CIA DA NOTÍCIA

Posts Tagged ‘Partido Comunista do Brasil’

O móvel do crime

A missão seria privilegiar pré-candidato do PRB

Circula nos bastidores da política itabunense uma versão sobre a exoneração do secretário da Saúde de Itabuna, Renan Araujo. Segundos os comentários, o motivo mais forte teria sido a possibilidade de o Partido Republicano do Brasil (PRB) tomar para administração da secretaria do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

O “olho grande” do pastores e bispos da Igreja Universal é em função da mudança da gestão do Sistema Único da Saúde (SUS) em Itabuna passar para a “gestão plena”, ou seja: todos os recursos passam, a partir desta quinta-feira, 1º de agosto, a ser gerido pelo secretário da Saúde. Muito dinheiro e mais serviços que poderão ser prestados à população.

Nesta briga estão as possibilidades de eleição do bispo Marinho com os votos de Itabuna, que ainda não obteve sufrágio expressivo na cidade, apesar do poderio da Igreja Universal. Eles estão de olho no potencial de votos do comunista Davidson Magalhães, atual presidente da Bahiagás, com base eleitoral privilegiada em Itabuna.

Daí as reclamações feitas peloex-secretário Renan Araujo em relação às rasteiras e puxadas de tapete que vinha tomando com grande intensidade, diariamente, por fontes ligadas à Igreja Universal. Faltou apenas combinar com a população a migração de votos de Davidson para o bispo Marinho, em troca do atendimento de saúde.

PC do B se afasta do PT e fica mais perto do PSDB de Conquista

Nome de Claudionor cresce junto a eleitores e partidos

O rompimento anunciado entre o PCdoB e o PT, aliados históricos em Vitória da Conquista, terceiro maior reduto eleitoral da Bahia, pode mudar os rumos da campanha eleitoral no município. Isso porque o PCdoB tende a se aliar ao PSDB, dando força à campanha do professor Claudionor Dutra, que desponta como candidato de oposição nas eleições de outubro.

O nome do deputado estadual Jean Fabrício Falcão, uma das lideranças do PC do B na cidade, é cotado para ocupar a vaga de vice na chapa encabeçada por Claudionor. Em declaração ao um site de notícias local, Claudionor Dutra foi bastante enfático sobre a possibilidade de ter Fabrício como seu vice. “O deputado Jean Fabrício é um político de diálogo e engrandeceria enormemente a nossa chapa”, disse.

Após cerca de 20 anos de aliança, o PC do B optou por não mais continuar na base do governo petista, em Conquista. A relação entre os dois partidos na cidade vinha se desgastando desde as eleições de 2010 e se acentuou nos últimos meses. O partido já colocou à disposição, inclusive, os cargos de confiança que mantém na prefeitura.

A notícia foi destaque no site Política Livre.

ENTREVISTA: Wenceslau Júnior – pré-candidato a prefeito de Itabuna

O PCdoB é independente e terá candidato próprio

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) dispensa a condição de coadjuvante e pretende ser a estrela principal da eleição em diversas cidades brasileiras. Em Itabuna não é diferente, e o vereador e suplente de deputado estadual, Wenceslau Júnior participa da disputa interna do partido com Davidson Magalhães pela vaga de candidato a prefeito na convenção do próximo ano. Líder forjado nas lutas estudantis e nos movimentos populares, Wenceslau afirma que se preparou durante todo esse tempo para chefiar o Executivo itabunense. Advogado e professor de Direito, Wenceslau Júnior tem dois desafios: convencer “os camaradas” de que é o nome viável para vencer a eleição, bem como negociar uma ampla coligação com outros partidos. Ele também faz críticas aos prefeitos anteriores, que não privilegiaram o planejamento e diz que o seu partido vem demonstrando maturidade suficiente nas cidades em que administra. E manda um recado: O PCdoB terá candidato próprio e se o PT quiser que venha fazer parte da coligação. “Já apoiamos o PT por três vezes, agora chegou a vez dos petistas nos apoiar”, disse durante à entrevista concedida ao jornalista Walmir Rosário.

Jornal Agora – A candidatura do PCdoB é para valer mesmo, ou se trata de uma estratégia para conseguir cargo na chapa adversária?

Wenceslau Júnior – Definitivamente. O PCdoB tem feito avaliações e, levando em consideração ao acúmulo de forças que o partido vem somando sucessivamente nas eleições em que tem participado, entende que se credenciou a viabilizar uma candidatura com ampla possibilidade de fazer uma disputa com condições reais de vitória em Itabuna.

J. A. – O partido ainda não escolheu que nome lançar, mas o seu é considerado um dos prováveis, junto com o de Davidson Magalhães. Como se dará essa escolha?

W. J. – Não temos tradição em realizar prévias para a escolha de candidaturas. O PCdoB trabalha dentro da análise da realidade, observando o potencial eleitoral, a capacidade de articulação política que possa viabilizar o projeto.  Portanto, estão postos meu nome e o de Davidson Magalhães, mas posso garantir que não há uma disputa interna em torno disso, ao contrário, existe uma unidade em torno do projeto e a depender do cenário da época da escolha, o nome adequado ao momento será escolhido.

J. A. – Notícias veiculadas na mídia dão conta de que o PCdoB estaria sofrendo uma pressão muito grande, para não concorrer com candidatura própria à Prefeitura de Itabuna e apoiar o candidato do PT. O partido conseguirá ficar imune às pressões e caminhar num “voo solo”?

W. J. – Essas notícias de que o PCdoB vem sofrendo pressões para apoiar outros partidos, inclusive o PT, não são verdadeiras, pelo contrário. Nas conversas que tivemos com o governador Jaques Wagner e com as lideranças do PT, em nenhum momento fizeram qualquer tipo de consideração a esse respeito, até porque o próprio PT ainda tem dificuldades políticas em função do nome apresentado como candidato a prefeito de Itabuna. Nós entendemos que o PCdoB é um partido que está na base do governo de Dilma Rousseff e do governador Jaques Wagner, e que tem autonomia para participar, enquanto legenda, de qualquer eleição com candidatura própria ou até apoiar candidatura de outro partido que não seja o do PT, desde que essa candidatura esteja presente nas bases de qualquer um dos dois governos.

J. A. – Pelo que deixou a entender, o PT estaria em condições desfavoráveis para enfrentar uma eleição à Prefeitura de Itabuna?

W. J. – Em Itabuna existe uma análise negativa sobre a viabilidade da candidatura do PT, cujo índice de rejeição é muito grande, enquanto o nível de aceitação não é considerado dos melhores. Pelos cenários possíveis de se vislumbrar, os eleitores estão em busca de um novo nome, uma nova proposta de administração, uma nova forma de governar a cidade. Pelas pesquisas, a população demonstra uma rejeição muito grande nos dois modelos conhecidos: o que está presente (administração do Capitão Azevedo) e nos que por aqui já passaram (Geraldo Simões e Fernando Gomes).

No caso do PT, o partido já teve a oportunidade de governar a cidade por duas vezes, e ao que parece não deixou saudades, pois, em nenhum momento das pesquisas se apresenta como sendo uma novidade. O eleitor não demonstra aprovação pelo modelo apresentado anteriormente e nem mesmo acredita que poderá realizar alguma mudança significativa. Portanto, é uma relação desfavorável, do ponto de vista do eleitor, que somada à dificuldade que o próprio PT tem em agregar forças políticas amplas em torno de um projeto para Itabuna.

Read the rest of this entry »

PCdoB lança pré-candidato em Ilhéus

Israel Nunes foi o nome escolhido pelos comunistas

O Procurador Federal Israel Nunes foi indicado pré-candidato a prefeito de Ilhéus pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB). O anúncio foi feito neste sábado (1º), durante a Conferência Municipal do partido, realizada Associação 19 de Março. Israel fez um discurso inovador, chamando os participantes para o embate político, que será travado no próximo ano, combatendo os fisiologistas e aproveitadores de nossa política.

Na reunião, que contou com mais de 300 participantes, entre indígenas, operários, intelectuais e jovens, foram discutidos a conjuntura municipal para a próxima eleição, a apresentação da chapa proporcional para vereadores, com 32 nomes, numa chapa própria.

A conferência homenageou o histórico militante comunista, Gustavo César, o Gustavão, que faleceu há dois meses.

Comunistas promovem conferência

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Ilhéus promove às 8 horas deste sábado (1º), na Associação Esportiva 19 de Março, esquina das avenidas Itabuna com a Canavieiras, sua Conferência Municipal.

A reunião contará com a presença da deputada federal Alice Portugal e do presidente da Bahiagás e vice-presidente estadual da sigla, Davidson Magalhães.

Durante a Conferência, serão discutidos temas como a articulação para as eleições de 2012, a conjuntura partidária nacional e a escolha da nova diretoria municipal.

Geraldo Simões tenta inviabilizar candidatura própria do PCdoB em Itabuna

Geraldo Simões "morde e assopra" as lideranças comunistas para viabilizar a candidatura de Juçara

Após constatar que a candidatura própria do PCdoB em Itabuna é irreversível, o deputado federal Geraldo Simões partiu pra cima das lideranças do partido, na tentativa de inviabilizar a eleição dos candidatos a vereador, no próximo ano.

E para cooptar as lideranças Geraldo Simões promete de tudo: empregos na iniciativa privada, cargos públicos em órgãos dos governos do Estado e Federal, além do seu gabinete, além de promessas de cargos graúdos na Prefeitura de Itabuna após vencer a eleição.

O valor das coptações varia de acordo com o potencial de votos de cada uma das lideranças. Um médico comunista vale um cargo de confiança símbolo CC-1, hoje estipulado em R$ 4,5 mil por mês, além de consultas e plantões.

Já uma liderança ou presidente de associação de bairro tem o “passe” estipulado em valores mais módicos, um cargo próximo de um salário mínimo e uma ajuda mensal para a manuntenção da campanha a vereador, destinada ao custeio de combustível e demais ações.

A investida de Geraldo Simões nas lideranças do PCdoB é uma atitude que demonstra o desespero, haja vista o esvaziamento da candidatura de sua mulher, Juçara Feitosa, que encontra forte oposição dentro do próprio Partido dos Trabalhadores (PT), além de não entusiasmar outras agremiações políticas.

Historicamente, os comunistas apoiam os petistas – até hoje ainda fazem parte da base aliada dos governos Dilma e Jaques Wagner –, fazendo com que fossem considerados um “partido satélite” do PT, o que inibiu o crescimento da agremiação.

Agora, que os comunistas têm chances reais de emplacar uma candidatura vitoriosa, Geraldo Simões tenta “esvaziar” o partido, “comprando” lideranças na cidade onde é realizada a eleição. Antes, Geraldo tentou pressionar as direções estaduais e nacionais do PCdoB, sem resultado, obrigando-o a mudar de tática.

Gilson se filia ao PCdoB para assumir chefia da Ciretran

Gilson Nascimento (camisa listrada) aparece muito à vontade no seu novo "ninho", o PCdoB

O sargento da Polícia Militar e ex-secretário da Administração de Itabuna, Gilson Nascimento, assinou, nesta sexta-feira (15), em concorrido almoço na churrascaria Los Pampas, a ficha de filiação ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Com a filiação Gilson será indicado para a chefia da 5ª Ciretran de Itabuna, cargo que era do ex-deputado estadual Capitão Fábio Santana, que perdeu a eleição e os cargos que mantinha no Governo do Estado.

Bacharel em Administração, Gilson Nascimento já assumiu cargo na Ciretran e da Retran em Itajuípe, sempre demonstrando aptidão e competência para a direção dos cargos. Também ocupou cargo na Secretária de Transporte e Trânsito (Settran), quando o titular era o atual prefeito Capitão Azevedo.

A competência demonstrada por Gilson nos cargos em que ocupou fez com que passasse a ser considerado “homem de confiança” de Azevedo, sendo um dos coordenadores da campanha vitoriosa à Prefeitura de Itabuna e, posteriormente, secretário da Administração.

Ao tentar realizar modificações profundas na Administração Pública, Gilson foi perdendo prestígio junto ao chefe do Executivo, culminando com sua saída do Governo. Mesmo assim, continuou junto a Azevedo, coordenando a campanha a deputado federal de Luiz Argôlo, que recebeu mais de cinco mil votos.

Tido como o “homem forte” de Argôlo em Itabuna, nos bastidores políticos de Itabuna Gilson Nascimento era considerado “pule de 10” como candidato à indicação do seu nome para coordenar o Gabinete de Argôlo no Sul da Bahia.

Entretanto, após uma série de indefinições na mudança partidária do prefeito Azevedo para o Partido Progressista (PP), Gilson foi se afastando do seu grupo político original e caiu nos braços dos comunistas.

Agora, é aguardar novos capítulos dessa novela protagonizada pelos inquilinos do Centro Administrativo Firmino Alves.

Taxa do cheque especial aumenta em agosto
 
A taxa média do cheque especial nos bancos em agosto foi de 13,52% ao mês (a.m.), alta de 0,06 ponto percentual em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. A maior alta foi encontrada no Banco do Brasil
 
LEIA MAIS
 
Artista canavieirense se inspira nas belezas naturais de sua terra
Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS