torneio Canavieiras 2-400x400Competirão atletas de Salvador, Itabuna, Ilhéus e será a primeira oportunidade dos canavieirenses mostrarem seu desempenho no esporte disputando as provas long cycle, snatch e jerk. O evento será aberto ao público num dos principais cartões postais da cidade, o porto de Canavieiras e a inscrição dos atletas terá o custo de R$ 25,00. Mais informações no site www.brutalsc.com

Treinos para competição

O torneio é promovido por João Rosário, da empresa Brutal Strenght and Conditioning, especialista em Kettlebell e uma das maiores referências no Brasil nesse esporte, que alia força e técnica para levantar uma bola de ferro por tempo determinado e que vem conquistando muitos praticantes na cidade por fortalecer o corpo inteiro de forma integrada e dinâmica.

Informa, ainda, João Rosário, que esse ano Salvador sediará a etapa do GP Mundial de Kettlebell da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell (WAKSC), e ele está preparando atletas de Canavieiras para representar bem a cidade na competição.

Treinamentos com os atletas aos sábados

Treinamentos com os atletas aos sábados, no Sítio Histórico

Torneio de kettlebell

Atletas de Canavieiras que praticam outras modalidades esportivas já estão inserindo o kettlebell na sua preparação física com a supervisão Rosário e também já confirmaram presença no torneio, como a faixa preta de judô e jiu jitsu Joyce Araújo e o surfista Bruno Senna.

Desde o segundo semestre de 2016 é comum ver em alguns pontos da cidade praticantes do esporte, pois muitos preferem treinos ao ar livre, uma vez que o esporte possibilita o transporte do kettlebell para qualquer lugar que escolha treinar. “É uma academia em suas mãos como definem alguns praticantes e isso me dá a liberdade de realizar os treinos e ainda aproveitar as paisagens da cidade, explica Rosário, que iniciou turmas de kettlebell ao ar livre no porto de Canavieiras três vezes por semana.

http://www.brutalsc.com/

<joaorosariobrutal@gmail.com>

Fone/whatsapp (73) 99827-9091

Canavieiras sediou Encontro Baiano da Ordem de Cavalaria

eboc-na-praia-canavieiras-foto-divulgacao1-400x400“Eboc na Praia”. Assim foi denominado o Encontro Baiano da Ordem de Cavalaria (EBOC), realizado em Canavieiras, no período de 28 a 30 de outubro próximo passado, que reuniu cerca de 300 DeMolays e maçons de toda a Bahia. O evento foi promovido pelo Priorado Nobres Cavaleiros da Terra Santa Nº 148 e teve como anfitriã a Loja Maçônica União e Caridade, nº 05, de Canavieiras.

As solenidades de abertura e encerramento foram realizadas no auditório da Secretaria Municipal da Educação, com a palestra “O Poder Transformador Social do Cavaleiro Ontem, Hoje e Amanhã”, dada pelo Presidente do Conselho Consultivo do Priorado, Khalil Augusto Botelho Nogueira. Em seguida, foram realizadas as cerimônias de investidura ao Grau Simbólico do Ébano e Reflexão sobre o Simbólico Grau do Ébano, na Loja Maçônica União e Caridade.

eboc-na-praia-canavieiras-foto-divulgacao-400x400No sábado (29), a programação teve sequência com a Assembleia Geral da Ordem da Cavalaria Baiana para a eleição da sede do Eboc 2018, que será realizado em Amargosa. Em 2017, a cidade de Barreiras sediará o Eboc. Durante todo o dia foram realizadas ações sobre as Sublimes Ordens e oficinas diversas, como “O Poder da Espiritualidade”, por Romário Vasconcelos; e “A Dimensão Musical Enquanto Elemento da Experiência Ritualística; “Kaballah e Cavalaria: Nossos Oficiais Através da Árvore da Vida”; “Ritual de Um Nobre Cavaleiro: Como Deve Ser”; finalizando com um bate-papo com a Comissão Nacional da Ordem da Cavalaria.

A denominação EBOC na Praia, foi dada pela localização litorânea de Canavieiras e dentre os objetivos do encontro estão a promoção de debates sobre a Ordem da Cavalaria, adquirir novos conhecimentos, procurar o desenvolvimento de nossos Priorados e a evolução da Ordem DeMolay. “Além disso, esses eventos são excelentes oportundiades de confraternização entre os irmãos”, ressalta Khalil Botelho.

O EBOC é realizado há alguns anos e a partir de 2012 ganhou ascensão com a implantação das Sublimes Ordens de Cavalaria, que também passou a ser ofertado na programação do Congresso Baiano da Ordem DeMolay (ConBODe). “Pelo número de inscrições, deveremos ultrapassar o número de participantes de todos os encontros anteriores. Acredito que em Canavieiras tenhamos mais de 300 cavaleiros, além de seus familiares”, analisa Khalil.

Dentre as autoridades presentes, Gabriel Almeida Andrade – Ilustre Comendador Cavaleiro do Priorado; Társis Valentim Pinchemel – Grande Mestre Estadual da Ordem DeMolay do Estado da Bahia; Ulysses Cabette Nooblath – Presidente da Comissão Nacional da Ordem de Cavalaria no Brasil e Grande Orador Estadual para a Ordem DeMolay no Estado do Pará; Jáder de Souza Oliveira – Coordenaria Estadual de Cavalaria para o Estado da Bahia e Membro da Comissão Nacional de Cavalaria; Antônio Alves Pimenta Neto – Oficial Executivo da 1ª Oficialaria do Estado da Bahia; Jamerson Vieira Torres – Grande Mestre Estadual Adjunto da Ordem DeMolay do Estado da Bahia; Gustavo Cavalcanti Lamego – Mestre Conselheiro Estadual da Bahia; Felipe dos Anjos Figueiredo Vieira da Silva – Mestre Conselheiro Estadual Adjunto da Bahia; Arenilson Mota Nery – Venerável Mestre da Augusta e Respeitável Loja Maçônica União e Caridade Nº 05; Raimundo Antônio Tedesco – Delegado Distrital da GLEB.

Garotada de Canavieiras ganha presentes no Dia da Criança

Fantasiado, seu Ita faz a alegria da garotada

Fantasiado como palhaço, seu Ita faz a alegria da garotada

As crianças dos bairros Sócrates Resende, Antônio Osório, Birindiba, Jardim Burundanga, dentre outros, de Canavieiras, comemoraram o dia consagrado a eles ganhando presentes, comendo pipocas e bebendo refrigerantes. O evento foi realizado no Poste 10, do bairro Sócrates Resende, pelo aposentado José Américo dos Santos (Seu Ita), que se fantasia de palhaço para distribuir os presentes.

Há 34 anos seu Ita encontrou uma forma de proporcionar a alegria da garotada carente moradora dos bairros da periferia e que, normalmente não receberia essas lembranças no Dia das Crianças. Este ano ele conseguiu adquirir 200 brinquedos, com recursos próprios e o apoio de amigos que contribuem com essa festa.

O evento, segundo seu Ita, foi realizado de maneira simples, mas que cumpre o seu objetivo: Alegrar meninos e meninas da comunidade em que reside. “Foram 14 anos em Ilhéus, onde morei anteriormente, e outros 20 anos aqui em Canavieiras, sempre contando com a boa vontade de pessoas amigas, que fazem questão de ajudar”, disse se Ita.

Para seu Ita, não existe prazer igual ao de ver a alegria da criançada em receber os brinquedos, se fartando com pipocas e bebendo refrigerantes, o que geralmente não faz parte do cotidiano delas. “Eu peço a Deus que não me falte nunca a vontade de proporcionar essa alegria na minha vida. Quando criança nunca pude ter brinquedos, então hoje faço isso pelos que não têm condições”, concluiu Ita.

João Rosário participa de campeonato de kettlebell em Salvador

João Rosário

João Rosário

O coach da Brutal Strength and Conditioning, João Rosário, participa neste sábado (3) do Campeonato L3 de Kettlebell Lifting, no Clube Costa Verde em Salvador. Além de acompanhar a prova da atleta Priscila Beck, ele vai disputar a prova Long Cycle com dois kettlebells de 20 kg.

No dia 17 de setembro Rosário retorna à Salvador para ministrar curso de Kettlebell Sport para professores de educação física, atletas e praticantes. E em 23 de setembro será a vez do sul da Bahia participar da palestra de João Rosário em Canavieiras, onde ele compartilhará sua experiência com professores de educação física e comunidade no auditório Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães.

No dia seguinte (24) ele ministrará o módulo 1 da certificação profissional em Kettlebell Training na academia Master, também em Canavieiras. E ainda no Sul da Bahia, ministra curso em Itabuna no mês de outubro. Referência no Brasil em kettlebell e coach de atletas de destaque no kettlebell sport e MMA, Rosário viaja pelo Brasil ministrando cursos de formação, workshops, além do envio semanal de planilhas de treino para alunos e atletas de outros estados.

Em novembro, ele ministra cursos no eixo sudeste-sul, nas cidades de São Caetano do Sul-SP e em dezembro em Joinville-SC. Fechando o ano em Curitiba, onde fará parte da organização do Word Kettlebell Grand Prix Series no dia 9 de dezembro e da Certificação Internacional em Kettlebell Sport nos dias 10 e 11 com o hexacampeão mundial Denis Vasilev. Mais informações: @wkgpsbrasil

O esporte – Levantar uma bola de ferro (kettlebell) na maior quantidade de vezes possível em um período de tempo determinado. Esse é objetivo do kettlebell sport, modalidade que tem um baiano como referência no Brasil na formação de professores e treinamento de atletas premiados.

Com várias certificações internacionais em kettlebell, o educador físico João Rosário é ex- presidente da Federação Brasileira de Kettlebell Lifting (FBKL) e está à frente da organização do 1º GP mundial de Kettlebell no Brasil, o World Kettlebell Grand Prix Series, que será realizado no dia 9 de dezembro, em Curitiba, e planeja levar atletas que treina de outros estados e também da Bahia para a competição.

Mas, até o final do ano a agenda do educador físico já está reservada para campeonatos e cursos de kettlebell sport na Bahia e no eixo Sudeste-Sul do Brasil, voltados para a formação de professores de educação física, atletas e praticantes do esporte.

Mais informações sobre o curso de sábado (17): (71) 9270-5945.

Mais informações sobre agenda de cursos podem ser obtidas pelo email joaorosariobrutal@gmail.com ou telefone (73) 99827-9091 (Whatsapp)

Artista plástico da Canavieiras se inspira nas belezas naturais

Thiago com um totem esculpido em restos de madeira

Thiago com um totem esculpido em restos de madeira

A cultura – em suas várias expressões e linguagens – é uma das manifestações naturais do canavieirense. Nele, está presente saberes como a música, a dança, a literatura (prosa e verso), a gastronomia, o folclore e as artes plásticas. Essa riqueza de conhecimentos e expressões torna o canavieirense um povo ímpar, visto e admirado por todos que a visitam e que carregam o sentimento de retornar.

Uma dessas expressões artísticas são as esculturas e entalhes concebidos pelo artista plástico, ou artesão, como ele prefere ser conhecido, Thiago Oliveira, ou simplesmente Thiago. Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.

Após um pequeno tempo com um instrumento na mão, um coco seco se transforma num macaco, numa tartaruga; um caule de coqueiro passa a ser visto como uma carranca; numa simples pedaço de madeira (tábua) aparece um peixe ou uma tartaruga. E essas peças hoje podem ser vistas em residências, pousadas, casas comerciais de várias cidades.

E a diferença da arte canavieirense de Thiago é que cada peça é elaborada com técnica e esmero, personalizadas, obedecendo a individualidade das condições físicas da matéria-prima utilizada. “Não consigo nem quero transformar minha arte em produtos massificados, para atender uma quantidade maior dos turistas que nos procuram”, explica Thiago.

A arte do canavieirense Thiago Oliviera - Foto Divulgação1-640x640-400x400O diferencial da arte concebida pelo artesão Thiago é justamente a utilização de matéria-prima resultante de demolições, sobra de madeira, coqueiros antigos ou rejeitos despejados na praia da Costa pelas marés. Em cada peça existe um detalhe diferente, decorrente do momento da concepção do artista e até da sua elaboração.

Thiago iniciou-se nas artes plásticas – ou artesanato, como ele costuma nominar – por curiosidade, observando sua sogra e sua esposa trabalharem com o artesanato de coco seco. Daí, passou a desenvolver a arte na madeira, sempre com ênfase para animais como tartarugas, macacos, passando pelos totens, as conhecidas carrancas.

Durante o verão o artista trabalha suas peças na cabana onde funciona a Central de Informações Turísticas, na esquina das avenidas São Francisco e Barão do Rio Branco (caminho da praia), onde os turistas param para observá-lo concebendo as artes. Fora da temporada de verão, prefere ficar em casa, na avenida dos Tucunarés, nº 3.000, em frente ao restaurante Delícias da Ilha, no bairro da Atalaia, também transformada em atelier.

A arte do canavieirense Thiago Oliveira - foto Walmir Rosário(11)-640x640-400x400Geralmente como se comportam os artistas, Thiago não gosta de falar em preços, pois, segundo ele, cada uma das peças é concebida de forma e tamanhos diferentes, com matéria-prima distinta, bem como consumo de tempo de execução. “Posso assegurar que é arte popular, de fácil acesso a qualquer pessoa”, informa.

O artista revela que está constantemente pesquisando novos materiais, sempre com o apelo da preservação do meio ambiente, o que proporciona um valor intrínseco às peças. “Canavieiras é uma cidade que possui belezas naturais das mais diversas, o que nos inspira a elaborar um artesanato cada vez mais voltado para a flora e a fauna regional”, conclui Thiago.

DE POMPEIA A AMATRICE

Durval Pereira da França Filho*

Pompeia era uma cidade do Império Romano situada a 22 quilômetros de Nápolis, na Itália, embora sem a sua importância, mas que se tornou um símbolo da vida romana. O solo era fértil, e grandes as oportunidades para negócios e lazer, o que tornou a região rica e desenvolvida.

A cidade foi fundada, possivelmente, entre os séculos VI e VII a. C., pelos oscos, povo que habitava a Itália central. Em 89 a. C., foi anexada à República Romana pelo general Lúcio Cornélio Sula.

Com suas casas coloridas, os habitantes procuravam curtir a boa vida, de forma rotineira e sem grandes preocupações. Os banhos públicos eram alguns dos entretenimentos que marcavam a vida cotidiana dos pompeianos. A cidade também passou por um grande avanço na história da arte do mundo antigo, onde surgem aspectos culturais marcadamente eróticos, como a veneração ao falo. A Universidade de Nápoles, por muito tempo, manteve em segredo uma coleção de objetos e afrescos eróticos desse cotidiano de riqueza e luxúria.

Próximo a cidade, estava o vulcão Vesúvio olhando-a desde sempre, até que em 5 de fevereiro de 62 d. C., foram dados os primeiros avisos de que o gigante estava acordando e algo maior, extraordinário, estava por acontecer. Um terremoto sacudiu a região e provocou sérios transtornos e prejuízos na cidade, que estava em festa.

Em 24 de agosto de 79 d. C., o Vesúvio acordou de vez e passou a vomitar cinza e lava, causando terror e morte a milhares de pessoas. As cidades Pompeia e Herculano (vizinha) ficaram soterradas durante 1669 anos até que foram reencontradas, por acaso, em 1748. No contexto da tragédia humana, além da destruição dessas cidades do Império Romano, outros acontecimentos fatídicos têm sido revelados através da história com relação a 24 de agosto, tanto no mundo natural como no mundo social.

Em 410, Alarico I, rei dos visigodos, deu início à invasão contra o Império Romano do Oriente (os Bálcãs), que culminou com o saque a Roma. Em 1572, na histórica Noite de São Bartolomeu, milhares de protestantes foram massacrados pelos católicos, em Paris, com o beneplácito do imperador Carlos IX, que teve Gaspar de Coligny como conselheiro.

Em 1930, tiroteio na cidade baiana de Canavieiras, entre figuras das duas mais poderosas facções políticas, deixou o saldo de um morto e vários feridos.. Em 1954, ocorreu no Brasil o suicídio do presidente Getúlio Vargas, com um revólver colt de calibre 32. Em 1968, a França deflagrou, no Pacífico, sua primeira bomba de hidrogênio. Em 2004 aconteceu atentado terrorista que explodiu avião da 57 Airlines.

Passados 1937 anos da hecatombe de Pompeia e Herculano, em 24 de agosto de 2016, um terremoto de magnitude 6.2 na escala Richter, atingiu a região central da Itália, provocando a morte de mais de 250 pessoas, sem contar os desparecidos, principalmente na pequena cidade de Amatrice, que fica na região do Lácio, com população de aproximadamente 3 mil pessoas. O local é considerado um dos lugares mais bonitos da Itália e conhecido destino turístico.

Sem colocar em realce o aspecto aziago do 24 de agosto (no que não acredito), o que pode significar estas e tantas outras catástrofes sociais e naturais em um mundo em descontrole? O planeta está agonizando ou tudo não passa de mera coincidência? Vale a pena refletir.

* Historiador, diretor da Biblioteca Pública Municipal Dr. Afrânio Peixoto, em Canavieiras.

Praça Maçônica, em Canavieiras, passará por obras de requalificação

A praça será requalificada e urbanizada

A praça será requalificada e urbanizada

A Prefeitura de Canavieiras inicia nesta terça-feira (16) as obras de requalificação da praça Maçônica, uma das maiores e de mais movimento da cidade. O anúncio foi feito pelo prefeito Almir Melo na manhã desta sexta-feira (12), após reunião com o secretário Municipal de Obras e Transportes, Lucas Rodrigues.

O projeto de requalificação da praça Maçônica já se encontra no Siconv – Portal de Convênios e Contratos de Repasse da Administração Pública Federal. Enquanto o Governo Federal não libera os recursos para a intervenção, o prefeito Almir Melo decidiu iniciar as obras para melhorar a mobilidade naquela área.

A praça Maçônica, é um dos mais importantes entrocamentos urbanos de Canavieiras e liga o centro da cidade com os bairros Birindiba, Sócrates Rezende, São Sebastião, Tancredão, Antônio Osório e Jardim Burundanga. Esses bairros possuem uma grande densidade populacional e ainda abrigam uma área comercial bastante diversificada, com lojas de material de construção, supermercados, dentre outros ramos.

Informa o prefeito Almir Melo, que a praça Maçônica era um equipamento urbano dotado de funcionalidade, utilizado para o lazer e promoção de festas e outros eventos. O prefeito lamenta que, após uma desastrada reforma feita pelo gestor anterior, foram retiradas as pedras portuguesas (cujo paradeiro é desconhecido) e transformada numa imensa área cimentada, sem qualquer funcionalidade.

No projeto da primeira etapa de requalificação, a nova praça ganha destaque na mobilidade, com a abertura de uma rua, evitando o intenso e congestionado tráfego de carros, motos e bicicletas. “Com esse projeto de mobilidade solicitado pelo prefeito Almir Melo, vamos acabar com o caos no trânsito daquela área, deixando-o mais tranquilo”, informa Lucas Rodrigues.

Nessa primeira intervenção também será executado um projeto de paisagismo, com a finalidade de humanizar o equipamento, fazendo com que as pessoas possam voltar a frequentar o local como faziam antes. “Vamos implantar uma área gramada e introduzir algumas plantas próprias para o paisagismo de praças”, disse o secretário de Obras.

Além da mobilidade, o projeto ainda prevê dotar a praça Maçônica de equipamentos no sentido de dar funcionalidade aos diversos usos, inclusive uma área destinada ao comércio de hortaliças, em determinados dias da semana. “Nesta primeira etapa, vamos dar uma mudança no sentido de utilização de praças pela comunidade, enquanto aguardaremos a liberação dos recursos do Governo Federal para finalizar todo o projeto de requalificação, tornando a praça Maçônica uma das belas e funcionais da cidade”, concluiu o prefeito.

Taxa do cheque especial aumenta em agosto
 
A taxa média do cheque especial nos bancos em agosto foi de 13,52% ao mês (a.m.), alta de 0,06 ponto percentual em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. A maior alta foi encontrada no Banco do Brasil
 
LEIA MAIS
 
Artista canavieirense se inspira nas belezas naturais de sua terra
Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS