CIA DA NOTÍCIA

Posts Tagged ‘Ciro de Matos’

CULTURA É FRESCURA?

Allah Góes

De fato, corroborando com o pensamento lapidar de nosso ex-prefeito, a população Itabunense dá mais uma demonstração de que a cultura grapiúna tem pouca, ou nenhuma, importância, pois assiste impassível, o desmonte de um dos últimos representantes da luta de nossos desbravadores pela construção de uma Itabuna melhor, o prédio do Ginásio Divina Providência.

Construído sob a liderança de Monsenhor Moises, que também foi o responsável pela instalação da Santa Casa de Misericórdia, o Ginásio Divina Providência, que foi criado há exatos 87 anos, além se servir como símbolo de que os desbravadores, apesar de incultos, diferentemente de nós cultos cidadãos, davam a devida importância à cultura, nos faz lembrar que é somente através da educação que se pode construir o futuro.

E o futuro desta terra foi construído justamente por aqueles que ali estudaram, onde juntos, tanto os filhos das famílias mais abastadas, como os mais humildes que, através de bolsas oferecidas pela Sociedade São Vicente de Paula, mantenedora do Colégio, conviviam e aprendiam, através do exemplo e da educação, que era possível transformar Itabuna numa cidade melhor.

Inúmeros foram os ex-alunos que, por conta da educação recebida naquele prédio, puderam ajudar a construir o futuro de nossa cidade, a exemplo de Dr. João Otávio Macedo, Charles Henri, Dr. Clodoaldo Anunciação, Ramiro Aquino, Eduardo Anunciação, Ciro de Matos, José Formigli Rebouças, entre outros.

Mas agora, sob a falácia da geração de 600 a 700 empregos (que, como muito bem foi dito pelo jornalista Marcel Leal, não passam de uma ilusão), põe-se por terra o representante maior de que o futuro somente pode ser construído através da educação, passando-se às próximas gerações a idéia de que, pela geração do emprego e renda, vale tudo, até mesmo acabar com o passado.

O que se deveria fazer é seguir a sugestão dada pelo Secretário da Educação, Gustavo Lisboa, que, visando a salvaguarda do prédio que é, segundo suas palavras “de grande relevância histórica”, propõe que o mesmo seja desapropriado e transformado na sede da Secretaria Municipal da Educação, onde poderia voltar a sua função original, que é ajudar o crescimento de Itabuna através da educação.

Não se pode é, colocar a questão da geração de emprego e renda como a finalidade maior da vida, pois se nos atermos apenas a isto, nos esquecendo de quem somos, de onde viemos, deixaríamos de ter maravilhas como o Louvre, o Coliseu, a Torre de Piza, pois são edificações construídas hoje em lugares comercialmente importantes mas que, por conta de servirem de representação histórica de um povo, jamais serão cogitadas para serem destruídas, ou “mantidas apenas a fachada”.

Ao se manter apenas a fachada do prédio, como alguns propõem, se destrói a nossa história, se modifica por completo o propósito daquela construção, que é educar para o futuro. Ao se manter tão somente a fachada, diferentemente do que ocorre em outros prédios históricos modificados, que mantém algum vinculo com o seu propósito inicial, joga-se na lata do lixo o trabalho, o suor e o espírito de nossos desbravadores, que sonhavam e anteviam um futuro glorioso para a nossa cidade, através do respeito à cultura e a educação.

Existem outros imóveis, outros locais mais adequados à instalação de empreendimentos comerciais em nossa cidade, que gerarão emprego e renda, sem macular a nossa história, o nosso passado.

Com a desapropriação do prédio do Ginásio Divina Providência, e a posterior instalação ali, da Secretaria Municipal de Educação, além de se salvar, e preservar o nosso passado, se disporia de um local onde, sem maiores interferências no já caótico trânsito do local (que ficaria pior com a instalação do empreendimento), se poderia promover, finalmente em Itabuna, a conciliação entre a educação, os poderes públicos, a população e o futuro, mostrando-se a todos que por aqui, cultura não é frescura.

Advogado e ex-aluno do CDP, turma de 1991. E-Mail allah.goes@hotmail.com

Canavieiras pretende ampliar setor turístico
 
O resgate da atividade turística é uma das metas estabelecidas pelo prefeito Almir Melo para ter o turismo como uma das principais atividades econômicas. Trabalho com essa finalidade está sendo desenvolvido pelo secretário Fernando Volpi e que já produz resultados positivos.
 
LEIA MAIS
 
Livros de graça para todo o mundo. Basta apoiar o projeto
O Prêmio Galinha Pulando começou em 2005, patrocinado pelo seu organizador Valdeck Almeida de Jesus. Até 2009 cada poeta selecionado recebia um livro de graça. A partir daí, ficou muito caro para Valdeck bancar tudo sozinho. Agora em 2014 veio a ideia de pedir ajuda aos autores e a quem puder colaborar comprando antecipado exemplares da antologia poética.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS