CIA DA NOTÍCIA

Posts Tagged ‘Rádio Boa Nova’

PELA BÍBLIA, SABE-SE QUE COLHEMOS O QUE TIVERMOS SEMEADO

A lei de causa e efeito é um dos maiores ensinos da Bíblia e de outas escrituras sagradas. Por ela, vamos colhendo o que semeamos. E o Nazareno confirmou-a com ênfase: Ninguém deixará de pagar tudo até o último centavo (Mateus 5: 26). Ela é divina, mas é manipulada por nós mesmos. Daí que temos de pagar tudo até o último centavo. Quando eu estudava para padre Redentorista, ouvia-se dizer muito sobre ela: “É, a lei de Deus é rigorosa!”. E ninguém percebia que, pago o último centavo, o indivíduo fica quite com suas dívidas e que, pois, as chamadas penas “eternas” eram jogadas por terra, totalmente.

A religião que mais difunde essa lei bíblica é o espiritismo. E esse é um dos motivos de ele ser muito atacado, geralmente, pelos líderes de outras religiões bíblicas, que querem passar a ideia de que os “devedores” podem anular seus “débitos”, se forem fiéis seguidores deles e, principalmente, se derem polpudos dízimos à sua igreja, que na verdade vão para os bolsos deles. Mas deve-se dizer que nem todos os líderes religiosos agem exclusivamente com essa intenção! Porém a verdade é que eles estão atacando também um dos mais importantes ensinamentos bíblicos! Eles ignoram ou fingem ignorar que essa lei de causa e efeito é divina. O argumento mais comum deles é que pagar uma dívida, sem o conhecimento dela, é uma incoerência E aqui calha bem um ensino bíblico: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.” (Isaias 55: 8).

Para a Bíblia, os fatos da vida presente mostram-nos o que fizemos no passado, pois eles são a colheita da semeadura que fizemos. E, se a semeadura é no passado com relação à colheita no futuro, e a colheita é no futuro com relação à semeadura do passado, isso, claramente, sugere-nos a ideia da reencarnação que incomoda muito os fanáticos contra ela! A desculpa deles para atacá-la, e a isso já nos referimos, é sempre afirmar que se a reencarnação é para quitar nossas faltas, que são desconhecidas por nós, o pagamento delas não tem lógica. Mas como ela não tem lógica, se se trata de uma lei bíblica e divina? Se a Bíblia e outras escrituras sagrada dizem que colhemos o que semeamos, logo, pelo que colhemos, sabemos, pelo menos em parte, o que semeamos. E, atualmente, com o avanço da Ciência, a Humanidade já pode saber fatos importantes de suas reencarnações anteriores, por exemplo, através da terapia de vivências passadas (TVP), que começou com o médico francês, em 1875, Prêmio Nobel de Química, em 1913, Charles Richet. E há os médiuns que têm o dom de lembrar os fatos importantes de suas vidas anteriores. Ademais, realmente, nós podemos não saber claramente a causa dos fatos presentes, até mesmo quando a causa é da vida atual, o que, porém, não anula a causa. Um indivíduo, que tem sífilis, sabe que está doente porque contraiu o vírus da sífilis, embora ele possa não saber bem quando e como o contraiu. É assim, mais ou menos, que acontece com o pagamento de faltas de vidas anteriores. E a reencarnação é principalmente para evoluirmos.

Voltemos à Bíblia (Jó 8: 9): “Somos de ontem e nada sabemos”. Podemos, pois, ignorar até mesmo que já existíamos antes desta vida. O próprio João Batista não sabia que seu espírito era o mesmo de Elias, mas Jesus (Mateus 11: 14) o confirma: “Ele é o Elias que estava para vir, quem tem ouvidos para ouvir, ouça!”

PS: “Presença Espírita na Bíblia” com este colunista, na TV Mundo Maior.

NOTA:

Campanha da Fundação Espírita André Luiz (FEAL), tendo à frente a Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior para a distribuição de livros espíritas em hospitais, presídios, cracolândias e outros pontos da cidade de São Paulo.

Os apoiadores podem doar a partir de R$ 12,00.

Para participar: http: //www.mundomaior.com.br/

A FÉ EM JESUS CRISTO SALVA; ENTRETANTO, FÉ NÃO É SÓ CRENÇA

É muito conhecida a frase: “Quem tiver fé em Jesus Cristo, está salvo.” Por essa frase se entende que a salvação ou libertação é muito fácil. Mas será que é mesmo assim tão fácil?

Caberia aos líderes religiosos que estudam grego levar aos seus fiéis melhor esclarecimento no entendimento dos textos bíblicos. O de que vamos tratar é um exemplo de que, lamentavelmente, esse esclarecimento não acontece, quando já deveria ter acontecido há muitos séculos.

Os evangelhos foram escritos em grego. E a palavra grega evangélica “pistis”, traduzida por fé no português, significa também fidelidade.

E são Jerônimo, na sua Vulgata Latina, traduziu-a para o latim por “fides”. E “fides” em latim significa também fidelidade, além de fé. Quem tiver fé em Jesus Cristo se salva, às vezes, melhor se diria: Quem tiver fidelidade a Jesus Cristo, se salva. Ora, quem tiver fidelidade a Jesus Cristo, estudando e pondo em prática o seu evangelho, realmente, se liberta ou se salva.

Porém, ser fiel mesmo a Jesus Cristo, na fase atual de nossa evolução humana, não é fácil. Poderíamos dizer que quem é fiel a Ele de fato são as pessoas que são desapegadas em todo o sentido da palavra, o que acontece com aquelas pessoas que até renunciam a si próprias. E eis dois exemplos que nos deixam essa questão bíblica bem clara: “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo.” (Lucas 14: 33); e “Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome sua cruz e siga-me.” (Luca 9: 23). A expressão “pegar sua cruz” significa aceitar ou colher o sofrimento do carma ou do mal feito no passado desta encarnação ou de outra. Sim, pois, ninguém consegue escapar da lei evangélica e cósmica de causa e efeito. Se alguém semear o mal, tem que colher o mal. “Em verdade te digo que não sairás dali, enquanto não pagares o último centavo.” (São Mateus 5: 26). O maior Mestre nos ensina nessa passagem que somos nós mesmos é que pagamos os nossos pegados, desde o primeiro até o último.

É verdade que são Paulo nos diz que o sangue de Jesus lava ou anula os nossos pecados, influenciado que ele foi pelos rituais de purificação do judaísmo e outras religiões da Palestina e de outras nações vizinhas dela. Devemos respeitar as ideias paulinas, mas aceitemos a verdade maior do Mestre dos mestres, que tinha até ojeriza para rituais de sacrifícios. “Misericórdia quero e não sacrifícios.” (São Mateus 9: 13). Mas reitero que devemos respeitar o pensamento paulino de sacrifícios, pois ele acreditava na eficácia dos sacrifícios de sangue derramado, que, às vezes, denomino de teologia do sangue. E esse pensamento de Paulo foi levado, inclusive, para os evangelhos, pois as cartas dele foram os primeiros textos escritos do Novo Testamento, cujos autores se basearam muito nesses textos paulinos.

Quem tem mesmo fidelidade a Jesus Cristo, obviamente, acredita de fato no ensino Dele. Assim, nesse caso, a fidelidade a Ele vem até à frente da fé Nele. Pode-se dizer, portanto, que essa fé verdadeira em Jesus Cristo salva mesmo, mas não uma simples fé ou crença Nele. Tal fé seria, pois, igual ou semelhante àquela conhecida de são Tiago: “A fé sem obras é morta” (Tiago: 2: 26). A fé, pois, só no sentido de acreditar não salva mesmo ninguém. Aliás, até o “diabo” crê em Jesus Cristo, e como crê!

PS: “Presença Espírita na Bíblia” com este colunista, na TV Mundo Maior, por parabólica digital e internet.

N O T A

A presente crise brasileira está realmente atingindo as atividades de muitos setores do nosso país. Nós espíritas e simpatizantes do Espiritismo façamos, pois, um esforço extra para ajudarmos a Rádio Boa Nova e a TV Mundo Maior a darem a volta por cima nessa crise que, lamentavelmente, as atinge de cheio.

Precisamos fazer alguma coisa para que esses dois grandes veículos midiáticos possam continuar mantendo no ar a sua programação normal, que é indispensável para a difusão dos postulados espíritas.

Se sabemos que a maior caridade que podemos fazer para com a Doutrina dos Espíritos codificada por Kardec é a sua divulgação, então, está na hora, pois, de nós cumprirmos o nosso dever, fazendo o que pudermos para com essas duas instituições, que representam os maiores veículos do mundo de divulgação da nossa querida Doutrina. Vamos, portanto, agir, a partir de agora, fazendo o que pudermos para salvá-las!

Taxa do cheque especial aumenta em agosto
 
A taxa média do cheque especial nos bancos em agosto foi de 13,52% ao mês (a.m.), alta de 0,06 ponto percentual em relação ao mês anterior, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. A maior alta foi encontrada no Banco do Brasil
 
LEIA MAIS
 
Artista canavieirense se inspira nas belezas naturais de sua terra
Aos 35 anos, quatro dos quais dedicados à arte, Thiago tem despertado a atenção de turistas e nativos pela simplicidade de seus trabalho, com traços e entalhes precisos, retratando animais do bioma Mata Atlântica.
 
LEIA MAIS
Alto Beco do Fuxico festeja seus 30 anos
 
Saudosismo, amizade, cachaça da boa, cerveja bem gelada, mocofato preparado por Danilo, música de todos os gêneros e para atender todos os gostos. Esse foi o combustível que moveu membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico, os acadêmicos da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), além de outros frequentadores do Alto Beco do Fuxico.
 
LEIA MAIS